Actualidade
Sociedade

Angola expulsou quase mil estrangeiros numa semana

Angola expulsou quase mil estrangeiros numa semana
Foto por:
vídeo por:
DR

As autoridades angolanas expulsaram na semana passada quase mil cidadãos estrangeiros do país por permanência ilegal, falta de visto de trabalho e por auxílio à imigração irregular, indica um comunicado do Ministério do Interior.

No documento, o Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) adianta que, além dos 936 estrangeiros expulsos, e pelas mesmas razões, foram também detidos outros 522, enquanto 33 outros foram notificados para abandonar o país por permanência ilegal.

Desde que as autoridades angolanas reforçaram nos últimos meses o controlo nas fronteiras aéreas, terrestres e marítimas que a média semanal de expulsões de Angola ronda o milhar, noticiou à Euronews.

O SME indica também ter recusado a entrada em Angola a 38 cidadãos estrangeiros, que foram reembarcados para o local de origem, 23 por falta de documentos de viagem, um por falta de visto e 14 pelo facto de os dados biométricos de passaportes búlgaros e gregos não constarem na base de dados da União Europeia (UE).

As autoridades, por outro lado, impediram 33 cidadãos nacionais de abandonar o país, entre eles 21 por falta de meios de subsistência, dois por falta de autorização de saída dos progenitores e outros tantos por sobre eles penderem interdições de saída do país.

Em relação ao movimento migratório, o SME registou a entrada no país de 13.534 cidadãos de diversas nacionalidades e 10.639 angolanos.

Em sentido inverso, as autoridades angolanas registaram a saída de 14.099 estrangeiros e de 13.704 angolanos. Em trânsito por Angola passaram 284 cidadãos de diversas nacionalidades.



6galeria

Redacção

As autoridades angolanas expulsaram na semana passada quase mil cidadãos estrangeiros do país por permanência ilegal, falta de visto de trabalho e por auxílio à imigração irregular, indica um comunicado do Ministério do Interior.

No documento, o Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) adianta que, além dos 936 estrangeiros expulsos, e pelas mesmas razões, foram também detidos outros 522, enquanto 33 outros foram notificados para abandonar o país por permanência ilegal.

Desde que as autoridades angolanas reforçaram nos últimos meses o controlo nas fronteiras aéreas, terrestres e marítimas que a média semanal de expulsões de Angola ronda o milhar, noticiou à Euronews.

O SME indica também ter recusado a entrada em Angola a 38 cidadãos estrangeiros, que foram reembarcados para o local de origem, 23 por falta de documentos de viagem, um por falta de visto e 14 pelo facto de os dados biométricos de passaportes búlgaros e gregos não constarem na base de dados da União Europeia (UE).

As autoridades, por outro lado, impediram 33 cidadãos nacionais de abandonar o país, entre eles 21 por falta de meios de subsistência, dois por falta de autorização de saída dos progenitores e outros tantos por sobre eles penderem interdições de saída do país.

Em relação ao movimento migratório, o SME registou a entrada no país de 13.534 cidadãos de diversas nacionalidades e 10.639 angolanos.

Em sentido inverso, as autoridades angolanas registaram a saída de 14.099 estrangeiros e de 13.704 angolanos. Em trânsito por Angola passaram 284 cidadãos de diversas nacionalidades.



Redacção

Licenciado em Gestão e Administração pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto, Félix Abias é um jornalista angolano que explora temas ligados à política e economia local. Actualmente trabalha para o Grupo Média Rumo

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form