Sociedade
Crime

Saurimo: Estudantes ficam ser fazer prova devido a assalto na escola

Saurimo: Estudantes ficam ser fazer prova devido a assalto na escola
Foto por:
vídeo por:
DR

Devido ao assalto que decorreu, de madrugada, na Escola José Manuel Luembe, em Saurimo, Lunda Sul, mais de mil alunos da 7ª e 8ª classes desta instituição ficaram sem fazer a prova de Matemática, nesta terça-feira.

Os meliantes, de acordo com o director da referida instituição, Nelson Sapato, levaram os envelopes com os enunciados da prova e um dispositivo electrónico (pen-drive) que continha informações da escola.

O porta-voz da Polícia Nacional na Lunda Sul, António Tamba, disse então estarem a efectuar diligências para serem encontrados os responsáveis destes actos, de acordo com a Angop.

Informou que das 153 escolas do município de Saurimo existem 16 mais problemáticas, daí ser necessário adoptar um conjunto de procedimentos, de forma a evitar que situações do género ocorram, apesar de a segurança nas escolas ser uma responsabilidade de toda a sociedade.

O responsável apelou ainda aos gestores e encarregados de educação a serem os primeiros a vigiarem as instituições, mantendo a ordem e a disciplina, para que a Polícia Nacional possa complementar.

Entretanto, é o primeiro caso de furtos de provas na circunscrição.

Actualmente, a província da Lunda Sul conta com 362 escolas de diferentes níveis de ensino, perfazendo mil e 538 salas de aula, ocupadas por 235 mil 964 alunos.

6galeria

Redacção

Devido ao assalto que decorreu, de madrugada, na Escola José Manuel Luembe, em Saurimo, Lunda Sul, mais de mil alunos da 7ª e 8ª classes desta instituição ficaram sem fazer a prova de Matemática, nesta terça-feira.

Os meliantes, de acordo com o director da referida instituição, Nelson Sapato, levaram os envelopes com os enunciados da prova e um dispositivo electrónico (pen-drive) que continha informações da escola.

O porta-voz da Polícia Nacional na Lunda Sul, António Tamba, disse então estarem a efectuar diligências para serem encontrados os responsáveis destes actos, de acordo com a Angop.

Informou que das 153 escolas do município de Saurimo existem 16 mais problemáticas, daí ser necessário adoptar um conjunto de procedimentos, de forma a evitar que situações do género ocorram, apesar de a segurança nas escolas ser uma responsabilidade de toda a sociedade.

O responsável apelou ainda aos gestores e encarregados de educação a serem os primeiros a vigiarem as instituições, mantendo a ordem e a disciplina, para que a Polícia Nacional possa complementar.

Entretanto, é o primeiro caso de furtos de provas na circunscrição.

Actualmente, a província da Lunda Sul conta com 362 escolas de diferentes níveis de ensino, perfazendo mil e 538 salas de aula, ocupadas por 235 mil 964 alunos.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form