Ciência & Tecnologia

Jovens angolanos criam detector de humidade para jardins

Jovens angolanos criam detector de humidade para jardins
Foto por:
vídeo por:
DR

Com o objectivo de reduzir o trabalho do homem em regar o jardim, três estudantes do 1º ano do curso de Engenharia Electrónica, do Instituto Superior Politécnico Alvorecer da Juventude (ISPAJ), desenvolveram um projecto electrónico que detecta o nível de humidade em jardins.

Apesar de o circuito já estar há algum tempo no mercado tecnológico, os jovens Edilson de Jesus, Inocêncio Bumba e João Eduardo, motivados pelo reduzido número de pessoas a utilizar este sistema, resolveram, no entanto, reforçar que com ele instalado numa das parcelas de casa, em vez de as pessoas se darem ao trabalho de regar o jardim, o sistema automaticamente encarrega-se de o fazer.

“Quando o consumidor tiver o sistema já instalado em sua casa, para detectar se o jardim foi regado ou não, basta ligar a fonte para notar a existência de humidade no jardim”, explicou um dos estudantes.

Para a construção do detector de humidade, entre outros componentes, foram usados um potenciómetro, condutor, transístor com uma fonte de 9 volts, luz led  sinalizadora de corrente eléctrica, uma vez que a lâmpada vai estar accionada a humidade, uma placa de ensaio onde são implantados os circuitos.

De acordo com Inocêncio Bumba, o projecto tem uma e única finalidade que é funcionar com humidade e como se não bastasse, o mesmo sistema pode ser utilizado num tanque de água, em que o utilizador poderá notar se o nível de água do reservatório está baixo ou alto.

6galeria

Pedro Kididi

Jornalista

Com o objectivo de reduzir o trabalho do homem em regar o jardim, três estudantes do 1º ano do curso de Engenharia Electrónica, do Instituto Superior Politécnico Alvorecer da Juventude (ISPAJ), desenvolveram um projecto electrónico que detecta o nível de humidade em jardins.

Apesar de o circuito já estar há algum tempo no mercado tecnológico, os jovens Edilson de Jesus, Inocêncio Bumba e João Eduardo, motivados pelo reduzido número de pessoas a utilizar este sistema, resolveram, no entanto, reforçar que com ele instalado numa das parcelas de casa, em vez de as pessoas se darem ao trabalho de regar o jardim, o sistema automaticamente encarrega-se de o fazer.

“Quando o consumidor tiver o sistema já instalado em sua casa, para detectar se o jardim foi regado ou não, basta ligar a fonte para notar a existência de humidade no jardim”, explicou um dos estudantes.

Para a construção do detector de humidade, entre outros componentes, foram usados um potenciómetro, condutor, transístor com uma fonte de 9 volts, luz led  sinalizadora de corrente eléctrica, uma vez que a lâmpada vai estar accionada a humidade, uma placa de ensaio onde são implantados os circuitos.

De acordo com Inocêncio Bumba, o projecto tem uma e única finalidade que é funcionar com humidade e como se não bastasse, o mesmo sistema pode ser utilizado num tanque de água, em que o utilizador poderá notar se o nível de água do reservatório está baixo ou alto.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form