Ideias e Negócios
Investimento

Startups portuguesas obtêm 1,4 milhões de euros em crowdfunding

Startups portuguesas obtêm 1,4 milhões de euros em crowdfunding
Foto por:
vídeo por:

As startups portuguesas obtiveram investimento de 1,4 milhões de euros através da Seedrs em 2017. Este montante foi arrecadado em cinco campanhas realizadas na plataforma luso-britânica de equity crowdfunding (financiamento colaborativo em troca de capital) junto de 1200 investidores. Ao todo, segundo o site Dinheiro Vivo, a Seedrs gerou investimentos de 140 milhões de euros em 168 campanhas, tornado 2017 o melhor ano de sempre para a plataforma que conta com o português Carlos Silva como um dos fundadores.

Carlos Silva, fundador da Seedrs

“O ecossistema português de startups tem evoluído e crescido muito nos últimos anos. Lisboa é um hub tecnológico de renome que atrai alguns dos melhores talentos tecnológicos da Europa e, nos últimos anos, tem sido a anfitriã da tão esperada Web Summit”, destacou Ricardo Brízido, responsável tecnológico da Seedrs, citado pelo mesmo site português.

Em 2017, realizaram-se cinco campanhas portuguesas com sucesso na Seedrs. A empresa alimentar Wine With Spirit obteve 450 mil euros; a startup que ajuda agricultores a monitorizar actividades no campo Agroop conseguiu 200 mil euros; a Corkbrick, startup portuguesa que desenvolve um sistema de construção por blocos de cortiça, conseguiu 150 mil euros; a startup médica Oncostats conseguiu 250 mil euros; a Homeit teve 250 mil euros de investimento. No ano anterior, as startups portuguesas tinham arrecadado mais dinheiro – 1,6 milhões de euros, mas também tinham sido realizadas mais campanhas (sete).

Em 2018, as campanhas de financiamento das startups na Seedrs poderão aumentar graças à parceria de co-investimento com a Portugal Ventures, informou ainda o Dinheiro Vivo.

6galeria

Redacção

As startups portuguesas obtiveram investimento de 1,4 milhões de euros através da Seedrs em 2017. Este montante foi arrecadado em cinco campanhas realizadas na plataforma luso-britânica de equity crowdfunding (financiamento colaborativo em troca de capital) junto de 1200 investidores. Ao todo, segundo o site Dinheiro Vivo, a Seedrs gerou investimentos de 140 milhões de euros em 168 campanhas, tornado 2017 o melhor ano de sempre para a plataforma que conta com o português Carlos Silva como um dos fundadores.

Carlos Silva, fundador da Seedrs

“O ecossistema português de startups tem evoluído e crescido muito nos últimos anos. Lisboa é um hub tecnológico de renome que atrai alguns dos melhores talentos tecnológicos da Europa e, nos últimos anos, tem sido a anfitriã da tão esperada Web Summit”, destacou Ricardo Brízido, responsável tecnológico da Seedrs, citado pelo mesmo site português.

Em 2017, realizaram-se cinco campanhas portuguesas com sucesso na Seedrs. A empresa alimentar Wine With Spirit obteve 450 mil euros; a startup que ajuda agricultores a monitorizar actividades no campo Agroop conseguiu 200 mil euros; a Corkbrick, startup portuguesa que desenvolve um sistema de construção por blocos de cortiça, conseguiu 150 mil euros; a startup médica Oncostats conseguiu 250 mil euros; a Homeit teve 250 mil euros de investimento. No ano anterior, as startups portuguesas tinham arrecadado mais dinheiro – 1,6 milhões de euros, mas também tinham sido realizadas mais campanhas (sete).

Em 2018, as campanhas de financiamento das startups na Seedrs poderão aumentar graças à parceria de co-investimento com a Portugal Ventures, informou ainda o Dinheiro Vivo.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form