Em Foco

Quer construir um negócio bem-sucedido?

Quer construir um negócio bem-sucedido?
Foto por:
vídeo por:

Adaptado do texto de LEBOGANG TSELE

Congresso Global de Empreendedorismo  (GEC), que decorre até hoje, dia 16 de Março, apresenta uma lista de palestrantes impressionantes como o vice-Presidente, Cyril Ramaphosa, o Presidente da GEN, Jonathan Ortmans, o Primeiro-Ministro de Gauteng, David Makhura e o fundador do Discovery Group, Adrian Gore. Uma série de empresários, investidores, líderes opinião, bem como políticos de todo o mundo juntam-se ao evento.

O encontro anual tem como objectivo ajudar a impulsionar o crescimento económico global, através do fomento de parcerias, compartilhando ideias e identificando novas maneiras de ajudar os empreendedores de todo o mundo a crescer e expandir os seus negócios.

Este ano, o tema do congresso é "Digital Disruption" e espera fornecer uma maneira de explorar tecnologias disruptivas em várias indústrias no continente africano e globalmente.

Muitos dos oradores representam o que a maioria dos empreendedores sonham alcançar. Assim sendo, partilhamos abaixo o testemunho de quem aprendeu com os erros e não teve medo desconhecido. Inspire-se nesses conselhos para encontrar o seu caminho no mundo dos negócios.

Sobre Conhecer o Mercado

Dominique Collett , Executiva Sénior de Investimentos da Rand Merchant Investment Holdings (RMI), um Grupo de Investimento em Serviços Financeiros.

Compreender os fundamentos  é essencial: "Você precisa entender as nuances culturais de um mercado. A paisagem competitiva também precisa ser cuidadosamente considerada. Por exemplo, o que era um fosso em um mercado pode não ser uma lacuna em outro mercado. Algo que é 10 vezes melhor do que o que está actualmente disponível. Prestar atenção à execução e operações - em vez prometer a menos e entregar a mais. Certifique-se de que o seu produto tem utilidade e é relevante para um consumidor”. 

Matsi Modise, Directora Geral da SiMODiSA , uma associação da indústria que tem como missão acelerar o empreendedorismo.

Começando com o que o mercado quer: “Financiamento é dinheiro emprestado que vai colocá-lo em dívida, mesmo antes de abrir o seu estabelecimento. Entretanto, assegurar um mercado de clientes para o seu negócio, em primeiro lugar, irá essencialmente validar se o seu produto ou serviço é necessário e se o mercado vai pagar pela sua oferta ou não ao preço definido". 

Sobre Construção de Parcerias

Adrian Gore, fundador e CEO do Grupo Discovery , um grupo de serviços financeiros que oferece uma gama de produtos, incluindo assistência médica, seguros de vida, cartões de crédito e investimentos. 

Aproveitando o poder de uma Administração/Direcção: "Quando você inicia um negócio, depara-se com situações que não eram do seu conhecimento e com as quais não contava. Muitos empresários pensam que não precisam de uma Administração - que é um desperdício de tempo -, mas ter um monte de pessoas inteligentes e experientes dando-lhe contributos é um presente do céu. Se eu não tivesse um Laurie Dippenaar quando eu comecei, a Discovery seria uma empresa muito diferente hoje ".

Lesa Mitchell , Diretora Administrativa da Kansas City, Techstars , uma aceleradora de empresas orientada por mentores.

Networking no mundo digital: "Uma vez que os empresários têm uma ideia de negócio, as redes são as ferramentas mais importantes que eles têm para iniciar e crescer suas empresas. Isso sempre foi o caso. No entanto, a forma como a rede de empresários de hoje evoluiu, com o advento das novas tecnologias de informação e comunicação, que dispõem recursos como competições de plano de negócios e comunidades de start-ups nas mãos de todo o mundo, literalmente, exige que não nos distraiamos desta realidade. Isto é o que chamamos de ‘democratização do empreendedorismo’. Essas inovações on-line estão a ajudar a definir a próxima geração das redes de contactos". 

Perry Kamel , Gestora Sénior de Desenvolvimento de Negócios da Microsoft , uma das principais empresas multinacionais de tecnologia do mundo.

Ser flexível é fundamental para encontrar novas oportunidades: "No empreendedorismo como na moda, às vezes as melhores ideias aparecem como alternativas, ao invés da estratégia inicial. Por exemplo, quando você decide vestir um traje de listras preto e branco, mas não  encontrar o seu blazer, terá de um vestuário alternativo para combinar. No mundo dos negócios, às vezes as melhores soluções são em resposta a uma necessidade, e aproveitar o que os consumidores precisam pode ser mais produtivo do que o que tenha originalmente planificado para introduzir no mercado. Isso também oferece uma lição vital para aprender a gerir os imprevistos. Os empresários precisam ser flexíveis e adaptáveis para tirar o máximo partido das possibilidades quando elas surgem - não importa o quão inesperadas sejam. 

Sobre o fazer o que é fundamental para vencer

Ellen Olafsen , Especialista em Produtos Globais em Crescimento Empresarial na Prática Global de Comércio e Competitividade, Banco Mundial , instituição financeira internacional que fornece empréstimos a países em desenvolvimento para programas de capital.

Grande sucesso requer grande comprometimento – “Os empreendedores orientados para o crescimento devem ter a aspiração de crescer. Não se pode esperar que os empreendedores assumam o risco de expandir uma empresa se eles não têm nenhuma aspiração para fazê- lo. Entretanto, a expansão de uma empresa exige sacrifício significativo, tempo e recursos que muitos empresários não podem - ou não estão dispostos a investir. De facto, "circunstâncias pessoais" é uma das razões mais citadas para descontinuar um projecto de start-up". 

Tomi Davies , Presidente da African Business Angels Network (ABAN), uma associação Pan-Africana sem fins lucrativos fundada para apoiar o desenvolvimento de redes de investidores iniciais em todo o continente.

Desafios conduzem oportunidades - "Como uma pessoa cujo foco recai sempre sobre fundamentos, eu nunca fui grande em circunstâncias transitórias que é como eu vejo alguns dos desafios [flutuações monetárias, terroristas, escassez de combustível.] No meu livro ‘Quebrando o Código de Sucesso’ eu falo sobre como definir os desafios únicos do ambiente africano no contexto comercial. Microsoft, IBM, Oracle e HP têm vindo a fazê-lo na Nigéria e em África, por mais de uma década, e agora estão sendo replicados pela Google, Facebook, Paypal e brevemente o Amazon e outros. Quando se adiciona esse contexto à dinâmica da população jovem do continente e nosso espírito empreendedor indomável, só se sabe que vamos sair bem a longo prazo. 

Amy de Castro fundadora da Revolução de bambu , fabricantes de relógios de pulso usando materiais naturais, incluindo bambu e couro.

Seguindo a Milha Exta: "Com persistência, paixão e uma visão clara, você pode conseguir qualquer coisa. O negócio não é sobre saber tudo ou ter uma pilha de qualificações, porque você pode aprender fazendo. Eu sabia muito pouco sobre relógios de pulso, mas eu estava ansiosa por fazer o que fosse preciso para construir um produto, uma marca e um negócio que eu pudesse sentir orgulho de apresentar ao mundo ". 

Jonathan Ortmans , Presidente da Rede Global de Empreendedorismo , uma plataforma de programas e iniciativas, todos os anos, criada pelas comunidades que celebram a Semana Global de Empreendedorismo em Novembro, com o objetivo de criar um ecossistema empresarial global. 

Rompendo as barreiras culturais ao empreendedorismo: "O mundo precisa de mais empreendedores. Apesar de toda a fanfarra em torno do empreendedorismo e startups, as barreiras culturais permanecem. Celebrando o impacto dos empresários, podemos atingir novos públicos e inspirar a próxima geração de criadores de emprego. Além disso, Como Brad Physd e Steve Blank anotaram, alguns atributos culturais chave do Vale do Silício são ‘pagar para a frente’ e ‘abraçar a estranheza’, ou seja, a diversidade, bem como o "fracasso". 

Cyril Ramaphosa, Vice-Presidente da África do Sul. 

As pequenas empresas importam - "Se você está (gerindo) uma pequena empresa, e ainda que ele esteja baseada na sua garagem, não importa. Estou aqui para lhe dizer que isso importa para esta economia. Eu sonho com uma África do Sul que está à frente, mas temos de trabalhar hoje." 

6galeria

Artigos relacionados