Sociedade
Saúde

90 pessoas morreram por tuberculose no primeiro semestre no Bié

90 pessoas morreram por tuberculose no primeiro semestre no Bié
Foto por:
vídeo por:
DR

Noventa pessoas morreram vítimas de tuberculose durante o primeiro semestre deste ano na província do Bié, dos dois mil 75 novos casos notificados, informação avançada hoje, na cidade do Kuito, pelo responsável do Departamento da Saúde Pública e Controlo das Grandes Endemias na região, Isaías Cambissa.

Os casos foram notificados nos municípios do Kuito, com 869, Andulo (552) Nharêa (229), Camacupa (169), Chitembo (89), Cuemba (61), Cunhinga (51) e Catabola (36), e dos novos doentes diagnosticados, 123 têm a tuberculose associada ao HIV/SIDA.

Durante o período em análise, 359 enfermos receberam alta e 179 abandonaram o tratamento.

Isaías Cambissa mostrou-se preocupado entretanto com os doentes que abandonam o tratamento, isto já na fase ambulatória, provocando um retrocesso na sua melhoria, e em casos piores acabando em mortes, sendo mesmo a principal causa da subida do número de falecidos neste semestre.

Para contrapor o aumento da doença, a instituição continua a promover, em parceria com as autoridades tradicionais e igrejas, palestras de sensibilização e esclarecer os perigos e as formas de prevenção da tuberculose.

Muitas são as justificações para a desistência no tratamento, desde a incapacidade financeira à distância entre as residências e os hospitais, noticiou a Angop.

Com os aproximadamente dois milhões de habitantes, o sector da Saúde no Bié controla 190 instituições sanitárias, com total de quatro mil 749 trabalhadores, entre

Destaque

No items found.

6galeria

Redacção

Noventa pessoas morreram vítimas de tuberculose durante o primeiro semestre deste ano na província do Bié, dos dois mil 75 novos casos notificados, informação avançada hoje, na cidade do Kuito, pelo responsável do Departamento da Saúde Pública e Controlo das Grandes Endemias na região, Isaías Cambissa.

Os casos foram notificados nos municípios do Kuito, com 869, Andulo (552) Nharêa (229), Camacupa (169), Chitembo (89), Cuemba (61), Cunhinga (51) e Catabola (36), e dos novos doentes diagnosticados, 123 têm a tuberculose associada ao HIV/SIDA.

Durante o período em análise, 359 enfermos receberam alta e 179 abandonaram o tratamento.

Isaías Cambissa mostrou-se preocupado entretanto com os doentes que abandonam o tratamento, isto já na fase ambulatória, provocando um retrocesso na sua melhoria, e em casos piores acabando em mortes, sendo mesmo a principal causa da subida do número de falecidos neste semestre.

Para contrapor o aumento da doença, a instituição continua a promover, em parceria com as autoridades tradicionais e igrejas, palestras de sensibilização e esclarecer os perigos e as formas de prevenção da tuberculose.

Muitas são as justificações para a desistência no tratamento, desde a incapacidade financeira à distância entre as residências e os hospitais, noticiou a Angop.

Com os aproximadamente dois milhões de habitantes, o sector da Saúde no Bié controla 190 instituições sanitárias, com total de quatro mil 749 trabalhadores, entre

6galeria

Artigos relacionados

No items found.
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form