Sociedade
Crime

Cidadã é morta a tiro em casa

Cidadã é morta a tiro em casa
Foto por:
vídeo por:
DR

Uma cidadã angolana, de 32 anos idade, que em vida se chamou Laurinda Ngunga, foi morta a tiro, no interior da sua residência, na última quinta-feira, no bairro da Tchivela-Alto, sector Xavier Samacau, arredores da cidade do Huambo, por desconhecidos.

Testemunhas, que pediram para não ser identificadas, disseram que ouviram, na madrugada do referido dia, gritos do casal a clamar por socorro, mas os vizinhos, receosos em colocar as vidas em risco, não auxiliaram as vítimas, “porque os meliantes se encontravam armados”.

 Quando a situação se apresentou menos agitada, depois de quase 40 minutos, os vizinhos foram à casa do casal, porém depararam com Laurinda Ngunga deitada no chão sem vida e o marido gravemente ferido por ter sido baleado no membro inferior, tendo sido de imediato transportado, numa motorizada de três rodas, para o Hospital Central do Huambo.

Os meliantes, de acordo com testemunhas, apoderaram-se de valores monetários do casal, não quantificados, que se dedicava ao negócio precário e actividade agrícola.

“É uma acção bárbara que só cabe na cabeça de quem não ama o bem maior que Deus nos deu, a vida”, desabafou um dos vizinhos das vítimas.

Em função da ocorrência, os moradores daquele bairro apelaram ao Comando Provincial da Polícia Nacional no Huambo a uma maior intensificação do patrulhamento de proximidade nos bairros, segundo o Jornal de Angola.

6galeria

Redacção

Uma cidadã angolana, de 32 anos idade, que em vida se chamou Laurinda Ngunga, foi morta a tiro, no interior da sua residência, na última quinta-feira, no bairro da Tchivela-Alto, sector Xavier Samacau, arredores da cidade do Huambo, por desconhecidos.

Testemunhas, que pediram para não ser identificadas, disseram que ouviram, na madrugada do referido dia, gritos do casal a clamar por socorro, mas os vizinhos, receosos em colocar as vidas em risco, não auxiliaram as vítimas, “porque os meliantes se encontravam armados”.

 Quando a situação se apresentou menos agitada, depois de quase 40 minutos, os vizinhos foram à casa do casal, porém depararam com Laurinda Ngunga deitada no chão sem vida e o marido gravemente ferido por ter sido baleado no membro inferior, tendo sido de imediato transportado, numa motorizada de três rodas, para o Hospital Central do Huambo.

Os meliantes, de acordo com testemunhas, apoderaram-se de valores monetários do casal, não quantificados, que se dedicava ao negócio precário e actividade agrícola.

“É uma acção bárbara que só cabe na cabeça de quem não ama o bem maior que Deus nos deu, a vida”, desabafou um dos vizinhos das vítimas.

Em função da ocorrência, os moradores daquele bairro apelaram ao Comando Provincial da Polícia Nacional no Huambo a uma maior intensificação do patrulhamento de proximidade nos bairros, segundo o Jornal de Angola.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form