Actualidade
Tecnologia

Software da PRIMAVERA recebe certificação da AGT e garante simplificar o trabalho administrativo

Software da PRIMAVERA recebe certificação da AGT e garante simplificar o trabalho administrativo
Foto por:
vídeo por:
DR

A multinacional portuguesa PRIMAVERA BSS (Business Software Solutions), especializada no desenvolvimento de software de gestão empresarial e de plataformas para integração de processos, é uma das primeiras empresas a obter a certificação da Agência Geral Tributaria (AGT), em Angola, depois de a instituição estatal ter confirmado a total conformidade do Software PRIMAVERA com as regras de certificação.

Com a entrada em vigor da nova Lei do IVA (Imposto de Valor Acrescentado) e do Regime Jurídico de Facturas e Documentos Equivalentes, os agentes económicos com residência fiscal em Angola terão que utilizar programas informáticos de facturação certificados para emitir os seus documentos de facturação.

Desse modo, a partir do dia 1 de Julho, todas as empresas que facturem acima de 50 Milhões de Akz serão obrigadas a usar programas informáticos de facturação certificados pela AGT, assim como as empresas abrangidas pela primeira fase de entrada em vigor do IVA, de acordo com o comunicado que recebemos.

A certificação atesta que o software cumpre um conjunto de regras técnicas que garantem a inviolabilidade da informação inicialmente registada nos sistemas, e segundo o Country Manager da PRIMAVERA Angola, a empresa está a fazer um elevado investimento para simplificar o trabalho administrativo das empresas nesta que é uma fase de transição.

“Para além de incluirmos no software todos os requisitos técnicos exigidos pela AGT no âmbito da certificação, desenvolvemos também uma aplicação que ajuda as empresas com um elevado volume de documentos a fazerem esta transição de forma rápida e com total segurança e rigor da informação. Essa tem sido desde sempre a missão da PRIMAVERA, isto é, simplificar os processos de gestão das empresas”, salienta José Simões.

O responsável acrescenta ainda que a PRIMAVERA traz para Angola uma experiência de muitos anos nestas matérias tributárias. “Por isso, damos aos nossos clientes garantias absolutas de que o Software PRIMAVERA está preparado e profundamente testado, e irá garantir aos gestores uma transição segura, rápida e com toda a segurança”, disse.

Além de disponibilizar software de facturação certificado pela AGT, e preparado para dar resposta às novas exigências do IVA e de comunicação de documentos, como o ficheiro SAF-T, a PRIMAVERA BSS disponibiliza ainda uma nova tecnologia que apoia as empresas neste período crítico de transição para o IVA e para as regras de certificação, avança o documento.

Denominada “Acelerador do IVA”, esta aplicação permitirá, entre outras funcionalidades, a actualização automática de documentos comerciais de várias empresas em simultâneo, a criação automática de séries de documentos e das Contas no Plano de Contas e do IVA, gerar o diário de IVA e documentos de apuramento do IVA.

 

O IVA entrará em vigor a partir do dia 1 de Julho para os grandes contribuintes de forma obrigatória, ao mesmo tempo que a obrigação de utilização de programas informáticos de facturação e comunicação de documentos à AGT.

As restantes empresas com um volume de negócios superior a 250.000 USD poderão ser enquadradas no regime geral do IVA de forma opcional, mantendo-se a obrigação de utilização de programas informáticos de facturação certificados, bem como a obrigação de comunicação de documentos (SAF-T), a partir de 1 de Janeiro de 2020.

6galeria

Redacção

A multinacional portuguesa PRIMAVERA BSS (Business Software Solutions), especializada no desenvolvimento de software de gestão empresarial e de plataformas para integração de processos, é uma das primeiras empresas a obter a certificação da Agência Geral Tributaria (AGT), em Angola, depois de a instituição estatal ter confirmado a total conformidade do Software PRIMAVERA com as regras de certificação.

Com a entrada em vigor da nova Lei do IVA (Imposto de Valor Acrescentado) e do Regime Jurídico de Facturas e Documentos Equivalentes, os agentes económicos com residência fiscal em Angola terão que utilizar programas informáticos de facturação certificados para emitir os seus documentos de facturação.

Desse modo, a partir do dia 1 de Julho, todas as empresas que facturem acima de 50 Milhões de Akz serão obrigadas a usar programas informáticos de facturação certificados pela AGT, assim como as empresas abrangidas pela primeira fase de entrada em vigor do IVA, de acordo com o comunicado que recebemos.

A certificação atesta que o software cumpre um conjunto de regras técnicas que garantem a inviolabilidade da informação inicialmente registada nos sistemas, e segundo o Country Manager da PRIMAVERA Angola, a empresa está a fazer um elevado investimento para simplificar o trabalho administrativo das empresas nesta que é uma fase de transição.

“Para além de incluirmos no software todos os requisitos técnicos exigidos pela AGT no âmbito da certificação, desenvolvemos também uma aplicação que ajuda as empresas com um elevado volume de documentos a fazerem esta transição de forma rápida e com total segurança e rigor da informação. Essa tem sido desde sempre a missão da PRIMAVERA, isto é, simplificar os processos de gestão das empresas”, salienta José Simões.

O responsável acrescenta ainda que a PRIMAVERA traz para Angola uma experiência de muitos anos nestas matérias tributárias. “Por isso, damos aos nossos clientes garantias absolutas de que o Software PRIMAVERA está preparado e profundamente testado, e irá garantir aos gestores uma transição segura, rápida e com toda a segurança”, disse.

Além de disponibilizar software de facturação certificado pela AGT, e preparado para dar resposta às novas exigências do IVA e de comunicação de documentos, como o ficheiro SAF-T, a PRIMAVERA BSS disponibiliza ainda uma nova tecnologia que apoia as empresas neste período crítico de transição para o IVA e para as regras de certificação, avança o documento.

Denominada “Acelerador do IVA”, esta aplicação permitirá, entre outras funcionalidades, a actualização automática de documentos comerciais de várias empresas em simultâneo, a criação automática de séries de documentos e das Contas no Plano de Contas e do IVA, gerar o diário de IVA e documentos de apuramento do IVA.

 

O IVA entrará em vigor a partir do dia 1 de Julho para os grandes contribuintes de forma obrigatória, ao mesmo tempo que a obrigação de utilização de programas informáticos de facturação e comunicação de documentos à AGT.

As restantes empresas com um volume de negócios superior a 250.000 USD poderão ser enquadradas no regime geral do IVA de forma opcional, mantendo-se a obrigação de utilização de programas informáticos de facturação certificados, bem como a obrigação de comunicação de documentos (SAF-T), a partir de 1 de Janeiro de 2020.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form