Desporto
Futebol Internacional

Thierry Henry assume comando técnico do Mónaco até 2021

Thierry Henry assume comando técnico do Mónaco até 2021
Foto por:
vídeo por:
DR

O ex-futebolista internacional francês Thierry Henry foi, no passado sábado, nomeado treinador dos franceses do Mónaco, clube que vai comandar até 2021 e no qual vai ter como adjunto o português João Tralhão, que liderava os sub-23 do Benfica.

"O Mónaco anuncia a nomeação de Thierry Henry, para o posto de treinador da equipa profissional. Ele compromete-se por três anos, até Junho de2021. Henry, de 41 anos, começa a trabalhar hoje, segunda-feira, e será acompanhado por João Tralhão, dos sub-23 do Benfica, e Patrick Kwame Ampadu, da academia do Arsenal", anunciou o clube, em comunicado.

Thierry Henry, que sucede ao português Leonardo Jardim, demitido após mais de quatro anos no cargo, volta, assim, ao Mónaco, clube em que se formou como jogador e alinhou entre 1993 e 1999, cumprindo um total de 141 jogos, nos quais marcou 28 golos. 


O agora treinador do Mónaco disse: "Em primeiro lugar, devo agradecer ao Mónaco, por me dar estar oportunidade de treinar esta equipa, deste clube especial para mim. Estou muito contente por voltar e extremamente determinado, em ultrapassar os desafios que nos esperam. Estou ansioso por conhecer os jogadores e começar a trabalhar", noticiou o Jornal dos Desportos.

Campeão do Mundo em 1998, um ano depois do título francês ao serviço dos monegascos, em 1997, Henry conta ainda no currículo de jogador com um Europeu (2000), uma "Champions" (2009) e dois títulos espanhóis (2009 e2010), pelo FC Barcelona, e dois títulos ingleses (2002 e 2004), ao serviço do Arsenal.

O gaulês, que passou também pelos New York Red Bulls, dos Estados Unidos, pertencia, desde 2016, ao "staff" da selecção belga, sendo um dos adjuntos do seleccionador, o espanhol Roberto Martinez, que conduziu a Bélgica ao bronze no Mundial de 2018.

"O seu conhecimento do futebol, a sua paixão pelo jogo, a sua exigência ao mais alto nível e a sua identificação às nossas cores, tornaram esta nomeação uma evidência. Thierry Henry está consciente da tarefa que tem pela frente e impaciente para começar", disse o director-geral do Mónaco,Vadim Vasilyev.

O vice-presidente do clube monegasco adiantou ainda, que o ex-internacional gaulês conta com a "confiança e o apoio" da direcção do clube, para imprimir uma "nova dinâmica à equipa e levar a bom porto a sua missão".

 

6galeria

Redacção

O ex-futebolista internacional francês Thierry Henry foi, no passado sábado, nomeado treinador dos franceses do Mónaco, clube que vai comandar até 2021 e no qual vai ter como adjunto o português João Tralhão, que liderava os sub-23 do Benfica.

"O Mónaco anuncia a nomeação de Thierry Henry, para o posto de treinador da equipa profissional. Ele compromete-se por três anos, até Junho de2021. Henry, de 41 anos, começa a trabalhar hoje, segunda-feira, e será acompanhado por João Tralhão, dos sub-23 do Benfica, e Patrick Kwame Ampadu, da academia do Arsenal", anunciou o clube, em comunicado.

Thierry Henry, que sucede ao português Leonardo Jardim, demitido após mais de quatro anos no cargo, volta, assim, ao Mónaco, clube em que se formou como jogador e alinhou entre 1993 e 1999, cumprindo um total de 141 jogos, nos quais marcou 28 golos. 


O agora treinador do Mónaco disse: "Em primeiro lugar, devo agradecer ao Mónaco, por me dar estar oportunidade de treinar esta equipa, deste clube especial para mim. Estou muito contente por voltar e extremamente determinado, em ultrapassar os desafios que nos esperam. Estou ansioso por conhecer os jogadores e começar a trabalhar", noticiou o Jornal dos Desportos.

Campeão do Mundo em 1998, um ano depois do título francês ao serviço dos monegascos, em 1997, Henry conta ainda no currículo de jogador com um Europeu (2000), uma "Champions" (2009) e dois títulos espanhóis (2009 e2010), pelo FC Barcelona, e dois títulos ingleses (2002 e 2004), ao serviço do Arsenal.

O gaulês, que passou também pelos New York Red Bulls, dos Estados Unidos, pertencia, desde 2016, ao "staff" da selecção belga, sendo um dos adjuntos do seleccionador, o espanhol Roberto Martinez, que conduziu a Bélgica ao bronze no Mundial de 2018.

"O seu conhecimento do futebol, a sua paixão pelo jogo, a sua exigência ao mais alto nível e a sua identificação às nossas cores, tornaram esta nomeação uma evidência. Thierry Henry está consciente da tarefa que tem pela frente e impaciente para começar", disse o director-geral do Mónaco,Vadim Vasilyev.

O vice-presidente do clube monegasco adiantou ainda, que o ex-internacional gaulês conta com a "confiança e o apoio" da direcção do clube, para imprimir uma "nova dinâmica à equipa e levar a bom porto a sua missão".

 

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form