Ciência & Tecnologia
Análise

Snapchat lidera audiências mais jovens

Snapchat lidera audiências mais jovens
Foto por:
vídeo por:
DR

O Snapchat é a rede social que está na liderança da migração de utilizadores mais jovens, sendo que se prevê que, neste ano, cresça 9,3%, chegando a 86,5 milhões de pessoas, afirmou Bill Fisher, analista sénior da consultora eMarketer.

A análise consta de um estudo feito por aquela organização vocacionada no marketing digital, que pretende reforçar a ideia de que o abandono do Facebook pelos jovens não é história e está mesmo a acontecer, garantindo que o mesmo virá a ter um decréscimo nos utilizadores mais jovens e, ao mesmo tempo, utilizadores mais velhos poderão aumentar na rede social.

A empresa prevê que pela primeira vez na história da rede social, fundada por Mark Zuckerberg em 2004, o número de utilizadores nos Estados Unidos que acedem pelo menos uma vez por mês venha a baixar em 2018.

Entre as crianças com menos de 11 anos, a queda será de 9,3%, enquanto que para os jovens entre os 12 e os 17 anos será de 5,6%. E se o cenário não parece favorável para a rede social, acrescente-se ainda que 5,8% dos jovens entre os 18 e os 24 deverão abandonar o Facebook. 

No total, a eMarketer prevê que dois milhões de jovens deixarão de utilizar o Facebook neste ano, número desfavorável para a maior e principal rede social do mundo, principalmente se se tiver em conta que estes utilizadores continuarão a participar em redes sociais, mas não no Facebook, segundo explicou o responsável ao jornal britânico “The Guardian”. 

A ser assim, as restantes redes sociais poderão ter um crescimento no número de utilizadores. Designadamente, o Instagram terá mais 1,6 milhões de utilizadores dessa faixa etária, enquanto o Snapchat aumentará 1,9 milhões. A migração de jovens para a primeira pode ser prejudicial, mas não tanto como para a segunda, uma vez que o Snapchat, sendo uma rede social de partilha de vídeos, é um concorrente directo tanto do Facebook como do Instagram, pelo menos para os jovens, e apesar de nos Estados Unidos o Instagram ter ainda mais utilizadores, o Snapchat tem vindo a aumentar o número de utilizadores.

Logo, a ameaça do Snapchat para Zuckerberg não se limita à atracção do público jovem, já que há possibilidade de gerações mais velhas também se deixarem seduzir pela rede social.

“O Snapchat pode eventualmente crescer em grupos etários mais velhos, já que está a redesenhar a sua plataforma para ser mais fácil de utilizar”, disse Debra Aho Williamson, outra analista da eMarketer, que afirma ainda que a questão principal é se o Snapchat continuará a ser escolhido pelos mais novos se atrair os mais velhos, “se os utilizadores mais jovens ainda acharão o Snapchat “fixe”, se os seus pais e avós aderirem”. 

Segundo o mesmo estudo, o Facebook  tem ganho popularidade entre as pessoas de 50 anos e poderá conseguir mais 500 mil novos utilizadores no decorrer deste ano, perfazendo um total de 6,4 milhões de utilizadores dessa faixa etária.

 

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

O Snapchat é a rede social que está na liderança da migração de utilizadores mais jovens, sendo que se prevê que, neste ano, cresça 9,3%, chegando a 86,5 milhões de pessoas, afirmou Bill Fisher, analista sénior da consultora eMarketer.

A análise consta de um estudo feito por aquela organização vocacionada no marketing digital, que pretende reforçar a ideia de que o abandono do Facebook pelos jovens não é história e está mesmo a acontecer, garantindo que o mesmo virá a ter um decréscimo nos utilizadores mais jovens e, ao mesmo tempo, utilizadores mais velhos poderão aumentar na rede social.

A empresa prevê que pela primeira vez na história da rede social, fundada por Mark Zuckerberg em 2004, o número de utilizadores nos Estados Unidos que acedem pelo menos uma vez por mês venha a baixar em 2018.

Entre as crianças com menos de 11 anos, a queda será de 9,3%, enquanto que para os jovens entre os 12 e os 17 anos será de 5,6%. E se o cenário não parece favorável para a rede social, acrescente-se ainda que 5,8% dos jovens entre os 18 e os 24 deverão abandonar o Facebook. 

No total, a eMarketer prevê que dois milhões de jovens deixarão de utilizar o Facebook neste ano, número desfavorável para a maior e principal rede social do mundo, principalmente se se tiver em conta que estes utilizadores continuarão a participar em redes sociais, mas não no Facebook, segundo explicou o responsável ao jornal britânico “The Guardian”. 

A ser assim, as restantes redes sociais poderão ter um crescimento no número de utilizadores. Designadamente, o Instagram terá mais 1,6 milhões de utilizadores dessa faixa etária, enquanto o Snapchat aumentará 1,9 milhões. A migração de jovens para a primeira pode ser prejudicial, mas não tanto como para a segunda, uma vez que o Snapchat, sendo uma rede social de partilha de vídeos, é um concorrente directo tanto do Facebook como do Instagram, pelo menos para os jovens, e apesar de nos Estados Unidos o Instagram ter ainda mais utilizadores, o Snapchat tem vindo a aumentar o número de utilizadores.

Logo, a ameaça do Snapchat para Zuckerberg não se limita à atracção do público jovem, já que há possibilidade de gerações mais velhas também se deixarem seduzir pela rede social.

“O Snapchat pode eventualmente crescer em grupos etários mais velhos, já que está a redesenhar a sua plataforma para ser mais fácil de utilizar”, disse Debra Aho Williamson, outra analista da eMarketer, que afirma ainda que a questão principal é se o Snapchat continuará a ser escolhido pelos mais novos se atrair os mais velhos, “se os utilizadores mais jovens ainda acharão o Snapchat “fixe”, se os seus pais e avós aderirem”. 

Segundo o mesmo estudo, o Facebook  tem ganho popularidade entre as pessoas de 50 anos e poderá conseguir mais 500 mil novos utilizadores no decorrer deste ano, perfazendo um total de 6,4 milhões de utilizadores dessa faixa etária.

 

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form