Sociedade
Responsabilidade Social

TV Cabo realiza palestra de consciencialização sobre o cancro da mama

TV Cabo realiza palestra de consciencialização sobre o cancro da mama
Foto por:
vídeo por:
DR

No âmbito do Outubro Rosa, mês que assinala a luta contra o cancro da mama, e dentro da sua política de responsabilidade social, a TV Cabo, marca pioneira na distribuição de dados e conteúdos por cabo no continente africano, realizou esta semana uma palestra a propósito desta neoplasia, dirigida ao publico em geral e aos seus colaboradores.

O evento decorreu na Mediateca de Luanda e foi conduzido pela Fundação Mulher Contra o Cancro da Mama, tendo contado com a articipação da presidente da fundação, Wanda Freire, e das médicas oncologistas Paula da Costa e Beatriz Dolores Silva.  

De acordo com a Agência Internacional de Pesquisa do Cancro (IARC, Dez. 2020), o cancro de mama ultrapassou o cancro de pulmão, tornando-se o mais diagnosticado no mundo, lê-se no comunicado endereçado ao ONgoma News, que observa então que a prevenção e controlo do cancro e a redução do impacto dos cancros de maior prevalência constituem um factor fundamental no planeamento das políticas dos governos.

Em Angola, segundo dados do Instituto Angolano de Controlo do Cancro (IACC), o cancro da mama já lidera os casos diagnosticados, registando anualmente mais de 300 casos só em Luanda.

Se for diagnosticado precocemente, alerta o documento, tem 99% de probabilidade de cura, mas na maioria dos casos os pacientes chegam ao medico já num estado bastante avançado da doença.

Para Francisco Ferreira, Director Geral da TV Cabo Angola, “o cancro da mama constitui um problema de saúde pública mundial, com graves repercussões sociais e económicas. É fundamental consciencializar para a doença e alertar para a importância do diagnóstico precoce, do auto-exame e dos rastreios”.

6galeria

Redacção

No âmbito do Outubro Rosa, mês que assinala a luta contra o cancro da mama, e dentro da sua política de responsabilidade social, a TV Cabo, marca pioneira na distribuição de dados e conteúdos por cabo no continente africano, realizou esta semana uma palestra a propósito desta neoplasia, dirigida ao publico em geral e aos seus colaboradores.

O evento decorreu na Mediateca de Luanda e foi conduzido pela Fundação Mulher Contra o Cancro da Mama, tendo contado com a articipação da presidente da fundação, Wanda Freire, e das médicas oncologistas Paula da Costa e Beatriz Dolores Silva.  

De acordo com a Agência Internacional de Pesquisa do Cancro (IARC, Dez. 2020), o cancro de mama ultrapassou o cancro de pulmão, tornando-se o mais diagnosticado no mundo, lê-se no comunicado endereçado ao ONgoma News, que observa então que a prevenção e controlo do cancro e a redução do impacto dos cancros de maior prevalência constituem um factor fundamental no planeamento das políticas dos governos.

Em Angola, segundo dados do Instituto Angolano de Controlo do Cancro (IACC), o cancro da mama já lidera os casos diagnosticados, registando anualmente mais de 300 casos só em Luanda.

Se for diagnosticado precocemente, alerta o documento, tem 99% de probabilidade de cura, mas na maioria dos casos os pacientes chegam ao medico já num estado bastante avançado da doença.

Para Francisco Ferreira, Director Geral da TV Cabo Angola, “o cancro da mama constitui um problema de saúde pública mundial, com graves repercussões sociais e económicas. É fundamental consciencializar para a doença e alertar para a importância do diagnóstico precoce, do auto-exame e dos rastreios”.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form