Desporto
CHAN 2018

Selecção Nacional disputa um ponto para os quartos-de-final

Selecção Nacional disputa um ponto para os quartos-de-final
Foto por:
vídeo por:
DR

A Selecção Angolana de Futebol decide, hoje, a passagem para os quartos-de-final do Campeonato Africano das Na­ções (CHAN 2018), precisando apenas de um ponto para atingir este objectivo, e defronta o Congo Brazaville às 20h00 de Marrocos, no Grande Estádio de Adrar.  

Colocada na segunda posição classificativa, a equipa prevê a outra fase da prova e procura não vacilar, sob pena de ver escapar algo já quase tangível, pelo que o treinador Srdjan Vaseljevic aconselha os jogadores a primarem por muita inteligência e fazer um jogo táctico e de muita prudência. 

Segundo o artigo do Jornal de Angola, o adversário, embora já qualificado, não vai desvalorizar o jogo, vai jogar para fazer valer a sua condição de líder do grupo, que ainda não viu a sua baliza violada, e assim poderá não apertar a fundo, mas não será permissivo, sendo que a sua intenção é, certamente, terminar em primeiro lugar.

Fazendo uma retrospectiva no plano competitivo (incluindo o CAN), faz tempo que Angola não chegava à terceira jornada a depender apenas de si. A última vez foi no Gana\2008, em que teve um percurso quase igual a este: empate(1-1) na primeira jornada com África do Sul, vitória(3-1) com Senegal na segunda e empate (0-0 ) com a Tunísia no fim. Portanto, esta oportunidade não é para desperdiçar, de acordo com a fonte.

Clinicamente, a equipa está apta. Kaporal, que andou condicionado, tem estado em recuperação, e pode ser que seja já uma opção no jogo de hoje. Apenas Almeida é tido como uma carta fora do baralho, lê-se no Jornal de Angola.

 

6galeria

Pedro Kididi

Jornalista

A Selecção Angolana de Futebol decide, hoje, a passagem para os quartos-de-final do Campeonato Africano das Na­ções (CHAN 2018), precisando apenas de um ponto para atingir este objectivo, e defronta o Congo Brazaville às 20h00 de Marrocos, no Grande Estádio de Adrar.  

Colocada na segunda posição classificativa, a equipa prevê a outra fase da prova e procura não vacilar, sob pena de ver escapar algo já quase tangível, pelo que o treinador Srdjan Vaseljevic aconselha os jogadores a primarem por muita inteligência e fazer um jogo táctico e de muita prudência. 

Segundo o artigo do Jornal de Angola, o adversário, embora já qualificado, não vai desvalorizar o jogo, vai jogar para fazer valer a sua condição de líder do grupo, que ainda não viu a sua baliza violada, e assim poderá não apertar a fundo, mas não será permissivo, sendo que a sua intenção é, certamente, terminar em primeiro lugar.

Fazendo uma retrospectiva no plano competitivo (incluindo o CAN), faz tempo que Angola não chegava à terceira jornada a depender apenas de si. A última vez foi no Gana\2008, em que teve um percurso quase igual a este: empate(1-1) na primeira jornada com África do Sul, vitória(3-1) com Senegal na segunda e empate (0-0 ) com a Tunísia no fim. Portanto, esta oportunidade não é para desperdiçar, de acordo com a fonte.

Clinicamente, a equipa está apta. Kaporal, que andou condicionado, tem estado em recuperação, e pode ser que seja já uma opção no jogo de hoje. Apenas Almeida é tido como uma carta fora do baralho, lê-se no Jornal de Angola.

 

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form