Actualidade
Diversificação da Economia

Sector avícola perde mais de 187 milhões de dólares anualmente

Sector avícola perde mais de 187 milhões de dólares anualmente
Foto por:
vídeo por:
DR

O sub-aproveitamento da capacidade de produção avícola em Angola resulta em mais de 187 milhões de dólares de receitas não realizadas, estima a Associação Nacional dos Avicultores de Angola (ANAVI), que realizou em finais de Maio o primeiro encontro com produtores nacionais.

De acordo o documento apresentado pela vice-presidente da ANAVI, Maria José, 50% dos pequenos avicultores têm as suas instalações totalmente paradas, ao passo que, em termos gerais, apenas 30% da capacidade instalada no país está activa.

Maria José, Vice-presidente da ANAVI

Ainda segundo os dados da ANAVI, por ano, 800 milhões de ovos deixaram de ser produzidos em consequência da redução ou paralisação da produção, sendo que o sector cortou 800 postos trabalho directos e 4000 indirectos.

Em entrevista ao ONgoma News, o presidente da ANAVI salientou que o evento as paragens e abrandamentos na produção devem-se essencialmente à crise financeira e às dificuldade de acesso às divisas, o que condiciona a importação de matérias-primas.

O responsável informou que o país tem disponíveis mais de 3,8 milhões de aves, sendo que sustenta que existam muito mais produtores do que os registados. “Sei que são mais, porém o tempo não permitiu que identificássemos  todos, nem fazer com que outros produtores se apercebessem da ANAVI. Entretanto, com essa identificação, sabemos que capacidade temos e o que é que podemos produzir, bem como do que é que necessitamos para corresponder às necessidades do mercado”, disse.

Com uma produção diária de 733. 656 ovos, Angola conta com 118 produtores avícolas, sendo cem deles membros da ANAVI.

A actual capacidade instalado do sector garantiria uma produção diária de 2.183.000.

Recorde-se que o Governo angolano estimava atingir a auto-suficiência de ovos em 2017, ultrapassando a meta de 1.000 milhões de unidades por ano.

Em 2015, a produção angolana foi de 450 milhões de ovos e em 2016 praticamente duplicou, mas garantindo apenas 41% das necessidades do país, que ainda recorre à importação.

Angola tem um potencial de sete milhões de hectares para perímetros irrigados, para a produção agrícola, mas apenas 45.000 hectares de terrenos estão em utilização, envolvendo nomeadamente investidores privados.

Mais de dois milhões de famílias angolanas vivem da agricultura, sector que emprega no país 2,4 milhões de pessoas e que conta com 13.000 explorações empresariais.

 

6galeria

Salomé Vemba

O sub-aproveitamento da capacidade de produção avícola em Angola resulta em mais de 187 milhões de dólares de receitas não realizadas, estima a Associação Nacional dos Avicultores de Angola (ANAVI), que realizou em finais de Maio o primeiro encontro com produtores nacionais.

De acordo o documento apresentado pela vice-presidente da ANAVI, Maria José, 50% dos pequenos avicultores têm as suas instalações totalmente paradas, ao passo que, em termos gerais, apenas 30% da capacidade instalada no país está activa.

Maria José, Vice-presidente da ANAVI

Ainda segundo os dados da ANAVI, por ano, 800 milhões de ovos deixaram de ser produzidos em consequência da redução ou paralisação da produção, sendo que o sector cortou 800 postos trabalho directos e 4000 indirectos.

Em entrevista ao ONgoma News, o presidente da ANAVI salientou que o evento as paragens e abrandamentos na produção devem-se essencialmente à crise financeira e às dificuldade de acesso às divisas, o que condiciona a importação de matérias-primas.

O responsável informou que o país tem disponíveis mais de 3,8 milhões de aves, sendo que sustenta que existam muito mais produtores do que os registados. “Sei que são mais, porém o tempo não permitiu que identificássemos  todos, nem fazer com que outros produtores se apercebessem da ANAVI. Entretanto, com essa identificação, sabemos que capacidade temos e o que é que podemos produzir, bem como do que é que necessitamos para corresponder às necessidades do mercado”, disse.

Com uma produção diária de 733. 656 ovos, Angola conta com 118 produtores avícolas, sendo cem deles membros da ANAVI.

A actual capacidade instalado do sector garantiria uma produção diária de 2.183.000.

Recorde-se que o Governo angolano estimava atingir a auto-suficiência de ovos em 2017, ultrapassando a meta de 1.000 milhões de unidades por ano.

Em 2015, a produção angolana foi de 450 milhões de ovos e em 2016 praticamente duplicou, mas garantindo apenas 41% das necessidades do país, que ainda recorre à importação.

Angola tem um potencial de sete milhões de hectares para perímetros irrigados, para a produção agrícola, mas apenas 45.000 hectares de terrenos estão em utilização, envolvendo nomeadamente investidores privados.

Mais de dois milhões de famílias angolanas vivem da agricultura, sector que emprega no país 2,4 milhões de pessoas e que conta com 13.000 explorações empresariais.

 

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form