Actualidade
Economia

Gestor considera que os empresários têm uma grande oportunidade para virarem o negócio à produção local

 Gestor considera que os empresários têm uma grande oportunidade para virarem o negócio à produção local
Foto por:
vídeo por:
DR

O administrador para a Área de Negócios do Fundo de Garantia de Crédito considerou recentemente que os empresários têm uma grande oportunidade para virarem o negócio à produção local e ajudarem na materialização de um dos principais objectivos do Executivo angolano, focado, essencialmente, para a segurança alimentar, pesca, pecuária e indústria.

Eduardo Katalahary Mohamed, que falou aquando do acordo que a sua instituição assinou na semana passada com o Banco Caixa Geral Angola, que visa fomentar e facilitar a concessão automática de garantias parciais de crédito, no âmbito da linha de apoio de desenvolvimento dos Micros, Pequenos e Médios Negócios, salientou que essa nova linha vai permitir a aprovação automática da garantia pública nos sectores acima avançados.

O responsável disse, ainda, que o foco vai recair, igualmente, para os projectos em que estejam envolvidas uma grande percentagem de mulheres, uma vez que estas representam um grupo de pequenos e micro investidores que mais cumpre com as responsabilidades no desembolso do crédito.

Por sua vez, o director para Grandes Empresas e Petróleos do BCGA explicou que o acordo com o FGC vai possibilitar à instituição bancária apoiar, também, projectos do sector terciário da economia, além do primário e secundário.

Desta forma, referiu Mariano Ferreira, pretende-se completar a cadeia de valores de projectos nos sectores primário e secundário da economia, já apoiados pelo banco, tendo acrescentado então que o acordo entre as instituições financeiras prevê apoio ao microcrédito no montante máximo de 200 milhões de kwanzas, com uma garantia de até 50 por cento de cobertura do risco pelo FGC.

O documento, de acordo com a nota que recebemos, foi assinado pelo administrador Executivo do Banco Caixa Geral Angola, Francisco Manuel dos Reis Luiz de Oliveira da Silva, e pelo Presidente do Conselho da Administração do Fundo de Garantia de Crédito, Luzayadio Simba.

O acto da assinatura foi testemunhado pelo director de Grandes Empresas e Petróleos do BCGA, Mariano Ferreira, e pelo administrador para Área de Negócio do FGC, Eduardo Katalahary Mohamed, já supracitados.

6galeria

Redacção

O administrador para a Área de Negócios do Fundo de Garantia de Crédito considerou recentemente que os empresários têm uma grande oportunidade para virarem o negócio à produção local e ajudarem na materialização de um dos principais objectivos do Executivo angolano, focado, essencialmente, para a segurança alimentar, pesca, pecuária e indústria.

Eduardo Katalahary Mohamed, que falou aquando do acordo que a sua instituição assinou na semana passada com o Banco Caixa Geral Angola, que visa fomentar e facilitar a concessão automática de garantias parciais de crédito, no âmbito da linha de apoio de desenvolvimento dos Micros, Pequenos e Médios Negócios, salientou que essa nova linha vai permitir a aprovação automática da garantia pública nos sectores acima avançados.

O responsável disse, ainda, que o foco vai recair, igualmente, para os projectos em que estejam envolvidas uma grande percentagem de mulheres, uma vez que estas representam um grupo de pequenos e micro investidores que mais cumpre com as responsabilidades no desembolso do crédito.

Por sua vez, o director para Grandes Empresas e Petróleos do BCGA explicou que o acordo com o FGC vai possibilitar à instituição bancária apoiar, também, projectos do sector terciário da economia, além do primário e secundário.

Desta forma, referiu Mariano Ferreira, pretende-se completar a cadeia de valores de projectos nos sectores primário e secundário da economia, já apoiados pelo banco, tendo acrescentado então que o acordo entre as instituições financeiras prevê apoio ao microcrédito no montante máximo de 200 milhões de kwanzas, com uma garantia de até 50 por cento de cobertura do risco pelo FGC.

O documento, de acordo com a nota que recebemos, foi assinado pelo administrador Executivo do Banco Caixa Geral Angola, Francisco Manuel dos Reis Luiz de Oliveira da Silva, e pelo Presidente do Conselho da Administração do Fundo de Garantia de Crédito, Luzayadio Simba.

O acto da assinatura foi testemunhado pelo director de Grandes Empresas e Petróleos do BCGA, Mariano Ferreira, e pelo administrador para Área de Negócio do FGC, Eduardo Katalahary Mohamed, já supracitados.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form