Arte e Cultura
Concerto

Músico Pascoal Mussungo tem concerto marcado na Fundação Arte e Cultura

Músico Pascoal Mussungo tem concerto marcado na Fundação Arte e Cultura
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

O músico e compositor Pascoal Mussungo tem marcado, para este sábado, dia 23, um concerto online, na Fundação Arte e Cultura, pelas 19 horas.

O evento, que leva no epicentro a mensagem de amor e de esperança, decorrerá no âmbito do projecto Fundação Arte e Cultura Online, visando incentivar as famílias a permacerem em casa e protegerem as suas vidas enquanto durar o Estado de Emergência, em prevenção à Covid-19.

“Há um livro”, “Mamã”, “Nzela” e “Opepinami” são temas que saltam do menu artístico a ser apresentado pelo inquilino do Wiza Anfiteatro, da Fundação Arte e Cultura.

“De um modo geral, as músicas relatam a paz social, o amor, e a selecção das mesmas deve-se ao momento que Angola e o mundo vivem. Entramos numa fase em que todos nós precisamos deste reconforto”, afirma o músico, citado no comunicado enviado ao ONgoma News.

Pascoal Mussungo é, desde muito cedo, defensor da ideia segundo a qual o amor sobrepõe-se a tudo o resto. “A própria natureza apela-nos ao amor, e uma coisa que me levou a não olhar para atrás, quando fui convidado a fazer parte deste projecto filantrópico da Fundação, foi justamente isto. Sabia que estaria a dar o melhor de mim para o bem comum. O projecto tem esse cariz - solidariedade”, disse o artista para quem a vida deve ser encarada nesta perspectiva após a Covid-19.

O músico salienta que se há uma herança que a Covid-19 deve deixar, é na simplicidade e na diferença encontrar o denominador comum que é a paz social e a harmonia entre os homens. “Ao usarmos a máscara, ao lavarmos as mãos, protegemo-nos a nós e aos outros. Para além disso, está também este espaço comum, a humanidade, para continuarmos a viver”, explica.

Segundo a nota, à parte do concerto com o músico Pascoal Mussungo, decorre nesta semana e no âmbito do projecto Fundação Arte e Cultura Online, as aulas de guitarra, reciclagem e decoração, com os professores Luís Albino e Conceição Manuel, ambos da Fundação Arte e Cultura, respectivamente, e concertos com os músicos Cláudio Art Jazz, Banda Melodias da Alma e teatro com o grupo Jovens da Mulemba.

De reforçar que o projecto tem também um pendor de inclusão social. Nesta semana, por exemplo, a Fundação apresentou o concerto online do músico JD, um jovem artista com deficiência visual, mas que superou todas as limitações, tocando excelentemente um piano.

Entretanto, este não é o único caso, diz o documento, sendo que,  ainda nesta semana, os amantes das artes assistiram, via online, a um momento de spoken word com o poeta Isis Hembe, jovem paraplégico.

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

O músico e compositor Pascoal Mussungo tem marcado, para este sábado, dia 23, um concerto online, na Fundação Arte e Cultura, pelas 19 horas.

O evento, que leva no epicentro a mensagem de amor e de esperança, decorrerá no âmbito do projecto Fundação Arte e Cultura Online, visando incentivar as famílias a permacerem em casa e protegerem as suas vidas enquanto durar o Estado de Emergência, em prevenção à Covid-19.

“Há um livro”, “Mamã”, “Nzela” e “Opepinami” são temas que saltam do menu artístico a ser apresentado pelo inquilino do Wiza Anfiteatro, da Fundação Arte e Cultura.

“De um modo geral, as músicas relatam a paz social, o amor, e a selecção das mesmas deve-se ao momento que Angola e o mundo vivem. Entramos numa fase em que todos nós precisamos deste reconforto”, afirma o músico, citado no comunicado enviado ao ONgoma News.

Pascoal Mussungo é, desde muito cedo, defensor da ideia segundo a qual o amor sobrepõe-se a tudo o resto. “A própria natureza apela-nos ao amor, e uma coisa que me levou a não olhar para atrás, quando fui convidado a fazer parte deste projecto filantrópico da Fundação, foi justamente isto. Sabia que estaria a dar o melhor de mim para o bem comum. O projecto tem esse cariz - solidariedade”, disse o artista para quem a vida deve ser encarada nesta perspectiva após a Covid-19.

O músico salienta que se há uma herança que a Covid-19 deve deixar, é na simplicidade e na diferença encontrar o denominador comum que é a paz social e a harmonia entre os homens. “Ao usarmos a máscara, ao lavarmos as mãos, protegemo-nos a nós e aos outros. Para além disso, está também este espaço comum, a humanidade, para continuarmos a viver”, explica.

Segundo a nota, à parte do concerto com o músico Pascoal Mussungo, decorre nesta semana e no âmbito do projecto Fundação Arte e Cultura Online, as aulas de guitarra, reciclagem e decoração, com os professores Luís Albino e Conceição Manuel, ambos da Fundação Arte e Cultura, respectivamente, e concertos com os músicos Cláudio Art Jazz, Banda Melodias da Alma e teatro com o grupo Jovens da Mulemba.

De reforçar que o projecto tem também um pendor de inclusão social. Nesta semana, por exemplo, a Fundação apresentou o concerto online do músico JD, um jovem artista com deficiência visual, mas que superou todas as limitações, tocando excelentemente um piano.

Entretanto, este não é o único caso, diz o documento, sendo que,  ainda nesta semana, os amantes das artes assistiram, via online, a um momento de spoken word com o poeta Isis Hembe, jovem paraplégico.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form