Sociedade
Concurso

Seedstars Luanda 2018 selecciona a melhor startup angolana em Outubro

Seedstars Luanda 2018 selecciona a melhor startup angolana em Outubro
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

A Seedstars World, maior competição de startups de mercados emergentes, chegar a Angola pela quarta vez consecutiva, com um evento dinâmico de pitching a acontecer no dia 12 de Outubro próximo, pelas 16 horas.

As empresas seleccionadas para o evento Seedstars Luanda não poderão ter mais do que dois anos de existência, e deverão ter arrecadado, no máximo, $500 mil dólares de financiamento e possuir um produto mínimo viável, idealmente já com tracção.

Além disso, as startups devem ter adaptabilidade regional e global, sendo que a Seedstars procura soluções smart, que estejam focadas no desenvolvimento de produtos sustentáveis e rentáveis no mercado global.

A missão principal da Seedstars World é destacar empreendedores de mercados emergentes, especialmente aqueles cujas soluções estão alinhadas com os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Este ano, entretanto, a competição irá a mais de 75 países para identificar os melhores empreendedores em fase de arranque, oferecendo-lhes a oportunidade de ganhar até um milhão de dólares e fazer contactos com investidores e mentores de nível internacional.

Os participantes anteriores arrecadaram, ao todo, mais de 92 milhões de dólares e deram emprego a mais de 2100 pessoas.

De acordo com o comunicado que recebemos, as candidaturas estão abertas até ao dia 1 de Outubro e, para o efeito, todas as startups estão convidadas a concorrer através do website: https://seedsta.rs/luanda.

Depois de uma cuidadosa análise, a equipa da Seedstars vai seleccionar cerca de dez das melhores startups de Angola para se apresentarem no dia 12 de Outubro e se habilitarem a competir na Seedstars Summit, que ocorre anualmente na Suíça.

"A Seedstars World é uma plataforma que põe em contacto investidores e outros intervenientes com a próxima geração de empreendedores tecnológicos. Uma vez que esta é a quarta vez que organizamos o evento em Luanda, as expectativas são altas e estamos muito entusiasmados. Estamos presentes neste ecossistema há mais de três anos e sabemos que há empresas em Angola a desenvolver produtos de alta qualidade. Procuramos a melhor e vamos levá-la connosco à Suíça em 2019!", afirma Cláudia Makadristo, Directora Regional da Seedstars em África, citada no documento.

Para oferecer esta oportunidade aos empreendedores locais e com o objectivo de realizar um evento de grande qualidade, a Seedstars conta com o Banco Millennium Atlântico como principal patrocinador, a Unitel como patrocinadora Gold e ainda A TGI e a Embaixada dos Estados Unidos da América.

“O fomento de Startups e o empreendedorismo são um catalisador de crescimento económico e podem, com o foco e investimentos adequados, contribuir para a almejada alteração da actual estrutura do PIB. O Atlântico tem desenvolvido activamente um conjunto de iniciativas de promoção de um ecossistema de fomento à inovação e do empreendedorismo como vias para estimular o desenvolvimento económico e contribuir para prosperidade do País”, refere Augusto Baptista, Vice Presidente da Comissão Executiva do Atlântico, por sua vez.

De recordar que a Seedstars conta coma colaboração da KiandaHub, que representa a iniciativa em Angola ao longo do ano. “Os eventos são um dos principais veículos através dos quais a KiandaHub procurafazer jus à sua missão de potenciar o crescimento sustentável de Startups. Nos últimos três anos, a organização da competição de pitches Seedstars Luanda emestreita colaboração com a Seedstars World e demais parceiros, agregou bastante valor e dinamizou o nosso ecossistema de empreendedorismo tecnológico, tornando-se assim numa plataforma de referência para a descoberta, expressão e visibilidade das Startups locais. Para esta quarta edição, os nossos objectivos passam por atrair startups de grande nível, agregarmos o máximo número possível de actores do ecossistema e propiciarmos uma experiência agradável para todos os participantes do evento”, explica Joel Epalanga, Co-fundador e Director Geral na KiandaHub.

As startups seleccionadas apresentarão um pitch de três minutos em Inglês, perante um júri constituído por representantes de peso no panorama do empreendedorismo nacional, refereainda o comunicado de imprensa.

 

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

A Seedstars World, maior competição de startups de mercados emergentes, chegar a Angola pela quarta vez consecutiva, com um evento dinâmico de pitching a acontecer no dia 12 de Outubro próximo, pelas 16 horas.

As empresas seleccionadas para o evento Seedstars Luanda não poderão ter mais do que dois anos de existência, e deverão ter arrecadado, no máximo, $500 mil dólares de financiamento e possuir um produto mínimo viável, idealmente já com tracção.

Além disso, as startups devem ter adaptabilidade regional e global, sendo que a Seedstars procura soluções smart, que estejam focadas no desenvolvimento de produtos sustentáveis e rentáveis no mercado global.

A missão principal da Seedstars World é destacar empreendedores de mercados emergentes, especialmente aqueles cujas soluções estão alinhadas com os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Este ano, entretanto, a competição irá a mais de 75 países para identificar os melhores empreendedores em fase de arranque, oferecendo-lhes a oportunidade de ganhar até um milhão de dólares e fazer contactos com investidores e mentores de nível internacional.

Os participantes anteriores arrecadaram, ao todo, mais de 92 milhões de dólares e deram emprego a mais de 2100 pessoas.

De acordo com o comunicado que recebemos, as candidaturas estão abertas até ao dia 1 de Outubro e, para o efeito, todas as startups estão convidadas a concorrer através do website: https://seedsta.rs/luanda.

Depois de uma cuidadosa análise, a equipa da Seedstars vai seleccionar cerca de dez das melhores startups de Angola para se apresentarem no dia 12 de Outubro e se habilitarem a competir na Seedstars Summit, que ocorre anualmente na Suíça.

"A Seedstars World é uma plataforma que põe em contacto investidores e outros intervenientes com a próxima geração de empreendedores tecnológicos. Uma vez que esta é a quarta vez que organizamos o evento em Luanda, as expectativas são altas e estamos muito entusiasmados. Estamos presentes neste ecossistema há mais de três anos e sabemos que há empresas em Angola a desenvolver produtos de alta qualidade. Procuramos a melhor e vamos levá-la connosco à Suíça em 2019!", afirma Cláudia Makadristo, Directora Regional da Seedstars em África, citada no documento.

Para oferecer esta oportunidade aos empreendedores locais e com o objectivo de realizar um evento de grande qualidade, a Seedstars conta com o Banco Millennium Atlântico como principal patrocinador, a Unitel como patrocinadora Gold e ainda A TGI e a Embaixada dos Estados Unidos da América.

“O fomento de Startups e o empreendedorismo são um catalisador de crescimento económico e podem, com o foco e investimentos adequados, contribuir para a almejada alteração da actual estrutura do PIB. O Atlântico tem desenvolvido activamente um conjunto de iniciativas de promoção de um ecossistema de fomento à inovação e do empreendedorismo como vias para estimular o desenvolvimento económico e contribuir para prosperidade do País”, refere Augusto Baptista, Vice Presidente da Comissão Executiva do Atlântico, por sua vez.

De recordar que a Seedstars conta coma colaboração da KiandaHub, que representa a iniciativa em Angola ao longo do ano. “Os eventos são um dos principais veículos através dos quais a KiandaHub procurafazer jus à sua missão de potenciar o crescimento sustentável de Startups. Nos últimos três anos, a organização da competição de pitches Seedstars Luanda emestreita colaboração com a Seedstars World e demais parceiros, agregou bastante valor e dinamizou o nosso ecossistema de empreendedorismo tecnológico, tornando-se assim numa plataforma de referência para a descoberta, expressão e visibilidade das Startups locais. Para esta quarta edição, os nossos objectivos passam por atrair startups de grande nível, agregarmos o máximo número possível de actores do ecossistema e propiciarmos uma experiência agradável para todos os participantes do evento”, explica Joel Epalanga, Co-fundador e Director Geral na KiandaHub.

As startups seleccionadas apresentarão um pitch de três minutos em Inglês, perante um júri constituído por representantes de peso no panorama do empreendedorismo nacional, refereainda o comunicado de imprensa.

 

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form