Sociedade
Crime

Avô de 85 viola e engravida neta de 12 anos

Avô de 85 viola e engravida neta de 12 anos
Foto por:
vídeo por:
DR


O Serviço de Investigação Criminal (SIC) prendeu, nesta terça-feira, 11, um idoso de 85 anos, que assumiu ter violado e engravidou a neta, de 12 anos de idade, disse ao NJOnline o porta-voz do Comando Provincial do Bengo da Polícia Nacional (PN) inspector-chefe Paulo Miranda de Sousa.

Segundo a Polícia Nacional, o homem, de 85 anos, cujo nome não foi revelado, está preso numa esquadra policial da cidade e vivia com a neta de 12 anos e outros membros da mesma família no bairro Cawango, no Caxito, capital da província do Bengo. A menor frequentava a 3ª classe do Ensino Primário e deixou de ir à escola.

De acordo com o inspector-chefe Paulo Miranda de Sousa, o acusado aproveitou a ausência dos filhos e da esposa para abusar sexualmente da neta por duas vezes no mesmo dia, tendo engravidado a criança.

“A menor chegou a contar ao seu pai, que por sinal é filho do ancião, que foi violentada pelo avô, os membros daquela família tentaram tapar o “sol com a peneira”, ou seja, não queriam acreditar na versão da miúda”, disse o oficial em declaração ao NJOnline.

O responsável revelou ainda que os familiares só acreditaram na versão da criança quando a menor começou a mostrar alguns sintomas de uma mulher grávida.

“O pai da menor levou a filha para o hospital no intuito de fazer uma consulta para saber qual a causa da doença que estava a inquietar a sua filha. Depois de alguns exames laboratoriais, na unidade hospitalar do Bengo, o médico local informou o pai da menor que a filha estava gravida de três meses”, explicou, acrescentando que o clínico informou ainda que o mal-estar que adolescente sentia não se tratava de uma doença, mas sim de uma gravidez.

“A família recorreu à polícia e fez a participação do caso, o idoso foi intimado e durante os interrogatórios revelou a autoria do crime”, esclareceu, sublinhando que neste momento a criança está com cinco meses de gravidez.

O idoso vai responder por crime de violação e exploração sexual de menor, que tem pena máxima de 10 anos de prisão.








6galeria

Redacção


O Serviço de Investigação Criminal (SIC) prendeu, nesta terça-feira, 11, um idoso de 85 anos, que assumiu ter violado e engravidou a neta, de 12 anos de idade, disse ao NJOnline o porta-voz do Comando Provincial do Bengo da Polícia Nacional (PN) inspector-chefe Paulo Miranda de Sousa.

Segundo a Polícia Nacional, o homem, de 85 anos, cujo nome não foi revelado, está preso numa esquadra policial da cidade e vivia com a neta de 12 anos e outros membros da mesma família no bairro Cawango, no Caxito, capital da província do Bengo. A menor frequentava a 3ª classe do Ensino Primário e deixou de ir à escola.

De acordo com o inspector-chefe Paulo Miranda de Sousa, o acusado aproveitou a ausência dos filhos e da esposa para abusar sexualmente da neta por duas vezes no mesmo dia, tendo engravidado a criança.

“A menor chegou a contar ao seu pai, que por sinal é filho do ancião, que foi violentada pelo avô, os membros daquela família tentaram tapar o “sol com a peneira”, ou seja, não queriam acreditar na versão da miúda”, disse o oficial em declaração ao NJOnline.

O responsável revelou ainda que os familiares só acreditaram na versão da criança quando a menor começou a mostrar alguns sintomas de uma mulher grávida.

“O pai da menor levou a filha para o hospital no intuito de fazer uma consulta para saber qual a causa da doença que estava a inquietar a sua filha. Depois de alguns exames laboratoriais, na unidade hospitalar do Bengo, o médico local informou o pai da menor que a filha estava gravida de três meses”, explicou, acrescentando que o clínico informou ainda que o mal-estar que adolescente sentia não se tratava de uma doença, mas sim de uma gravidez.

“A família recorreu à polícia e fez a participação do caso, o idoso foi intimado e durante os interrogatórios revelou a autoria do crime”, esclareceu, sublinhando que neste momento a criança está com cinco meses de gravidez.

O idoso vai responder por crime de violação e exploração sexual de menor, que tem pena máxima de 10 anos de prisão.








6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form