Showbiz
Concerto

Teofilo Chantre actua em Luanda em alusão à Festa Música

Teofilo Chantre actua  em Luanda em alusão à Festa Música
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

O músico franco-cabo-verdiano Teofilo Chantre é o convidado para o concerto alusivo à “Fête de la Musique” (Festa da Música), que acontece no dia 21 de Junho, pelas 20h00, na Sala Angola do Hotel Epic Sana.

De acordo uma nota enviada ao ONgoma, participa do mesmo evento, criado em França, em 1981, e que então se espalhou pelo mundo, a Banda Maravilha, como avança a nota enviada ao ONgoma pela Allaince Française de Luanda, promotora da iniciativa que tem o apoio da Air France.

Conhecido pelos temas da sua autoria, popularizados pela diva Cesária Évora, para interpretar as músicas de um repertório lusófono e francófono festivo, o músico será acompanhado por um quarteto formado por Kim Dan (violino), Jacky Fourniret (acordéon), Sébastien Gastine  (baixo) e Fabrice Thompson (bateria/percussão).

Os ingressos estão à venda na Alliance Française de Luanda e no site https://www.ingressopratico.co.ao/pt/, nos valores de 2500 Akz para o público em geral e  1500 Akz para estudantes que comprovarem matrícula em uma instituição de ensino e maiores de 60 anos de idade. Para o acto, a bilheteria estará aberta no local do evento, uma hora antes do início do concerto, no limite dos lugares disponíveis.

Teofilo Chantre nasceu na ilha de São Nicolau, em 1963, e cresceu na ilha de São Vicente, em Mindelo. O músico, que foi para Paris aos 14 anos, foi um dos compositores de Cesária Évora, tendo escrito a letra "Ausência" que a “diva dos pés descalços" cantou para a banda sonora do filme "Underground", de Emir Kusturica. Além disso, Teófilo escreveu várias canções para os discos "Miss Perfumado" (1992), "Cesária" (1995), "Café Atlântico" (1999), "Rogamar" (2006), cantando ainda em dueto com Cesária "Quem pode" (2003) e "Mãe Pa Fidje" (2004). Teofilo Chantre editou sete discos, entre eles “Terra & Cretcheu” (1994), “Azulando” (2004) e “MeStissage” (2011), tendo como inspiração Cabo Verde, o país onde gostaria de regressar um dia mais tarde. O prestígio do cantor e compositor natural de São Nicolau ultrapassou as fronteiras da comunidade cabo-verdiana e ganhou o mundo.  

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

O músico franco-cabo-verdiano Teofilo Chantre é o convidado para o concerto alusivo à “Fête de la Musique” (Festa da Música), que acontece no dia 21 de Junho, pelas 20h00, na Sala Angola do Hotel Epic Sana.

De acordo uma nota enviada ao ONgoma, participa do mesmo evento, criado em França, em 1981, e que então se espalhou pelo mundo, a Banda Maravilha, como avança a nota enviada ao ONgoma pela Allaince Française de Luanda, promotora da iniciativa que tem o apoio da Air France.

Conhecido pelos temas da sua autoria, popularizados pela diva Cesária Évora, para interpretar as músicas de um repertório lusófono e francófono festivo, o músico será acompanhado por um quarteto formado por Kim Dan (violino), Jacky Fourniret (acordéon), Sébastien Gastine  (baixo) e Fabrice Thompson (bateria/percussão).

Os ingressos estão à venda na Alliance Française de Luanda e no site https://www.ingressopratico.co.ao/pt/, nos valores de 2500 Akz para o público em geral e  1500 Akz para estudantes que comprovarem matrícula em uma instituição de ensino e maiores de 60 anos de idade. Para o acto, a bilheteria estará aberta no local do evento, uma hora antes do início do concerto, no limite dos lugares disponíveis.

Teofilo Chantre nasceu na ilha de São Nicolau, em 1963, e cresceu na ilha de São Vicente, em Mindelo. O músico, que foi para Paris aos 14 anos, foi um dos compositores de Cesária Évora, tendo escrito a letra "Ausência" que a “diva dos pés descalços" cantou para a banda sonora do filme "Underground", de Emir Kusturica. Além disso, Teófilo escreveu várias canções para os discos "Miss Perfumado" (1992), "Cesária" (1995), "Café Atlântico" (1999), "Rogamar" (2006), cantando ainda em dueto com Cesária "Quem pode" (2003) e "Mãe Pa Fidje" (2004). Teofilo Chantre editou sete discos, entre eles “Terra & Cretcheu” (1994), “Azulando” (2004) e “MeStissage” (2011), tendo como inspiração Cabo Verde, o país onde gostaria de regressar um dia mais tarde. O prestígio do cantor e compositor natural de São Nicolau ultrapassou as fronteiras da comunidade cabo-verdiana e ganhou o mundo.  

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form