Sociedade
Política

Projecto capacita moradores do Kuito para as autarquias

Projecto capacita moradores do Kuito para as autarquias
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

O Mosaiko, Instituto para a Cidadania, juntamente com a People in Need, lançou na passada quinta-feira,  no município do Kuito, província do Bié, o projecto “Vamos Votar!, por uma voz mais forte e um futuro melhor”, que visa atingir maior envolvimento dos cidadãos nas primeiras eleições autárquicas em Angola.

As autoridades e representantes da sociedade civil reconheceram que a informação que chega àquela província não é suficiente.

Citada no comunicado que recebemos, a administradora municipal adjunta do Kuito, Ângela Ucueânga, afirmou que “falar de autarquias ainda é bastante incomum na nossa sociedade, pois não temos grande conhecimento e precisamos que se fale do assunto porque é um momento novo que vamos viver na nossa sociedade, uma opinião fortificada pelo presidente do Fórum das Organizações da Sociedade Civil no Bié, Gabriel Graça, que detalhou que “a população precisa saber o dever de cada cidadão e o benefício que poderá alcançar depois das eleições autárquicas”.

“Como senão bastasse, a informação sobre as autarquias ainda não é suficiente desde as áreas suburbanas até às rurais”, disse ainda o responsável.

Neste sentido, a Ângela Ucueânga vê no projecto a oportunidade de aprofundar o conhecimento para que “cada um de nós possa participar de forma efectiva neste grande processo que são as autarquias e alavancar, ainda mais, a voz do cidadão”.

“Precisamos estar informados e formados para que este processo seja conduzido da melhor maneira possível e cheguemos ao momento das eleições com maior capacidade, para termos um processo transparente, em que cada angolano, cada cidadão, cada kuitense possa rever-se”, frisou a fonte, que também agradeceu e encorajou os organizadores do projecto, a PiN e o Mosaiko.

O “Vamos Votar!” é financiado e co-financiado pela União Europeia e Embaixada da Holanda em Angola, respectivamente, a ser implementado em cinco províncias e cinco municípios, nomeadamente, Luanda (Luanda), Bié (Kuito), Huíla (Lubango), Moxico (Luena) e Cuanza Sul (Gabela).

Nestas localidades, refere a nota, mulheres, jovens e pessoas com deficiência serão sensibilizados para uma participação activa em processos democráticos, como as eleições autárquicas em Angola.

Além disso, os cidadãos serão fortalecidos relativamente ao conhecimento e respeito pelos Direitos Humanos e pelas liberdades fundamentais.

O foco deste projecto é também a capacitação das Organizações da Sociedade Civil locais, disponibilizando competências, recursos e oportunidades para que sejam parte da mobilização e educação dos eleitores.

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

O Mosaiko, Instituto para a Cidadania, juntamente com a People in Need, lançou na passada quinta-feira,  no município do Kuito, província do Bié, o projecto “Vamos Votar!, por uma voz mais forte e um futuro melhor”, que visa atingir maior envolvimento dos cidadãos nas primeiras eleições autárquicas em Angola.

As autoridades e representantes da sociedade civil reconheceram que a informação que chega àquela província não é suficiente.

Citada no comunicado que recebemos, a administradora municipal adjunta do Kuito, Ângela Ucueânga, afirmou que “falar de autarquias ainda é bastante incomum na nossa sociedade, pois não temos grande conhecimento e precisamos que se fale do assunto porque é um momento novo que vamos viver na nossa sociedade, uma opinião fortificada pelo presidente do Fórum das Organizações da Sociedade Civil no Bié, Gabriel Graça, que detalhou que “a população precisa saber o dever de cada cidadão e o benefício que poderá alcançar depois das eleições autárquicas”.

“Como senão bastasse, a informação sobre as autarquias ainda não é suficiente desde as áreas suburbanas até às rurais”, disse ainda o responsável.

Neste sentido, a Ângela Ucueânga vê no projecto a oportunidade de aprofundar o conhecimento para que “cada um de nós possa participar de forma efectiva neste grande processo que são as autarquias e alavancar, ainda mais, a voz do cidadão”.

“Precisamos estar informados e formados para que este processo seja conduzido da melhor maneira possível e cheguemos ao momento das eleições com maior capacidade, para termos um processo transparente, em que cada angolano, cada cidadão, cada kuitense possa rever-se”, frisou a fonte, que também agradeceu e encorajou os organizadores do projecto, a PiN e o Mosaiko.

O “Vamos Votar!” é financiado e co-financiado pela União Europeia e Embaixada da Holanda em Angola, respectivamente, a ser implementado em cinco províncias e cinco municípios, nomeadamente, Luanda (Luanda), Bié (Kuito), Huíla (Lubango), Moxico (Luena) e Cuanza Sul (Gabela).

Nestas localidades, refere a nota, mulheres, jovens e pessoas com deficiência serão sensibilizados para uma participação activa em processos democráticos, como as eleições autárquicas em Angola.

Além disso, os cidadãos serão fortalecidos relativamente ao conhecimento e respeito pelos Direitos Humanos e pelas liberdades fundamentais.

O foco deste projecto é também a capacitação das Organizações da Sociedade Civil locais, disponibilizando competências, recursos e oportunidades para que sejam parte da mobilização e educação dos eleitores.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form