Sociedade
Criminalidade

Polícia confirma detenção do cidadão que matou nove mulheres no Catinton

Polícia confirma detenção do cidadão que matou nove mulheres no Catinton
Foto por:
vídeo por:
DR

A Polícia Nacional confirmou ontem, em Luanda, a detenção do cidadão angolano acusado de ter violado sexualmente e, posteriormente, matado nove mulheres, no bairro Catinton, distrito urbano da Maianga.

Em declarações à imprensa, no balanço pré-operacional da“Operação Resgate, o director do Gabinete de Comunicação Institucional eImprensa do Ministério do Interior (MININT), intendente Mateus Rodrigues explicou que as vítimas eram escolhidas aleatoriamente, pelo que o suposto homicida, de 23 anos de idade, confirmou ter praticado os crimes em conluio com dois amigos que se encontram foragidos, não tinha um padrão seleccionado.

“Das informações obtidas do suposto homicida, sabe-se que eles agrediam as vítimas conforme fossem aparecendo. Violavam-nas e asfixiavam-nas até à morte”, contou, acrescentando, apesar de o jovem ter sido detido no fim de Setembro, as mortes das nove mulheres ocorreram durante o ano em curso.

De acordo com informações a que jornal O País teve acesso, o aumento de violência e assassinatos contra as mulheres preocupa os moradores do bairro. Entretanto, este é um assunto que a Polícia Nacional garante que as investigações estão a ser feitas e tudo fará para que os outros integrantes do grupo sejam encontrados, dado que pede a colaboração da população na denúncia dos criminosos.

Os órgãos da Delegação Provincial do Ministério do Interior,em Luanda, realizaram de 26 a 28 de Setembro a fase pré-operacional da“Operação Resgate”, que resultou na detenção de 170 cidadãos suspeitos, dos quais um jovem que está a ser visto como o “serial killer” do bairro Catinton.

6galeria

Pedro Kididi

Jornalista

A Polícia Nacional confirmou ontem, em Luanda, a detenção do cidadão angolano acusado de ter violado sexualmente e, posteriormente, matado nove mulheres, no bairro Catinton, distrito urbano da Maianga.

Em declarações à imprensa, no balanço pré-operacional da“Operação Resgate, o director do Gabinete de Comunicação Institucional eImprensa do Ministério do Interior (MININT), intendente Mateus Rodrigues explicou que as vítimas eram escolhidas aleatoriamente, pelo que o suposto homicida, de 23 anos de idade, confirmou ter praticado os crimes em conluio com dois amigos que se encontram foragidos, não tinha um padrão seleccionado.

“Das informações obtidas do suposto homicida, sabe-se que eles agrediam as vítimas conforme fossem aparecendo. Violavam-nas e asfixiavam-nas até à morte”, contou, acrescentando, apesar de o jovem ter sido detido no fim de Setembro, as mortes das nove mulheres ocorreram durante o ano em curso.

De acordo com informações a que jornal O País teve acesso, o aumento de violência e assassinatos contra as mulheres preocupa os moradores do bairro. Entretanto, este é um assunto que a Polícia Nacional garante que as investigações estão a ser feitas e tudo fará para que os outros integrantes do grupo sejam encontrados, dado que pede a colaboração da população na denúncia dos criminosos.

Os órgãos da Delegação Provincial do Ministério do Interior,em Luanda, realizaram de 26 a 28 de Setembro a fase pré-operacional da“Operação Resgate”, que resultou na detenção de 170 cidadãos suspeitos, dos quais um jovem que está a ser visto como o “serial killer” do bairro Catinton.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form