Arte e Cultura

Trienal de Luanda acolhe Festival da Francofonia

Trienal de Luanda acolhe Festival da Francofonia
Foto por:
vídeo por:

Os grupos “BKO Quintet” do Mali e “Les Banlieuz’Art”, da Guiné Conacri, cantam este sábado, 18 de Março, às 20 horas, no Palácio de Ferro, inseridos no Festival da Francofonia, que acontece numa parceria entre a III Trienal de Luanda e a Alliance Française de Luanda. 

O quinteto “BKO” apresenta uma viagem musical do actual Mali, no qual os músicos reinterpretam e dão nova roupagem aos cantos tradicionais “Bambara”, que caracteriza o único estilo desse pais de África. A sua música eléctrica e mística convida a dançar. A banda, que tem publicado o álbum “Bamako Today”, é composta por Fassara Sacko ( voz e dunum), Nflay Diakité (voz e donsongoni), Ibrahima Sarr (djembê), Abdoulaye Koné (djeli n´goni) e o percussionista francês Aymeric Krol, cita um comunicado enviado ao Acelera Angola.

Por sua vez, o grupo “Les banlieuz’Art”, fundado em 2004 por dois jovens da periferia de Conacri (Guiné Conacri), conhecidos por Konko Malela ”Marcus” e Soul Dag One “King Salomon”, originários do bairro de Banilieue, misturam os estilos reggae, dance-hall, hip-hop e afro-folk, fazendo recurso às línguas malinke, peul, wolof, francês e inglês. É constituído por Souleymane Sow (voz), Abdoul Aziz Bangoura (voz), Abdoul Mbaye (voz), Kemonhaka Eric Daniel (teclado), Ibrahima Sory (baixo), Mohamed Kouyaté (guitarra), Mohamed Bangoura (bateria) e Dania Axelle Thérèse Mbazi Aloa (coro).

 

Com o álbum “Koun Fire Koun”, os artistas usam a música para entreter e informar àqueles que são os verdadeiros destinatários das mensagens que as músicas passam.

De salientar que no dia 16 de Junho de 2016, a III Trienal de Luanda acolheu o concerto musical da “Eyo Nlé Brass Band” do Benin, numa parceria com a Alliance Française de Luanda. Para o concerto de sábado, 18 de Março, também conta com o apoio das Embaixadas do Mali, da Guiné Conacri e da França em Angola, respectivamente.

 

6galeria

Redacção

Os grupos “BKO Quintet” do Mali e “Les Banlieuz’Art”, da Guiné Conacri, cantam este sábado, 18 de Março, às 20 horas, no Palácio de Ferro, inseridos no Festival da Francofonia, que acontece numa parceria entre a III Trienal de Luanda e a Alliance Française de Luanda. 

O quinteto “BKO” apresenta uma viagem musical do actual Mali, no qual os músicos reinterpretam e dão nova roupagem aos cantos tradicionais “Bambara”, que caracteriza o único estilo desse pais de África. A sua música eléctrica e mística convida a dançar. A banda, que tem publicado o álbum “Bamako Today”, é composta por Fassara Sacko ( voz e dunum), Nflay Diakité (voz e donsongoni), Ibrahima Sarr (djembê), Abdoulaye Koné (djeli n´goni) e o percussionista francês Aymeric Krol, cita um comunicado enviado ao Acelera Angola.

Por sua vez, o grupo “Les banlieuz’Art”, fundado em 2004 por dois jovens da periferia de Conacri (Guiné Conacri), conhecidos por Konko Malela ”Marcus” e Soul Dag One “King Salomon”, originários do bairro de Banilieue, misturam os estilos reggae, dance-hall, hip-hop e afro-folk, fazendo recurso às línguas malinke, peul, wolof, francês e inglês. É constituído por Souleymane Sow (voz), Abdoul Aziz Bangoura (voz), Abdoul Mbaye (voz), Kemonhaka Eric Daniel (teclado), Ibrahima Sory (baixo), Mohamed Kouyaté (guitarra), Mohamed Bangoura (bateria) e Dania Axelle Thérèse Mbazi Aloa (coro).

 

Com o álbum “Koun Fire Koun”, os artistas usam a música para entreter e informar àqueles que são os verdadeiros destinatários das mensagens que as músicas passam.

De salientar que no dia 16 de Junho de 2016, a III Trienal de Luanda acolheu o concerto musical da “Eyo Nlé Brass Band” do Benin, numa parceria com a Alliance Française de Luanda. Para o concerto de sábado, 18 de Março, também conta com o apoio das Embaixadas do Mali, da Guiné Conacri e da França em Angola, respectivamente.

 

6galeria

Artigos relacionados