Arte e Cultura
Concerto

Sona Jobarteh traz em concertos o som secular do kora

Sona Jobarteh traz em concertos o som secular do kora
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

Sob égide da Aliança Francesa de Luanda, a cantora gambiana Sona Jobarteh irá apresentar dois concertos excepcionais em Luanda, juntamente com o seu sexteto, amanhã, dia 2, e no domingo, dia 3 de Novembro, na Casa das Artes.

O primeiro evento terá lugar pelas 20 horas, e o segundo pelas 19 horas, de acordo com o comunicado enviado ao ONgoma News.

A artista é conhecida como a primeira virtuosa do Kora, espécie de harpa de 21 cordas, usada pelos griots da África Ocidental, tocada sobretudo por homens sentados, que aprendeu a tocar aos 4 anos.

Descendente de uma linhagem nobre de músicos da região, mais tarde, estudou música clássica no Reino Unido e aperfeiçoou o seu domínio do instrumento com o seu pai, Sanjally Jobarteh.

A sua trajectória, bem como a sua maneira de tocar e de misturar música tradicional, blues e afropop, representam uma verdadeira revolução. Sona é um caso ímpar, com milhões de visualizações no YouTube, uma activista da sua cultura, engajada em prol do progresso social, recentemente nomeada como Embaixadora Global pelo UN-Habitat, Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humano, conta ainda o documento.

Além disso, fundou e financia integralmente o Departamento Júnior da Gambia Academy, primeira instituição a integrar um currículo académico integral com educação cultural.

Sona usa sua influência como artista para fomentar mudanças sociais no seu país e desenvolvimento cultural, luta contra as práticas violentas, apoia o empreendedorismo e reformas do sistema educacional. Suas acções foram reconhecidas por instituições como a Organização Mundial do Comércio, o Banco Mundial e mais recentemente o UN-Habitat.

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

Sob égide da Aliança Francesa de Luanda, a cantora gambiana Sona Jobarteh irá apresentar dois concertos excepcionais em Luanda, juntamente com o seu sexteto, amanhã, dia 2, e no domingo, dia 3 de Novembro, na Casa das Artes.

O primeiro evento terá lugar pelas 20 horas, e o segundo pelas 19 horas, de acordo com o comunicado enviado ao ONgoma News.

A artista é conhecida como a primeira virtuosa do Kora, espécie de harpa de 21 cordas, usada pelos griots da África Ocidental, tocada sobretudo por homens sentados, que aprendeu a tocar aos 4 anos.

Descendente de uma linhagem nobre de músicos da região, mais tarde, estudou música clássica no Reino Unido e aperfeiçoou o seu domínio do instrumento com o seu pai, Sanjally Jobarteh.

A sua trajectória, bem como a sua maneira de tocar e de misturar música tradicional, blues e afropop, representam uma verdadeira revolução. Sona é um caso ímpar, com milhões de visualizações no YouTube, uma activista da sua cultura, engajada em prol do progresso social, recentemente nomeada como Embaixadora Global pelo UN-Habitat, Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humano, conta ainda o documento.

Além disso, fundou e financia integralmente o Departamento Júnior da Gambia Academy, primeira instituição a integrar um currículo académico integral com educação cultural.

Sona usa sua influência como artista para fomentar mudanças sociais no seu país e desenvolvimento cultural, luta contra as práticas violentas, apoia o empreendedorismo e reformas do sistema educacional. Suas acções foram reconhecidas por instituições como a Organização Mundial do Comércio, o Banco Mundial e mais recentemente o UN-Habitat.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form