Sociedade
Crime

Avô de 85 viola e engravida neta de 12 anos

Avô de 85 viola e engravida neta de 12 anos
Foto por:
vídeo por:
DR


O Serviço de Investigação Criminal (SIC) prendeu, nesta terça-feira, 11, um idoso de 85 anos, que assumiu ter violado e engravidou a neta, de 12 anos de idade, disse ao NJOnline o porta-voz do Comando Provincial do Bengo da Polícia Nacional (PN) inspector-chefe Paulo Miranda de Sousa.

Segundo a Polícia Nacional, o homem, de 85 anos, cujo nome não foi revelado, está preso numa esquadra policial da cidade e vivia com a neta de 12 anos e outros membros da mesma família no bairro Cawango, no Caxito, capital da província do Bengo. A menor frequentava a 3ª classe do Ensino Primário e deixou de ir à escola.

De acordo com o inspector-chefe Paulo Miranda de Sousa, o acusado aproveitou a ausência dos filhos e da esposa para abusar sexualmente da neta por duas vezes no mesmo dia, tendo engravidado a criança.

“A menor chegou a contar ao seu pai, que por sinal é filho do ancião, que foi violentada pelo avô, os membros daquela família tentaram tapar o “sol com a peneira”, ou seja, não queriam acreditar na versão da miúda”, disse o oficial em declaração ao NJOnline.

O responsável revelou ainda que os familiares só acreditaram na versão da criança quando a menor começou a mostrar alguns sintomas de uma mulher grávida.

“O pai da menor levou a filha para o hospital no intuito de fazer uma consulta para saber qual a causa da doença que estava a inquietar a sua filha. Depois de alguns exames laboratoriais, na unidade hospitalar do Bengo, o médico local informou o pai da menor que a filha estava gravida de três meses”, explicou, acrescentando que o clínico informou ainda que o mal-estar que adolescente sentia não se tratava de uma doença, mas sim de uma gravidez.

“A família recorreu à polícia e fez a participação do caso, o idoso foi intimado e durante os interrogatórios revelou a autoria do crime”, esclareceu, sublinhando que neste momento a criança está com cinco meses de gravidez.

O idoso vai responder por crime de violação e exploração sexual de menor, que tem pena máxima de 10 anos de prisão.








6galeria

Redacção


O Serviço de Investigação Criminal (SIC) prendeu, nesta terça-feira, 11, um idoso de 85 anos, que assumiu ter violado e engravidou a neta, de 12 anos de idade, disse ao NJOnline o porta-voz do Comando Provincial do Bengo da Polícia Nacional (PN) inspector-chefe Paulo Miranda de Sousa.

Segundo a Polícia Nacional, o homem, de 85 anos, cujo nome não foi revelado, está preso numa esquadra policial da cidade e vivia com a neta de 12 anos e outros membros da mesma família no bairro Cawango, no Caxito, capital da província do Bengo. A menor frequentava a 3ª classe do Ensino Primário e deixou de ir à escola.

De acordo com o inspector-chefe Paulo Miranda de Sousa, o acusado aproveitou a ausência dos filhos e da esposa para abusar sexualmente da neta por duas vezes no mesmo dia, tendo engravidado a criança.

“A menor chegou a contar ao seu pai, que por sinal é filho do ancião, que foi violentada pelo avô, os membros daquela família tentaram tapar o “sol com a peneira”, ou seja, não queriam acreditar na versão da miúda”, disse o oficial em declaração ao NJOnline.

O responsável revelou ainda que os familiares só acreditaram na versão da criança quando a menor começou a mostrar alguns sintomas de uma mulher grávida.

“O pai da menor levou a filha para o hospital no intuito de fazer uma consulta para saber qual a causa da doença que estava a inquietar a sua filha. Depois de alguns exames laboratoriais, na unidade hospitalar do Bengo, o médico local informou o pai da menor que a filha estava gravida de três meses”, explicou, acrescentando que o clínico informou ainda que o mal-estar que adolescente sentia não se tratava de uma doença, mas sim de uma gravidez.

“A família recorreu à polícia e fez a participação do caso, o idoso foi intimado e durante os interrogatórios revelou a autoria do crime”, esclareceu, sublinhando que neste momento a criança está com cinco meses de gravidez.

O idoso vai responder por crime de violação e exploração sexual de menor, que tem pena máxima de 10 anos de prisão.








Redacção

Licenciado em Gestão e Administração pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto, Félix Abias é um jornalista angolano que explora temas ligados à política e economia local. Actualmente trabalha para o Grupo Média Rumo

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form