Ideias e Negócios
Concurso

Seedstars regressa online para a edição de 2020

Seedstars regressa online para a edição de 2020
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

Como forma de garantir a segurança dos seus parceiros e da comunidade, no âmbito da inesperada crise da COVID-19, a Seedstars anunciou que a realização da competição global 2020/21 decorrerá online, na sequência do sucesso da Conferência Online Seedstars, que aconteceu no dia 3 de Abril deste ano.

Uma vez que a convocatória pública para o Seedstars World Competition já foi lançada, no comunicado que recebemos, a organização manifesta que não poderia estar mais orgulhosa de apoiar uma comunidade ansiosa e capaz de dar passos concretos e construtivos.

“Ao nos mantermos independentes e solidários, pretendemos ir além das interacções físicas, a fim de criar impacto na sociedade em geral”, expressou Pierre-Alain Masson, co-fundador da Seedstars, que todos os anos selecciona as startups mais promissoras nos mercados emergentes para que se juntem à sua comunidade global e para acelerá-las através dos seus programas e investimentos.

O concurso, cujas candidaturas estarão abertas até ao próximo dia 31 deste mês, será organizado em 94 cidades de mercados emergentes, incluindo Luanda, através do website www.seedstarsworld.com.

Segundo o documento, a Seedstars irá então treinar mais de 1.800 startups através da Academia Online Seedstars e seleccionar um vencedor local por cada cidade, para participar na fase regional do concurso, sendo que as startups seleccionadas de cada região irão então competir na grande final, a ser realizada em Abril de 2021.

O Seedstars World Competition Online 2020/21 está a incentivar a inscrição de startups de todo o mundo. Dos participantes, serão seleccionadas até 10 startups para um prémio em investimento de 50.000 USD como Programa de Aceleração, bem como um vencedor mundial que receberá um prémio de 500.000 USD em investimento, refere a nota.

O evento conta com o apoio local do KiandaHub, a primeira HUB de Inovação no país, que desde 2015 apoia iniciativas do género, com o objetivo de empoderar empreendedores locais e dar-lhes maior visibilidade internacional.

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

Como forma de garantir a segurança dos seus parceiros e da comunidade, no âmbito da inesperada crise da COVID-19, a Seedstars anunciou que a realização da competição global 2020/21 decorrerá online, na sequência do sucesso da Conferência Online Seedstars, que aconteceu no dia 3 de Abril deste ano.

Uma vez que a convocatória pública para o Seedstars World Competition já foi lançada, no comunicado que recebemos, a organização manifesta que não poderia estar mais orgulhosa de apoiar uma comunidade ansiosa e capaz de dar passos concretos e construtivos.

“Ao nos mantermos independentes e solidários, pretendemos ir além das interacções físicas, a fim de criar impacto na sociedade em geral”, expressou Pierre-Alain Masson, co-fundador da Seedstars, que todos os anos selecciona as startups mais promissoras nos mercados emergentes para que se juntem à sua comunidade global e para acelerá-las através dos seus programas e investimentos.

O concurso, cujas candidaturas estarão abertas até ao próximo dia 31 deste mês, será organizado em 94 cidades de mercados emergentes, incluindo Luanda, através do website www.seedstarsworld.com.

Segundo o documento, a Seedstars irá então treinar mais de 1.800 startups através da Academia Online Seedstars e seleccionar um vencedor local por cada cidade, para participar na fase regional do concurso, sendo que as startups seleccionadas de cada região irão então competir na grande final, a ser realizada em Abril de 2021.

O Seedstars World Competition Online 2020/21 está a incentivar a inscrição de startups de todo o mundo. Dos participantes, serão seleccionadas até 10 startups para um prémio em investimento de 50.000 USD como Programa de Aceleração, bem como um vencedor mundial que receberá um prémio de 500.000 USD em investimento, refere a nota.

O evento conta com o apoio local do KiandaHub, a primeira HUB de Inovação no país, que desde 2015 apoia iniciativas do género, com o objetivo de empoderar empreendedores locais e dar-lhes maior visibilidade internacional.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form