Ciência & Tecnologia
Inovação

União Africana de Telecomunicações apoia jovens inovadores

União Africana de Telecomunicações apoia jovens inovadores
Foto por:
vídeo por:
DR

A União Africana de Telecomunicações (ATU na sigla em ingles) lançou, recentemente, a iniciativa ATU Africa Innovations Challenge 2020, um concurso concebido para identificar e apoiar jovens inovadores africanos que desenvolveram aplicativos móveis úteis para auxiliar na luta contra a COVID-19 e outras situações de emergência em África no futuro.

A competição tem como patrocinador principal a multinacional das tecnologias Huawei, que por mais de 20 anos vem construindo infra-estrutura de TIC e promove habilidades no sector em África; e os interessado podem inscrever-se através do site https://atu-uat.org/ .

De acordo com o Secretário Geral da ATU, John OMO, citado numa nota enviada ao ONgoma News, o vencedor do prémio principal da competição levará para casa uma recompensa em dinheiro, no valor de  5.000 dólares norte-americanos, além de envolver-se em outros programas de mentoria e parceria.

“Este desafio será fundamental para reconhecer, testar e destacar inovações disruptivas e novos modelos de negócios que têm a capacidade de redefinir a África,” afirmou John OMO, que também reforçou a importância das instituições africanas no apoio a iniciativas que criem, inovem e forneçam o continente. Para o efeito, sugeriu que é necessário um esforço conjunto das partes interessadas a todos os níveis.

Já o vice-presidente de Relações Públicas da Huawei na Região da África do Norte, Loïse Tamalgo, destacou o valor de abordagens inovadoras para o crescimento no continente, bem como a dedicação da empresa em investir no desenvolvimento de talentos. “Estamos ansiosos para trabalhar com a ATU para trazer à tona a criatividade e o empreendedorismo que residem na juventude africana,” declarou.  

No evento de lançamento, decorrido a 20 de Agosto e que reuniu uma série de inovadores, instituições governamentais e académicas, além de reguladores de TIC e organizações afins, promoveu-se uma discussão sobre como pode África ficar acima do impacto da COVID-19 por meio da inovação. Falando também durante o evento de lançamento, Mamadou SA NOGO, ministro da Comunicação, Economia Digital, Correios, Tecnologias de Informação e da Comunicação da Costa do Marfim reiterou a necessidade e urgência de fazer-se todo o possível para apoiar a luta contra COVID-19, inclusive através de iniciativas como o Africa Innovations Challenge. “A inovação tornou-se o principal elemento diferenciador que pode dar oportunidades económicas aos nossos jovens” afirmou.

A competição de inovação da ATU é uma iniciativa que visa fornecer soluções e oportunidades de curto e longo prazo para a juventude africana. Com a crescente supressão do tecido social em muitas comunidades em África, como resultado da COVID-19, e considerando o facto de que grande parte da população de África são jovens que geralmente vivem em condições difíceis, a ATU promove a ideia de que a capacidade de prontidão dos países para soluções digitais pode ajudar significativamente a enfrentar alguns desses desafios.

A União Africana de Telecomunicações (ATU) foi fundada em 1977 como agência especializada da Organização da Unidade Africana, agora União Africana, na área das telecomunicações. Contando actualmente com 48 Estados Membros, a ATU é um fórum onde as partes envolvidas com TIC podem formular políticas e estratégias eficazes destinadas a melhorar o acesso à infra-estrutura e serviços de informação e comunicação. A organização tem como missão acelerar o desenvolvimento das TIC em África, com o propósito de alcançar economias digitais em todo continente, prevendo a criação de sociedades da informação inclusivas, economias digitais fortes capazes de potencial o desenvolvimento social, económico e ambiental em África.

6galeria

Redacção

A União Africana de Telecomunicações (ATU na sigla em ingles) lançou, recentemente, a iniciativa ATU Africa Innovations Challenge 2020, um concurso concebido para identificar e apoiar jovens inovadores africanos que desenvolveram aplicativos móveis úteis para auxiliar na luta contra a COVID-19 e outras situações de emergência em África no futuro.

A competição tem como patrocinador principal a multinacional das tecnologias Huawei, que por mais de 20 anos vem construindo infra-estrutura de TIC e promove habilidades no sector em África; e os interessado podem inscrever-se através do site https://atu-uat.org/ .

De acordo com o Secretário Geral da ATU, John OMO, citado numa nota enviada ao ONgoma News, o vencedor do prémio principal da competição levará para casa uma recompensa em dinheiro, no valor de  5.000 dólares norte-americanos, além de envolver-se em outros programas de mentoria e parceria.

“Este desafio será fundamental para reconhecer, testar e destacar inovações disruptivas e novos modelos de negócios que têm a capacidade de redefinir a África,” afirmou John OMO, que também reforçou a importância das instituições africanas no apoio a iniciativas que criem, inovem e forneçam o continente. Para o efeito, sugeriu que é necessário um esforço conjunto das partes interessadas a todos os níveis.

Já o vice-presidente de Relações Públicas da Huawei na Região da África do Norte, Loïse Tamalgo, destacou o valor de abordagens inovadoras para o crescimento no continente, bem como a dedicação da empresa em investir no desenvolvimento de talentos. “Estamos ansiosos para trabalhar com a ATU para trazer à tona a criatividade e o empreendedorismo que residem na juventude africana,” declarou.  

No evento de lançamento, decorrido a 20 de Agosto e que reuniu uma série de inovadores, instituições governamentais e académicas, além de reguladores de TIC e organizações afins, promoveu-se uma discussão sobre como pode África ficar acima do impacto da COVID-19 por meio da inovação. Falando também durante o evento de lançamento, Mamadou SA NOGO, ministro da Comunicação, Economia Digital, Correios, Tecnologias de Informação e da Comunicação da Costa do Marfim reiterou a necessidade e urgência de fazer-se todo o possível para apoiar a luta contra COVID-19, inclusive através de iniciativas como o Africa Innovations Challenge. “A inovação tornou-se o principal elemento diferenciador que pode dar oportunidades económicas aos nossos jovens” afirmou.

A competição de inovação da ATU é uma iniciativa que visa fornecer soluções e oportunidades de curto e longo prazo para a juventude africana. Com a crescente supressão do tecido social em muitas comunidades em África, como resultado da COVID-19, e considerando o facto de que grande parte da população de África são jovens que geralmente vivem em condições difíceis, a ATU promove a ideia de que a capacidade de prontidão dos países para soluções digitais pode ajudar significativamente a enfrentar alguns desses desafios.

A União Africana de Telecomunicações (ATU) foi fundada em 1977 como agência especializada da Organização da Unidade Africana, agora União Africana, na área das telecomunicações. Contando actualmente com 48 Estados Membros, a ATU é um fórum onde as partes envolvidas com TIC podem formular políticas e estratégias eficazes destinadas a melhorar o acesso à infra-estrutura e serviços de informação e comunicação. A organização tem como missão acelerar o desenvolvimento das TIC em África, com o propósito de alcançar economias digitais em todo continente, prevendo a criação de sociedades da informação inclusivas, economias digitais fortes capazes de potencial o desenvolvimento social, económico e ambiental em África.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form