Actualidade
Conferência

Angola vai “abraçar o poder da disrupção positiva” na 30ª edição do Mining Indaba

Angola vai “abraçar o poder da disrupção positiva” na 30ª edição do Mining Indaba
Foto por:
vídeo por:
DR

Angola vai estrar presente, entre os dias 5 e 8 de deste mês, na Cidade do Cabo, África do Sul, na 30ª edição da Conferência Internacional Mining Indaba, que vai decorrer sob o lema “Abraçar o poder da disrupção positiva: um novo futuro ousado para a mineração africana”.

Nesse que é o maior evento africano de investimentos no sector mineiro, a delegação angolana será chefiada pelo ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Pedro Azevedo, e integram representantes do MIREMPET, da Agência Nacional de Recursos Minerais, do Instituto Geológico de Angola e das empresas do subsector diamantífero Endiama-EP, Sodiam-EP, Endiama Mining, Catoca, Luele, AJ Silva, Chitotolo, Furi e Kaixepa, assim como empresas do subsector não diamantífero como, Geosondas, HM Granitos, Minbos e Shining Star.

O conceito da participação de Angola no Mining Indaba 2024 assemelha-se ao das edições anteriores e assenta na constituição de uma única delegação ministerial do sector mineiro e uma exposição em dois stands, nomeadamente, “O potencial mineiro de Angola”, que junta instituições do ministério e diversas empresas do subsector não diamantífero, e “O Potencial do diamante angolano”, que integra empresas diamantíferas.

Durante os três dias do certame, a delegação vai promover o potencial mineiro do país, apresentar oportunidades de negócios para atrair e captar investimentos estrangeiros para alavancar projectos, transmitir a experiência angolana, identificar e estabelecer parcerias no domínio da mineração e de prestação de serviços, bem como participar em diversas sessões de trabalho, de modo a colher conhecimento e experiências sobre inovações e praticas sustentáveis aplicáveis na indústria mineira nacional, de acordo com o site oficial do MIREMPET.

Destaque

No items found.

6galeria

Redacção

Angola vai estrar presente, entre os dias 5 e 8 de deste mês, na Cidade do Cabo, África do Sul, na 30ª edição da Conferência Internacional Mining Indaba, que vai decorrer sob o lema “Abraçar o poder da disrupção positiva: um novo futuro ousado para a mineração africana”.

Nesse que é o maior evento africano de investimentos no sector mineiro, a delegação angolana será chefiada pelo ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Pedro Azevedo, e integram representantes do MIREMPET, da Agência Nacional de Recursos Minerais, do Instituto Geológico de Angola e das empresas do subsector diamantífero Endiama-EP, Sodiam-EP, Endiama Mining, Catoca, Luele, AJ Silva, Chitotolo, Furi e Kaixepa, assim como empresas do subsector não diamantífero como, Geosondas, HM Granitos, Minbos e Shining Star.

O conceito da participação de Angola no Mining Indaba 2024 assemelha-se ao das edições anteriores e assenta na constituição de uma única delegação ministerial do sector mineiro e uma exposição em dois stands, nomeadamente, “O potencial mineiro de Angola”, que junta instituições do ministério e diversas empresas do subsector não diamantífero, e “O Potencial do diamante angolano”, que integra empresas diamantíferas.

Durante os três dias do certame, a delegação vai promover o potencial mineiro do país, apresentar oportunidades de negócios para atrair e captar investimentos estrangeiros para alavancar projectos, transmitir a experiência angolana, identificar e estabelecer parcerias no domínio da mineração e de prestação de serviços, bem como participar em diversas sessões de trabalho, de modo a colher conhecimento e experiências sobre inovações e praticas sustentáveis aplicáveis na indústria mineira nacional, de acordo com o site oficial do MIREMPET.

6galeria

Artigos relacionados

No items found.
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form