Actualidade
Investimento

TotalEnergies disponibiliza 3.000 milhões de dólares para projectos de energia renovável em Angola

TotalEnergies disponibiliza 3.000 milhões de dólares para projectos de energia renovável em Angola
Foto por:
vídeo por:
DR

A TotalEnergies vai investir 3 mil milhões de dólares em projectos ligados a energias renováveis, nomeadamente, parques solares e exploração de petróleo em Angola, anunciou o director-geral da multinacional francesa, Patrick Pouyanné, no final de uma audiência com o Presidente da República, João Lourenço.

"Disponibilizámos, no presente ano, 3 mil milhões de dólares que serão investidos em projectos petrolíferos específicos na Bacia do Rio Kwanza, como no projecto de exploração Begónia e outros de expansão do Bloco 17", declarou ontem Patrick Pouyanné.

Citado pelo Jornal de Angola, o responsável informou ainda que, a partir de 2024, a petrolífera pretende criar novos projectos, como o de "Águas Profundas", "Cameia", "Golfinho", para a Bacia do Rio Kwanza, onde tem a intenção de explorar sete blocos.

A TotalEnergies produz, atualmente, 550 mil barris de petróleo por dia, o que representa quase 50 por cento da produção petrolífera em Angola.

O seu director-geral abordou também a possibilidade de a empresa fornecer energia solar à indústria mineira no país, com vista à redução dos custos no sector, sendo que assinou em Junho do ano passado um acordo para a criação de um parque solar, na província da Huíla, que vai gerar 35 Megawatts para a rede nacional.

"Em Angola não estamos apenas focados no sector dos petróleos e gás como era tradição, mas também na área das energias renováveis", afirmou Patrick Pouyanné, que admitiu o acréscimo de mais 8 Megawatts ao Parque Solar da Huíla, num investimento total de 100 milhões de dólares.

Destaque

No items found.

6galeria

Redacção

A TotalEnergies vai investir 3 mil milhões de dólares em projectos ligados a energias renováveis, nomeadamente, parques solares e exploração de petróleo em Angola, anunciou o director-geral da multinacional francesa, Patrick Pouyanné, no final de uma audiência com o Presidente da República, João Lourenço.

"Disponibilizámos, no presente ano, 3 mil milhões de dólares que serão investidos em projectos petrolíferos específicos na Bacia do Rio Kwanza, como no projecto de exploração Begónia e outros de expansão do Bloco 17", declarou ontem Patrick Pouyanné.

Citado pelo Jornal de Angola, o responsável informou ainda que, a partir de 2024, a petrolífera pretende criar novos projectos, como o de "Águas Profundas", "Cameia", "Golfinho", para a Bacia do Rio Kwanza, onde tem a intenção de explorar sete blocos.

A TotalEnergies produz, atualmente, 550 mil barris de petróleo por dia, o que representa quase 50 por cento da produção petrolífera em Angola.

O seu director-geral abordou também a possibilidade de a empresa fornecer energia solar à indústria mineira no país, com vista à redução dos custos no sector, sendo que assinou em Junho do ano passado um acordo para a criação de um parque solar, na província da Huíla, que vai gerar 35 Megawatts para a rede nacional.

"Em Angola não estamos apenas focados no sector dos petróleos e gás como era tradição, mas também na área das energias renováveis", afirmou Patrick Pouyanné, que admitiu o acréscimo de mais 8 Megawatts ao Parque Solar da Huíla, num investimento total de 100 milhões de dólares.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form