Sociedade
Crime

Menor de 13 anos decapitado e amputados os membros na Huíla

Menor de 13 anos decapitado e amputados os membros na Huíla
Foto por:
vídeo por:
DR

O Comando Provincial da Polícia Nacional na Huíla confirmou o crime de homicídio de que foi vítima um menor de 13 anos de idade, estudante, que além de decapitado, tinha os membros superiores e inferior do lado esquerdo amputados.

A forma como foi encontrado o corpo do pequeno Celestino Domingos chocou a sua família, assim como os populares residentes no município de Cacula, na localidade de Calondau.

De acordo com o relatório da Polícia apresentado pelo porta-voz Luís Filipe, no passado dia 03 deste mês, registou-se o crime de homicídio voluntário na localidade de Calondau, com recurso a instrumento não revelado, praticado na via pública por elementos também ainda não identificados.

O relatório, a que o jornal O País teve acesso, diz ainda que Celestino foi surpreendido pelos marginais quando saía da casa do seu avô, em direcção à residência dos seus pais, não tendo chegado ao destino.

“Diligências feitas pelos familiares indicam que foi encontrado estatelado, decapitado e com os membros superior e inferior do lado esquerdo amputados”, lê-se no relatório.

Entretanto, a Polícia garante que estão a ser feitas diligências no sentido de identificar e deter os autores desta acto hediondo que choca a sociedade huilana, cujo móbil é ainda desconhecido.

Por essa razão, aproveita fazer o apelo no sentido de denunciar todo e qualquer cidadão que venha a se constituir suspeito da prática do crime em causa.

6galeria

Redacção

O Comando Provincial da Polícia Nacional na Huíla confirmou o crime de homicídio de que foi vítima um menor de 13 anos de idade, estudante, que além de decapitado, tinha os membros superiores e inferior do lado esquerdo amputados.

A forma como foi encontrado o corpo do pequeno Celestino Domingos chocou a sua família, assim como os populares residentes no município de Cacula, na localidade de Calondau.

De acordo com o relatório da Polícia apresentado pelo porta-voz Luís Filipe, no passado dia 03 deste mês, registou-se o crime de homicídio voluntário na localidade de Calondau, com recurso a instrumento não revelado, praticado na via pública por elementos também ainda não identificados.

O relatório, a que o jornal O País teve acesso, diz ainda que Celestino foi surpreendido pelos marginais quando saía da casa do seu avô, em direcção à residência dos seus pais, não tendo chegado ao destino.

“Diligências feitas pelos familiares indicam que foi encontrado estatelado, decapitado e com os membros superior e inferior do lado esquerdo amputados”, lê-se no relatório.

Entretanto, a Polícia garante que estão a ser feitas diligências no sentido de identificar e deter os autores desta acto hediondo que choca a sociedade huilana, cujo móbil é ainda desconhecido.

Por essa razão, aproveita fazer o apelo no sentido de denunciar todo e qualquer cidadão que venha a se constituir suspeito da prática do crime em causa.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form