Sociedade
Estudo

Produtos de higiene pessoal registam aumento de procura em tempos de Covid–19

Produtos de higiene pessoal registam aumento de procura em tempos de Covid–19
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

A empresa de pesquisa Keyresearch informou recentemente que alguns produtos registam uma certa valorização e incremento na procura, como é o caso de sectores como Higiene Pessoal e Higiene no Lar, que são considerados como chave para a prevenção da disseminação da pandemia Covid-19.

Porém, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene do dia-a-dia, como lavagem das mãos com água e sabão. Para a limpeza doméstica, recomenda-se a utilização dos produtos usuais, dando preferência para detergentes para desinfectar superfícies. Para além das compras imediatas de supressão das necessidades, aconselha-se igualmente a compra e armazenamento de produtos de higiene tanto do lar como da higiene pessoal.

Marcas como Madar, Ultra e Fada estão muito bem posicionadas para entregar o valor que os consumidores procuram (protecção sanitária). Marcas Nacionais como Allegro, que ocupam o mercado de produtos alternativos ou substitutos, também verão a sua participação de mercado elevada na medida em que os consumidores poderão fazer a troca por eles, porque são itens de preço relativamente baixo em categorias acessíveis, de acordo com o comunicado da organização, que, nesse seu estudo sobre o posicionamento de marcas, realizado três vezes ao ano, apresenta um ranking com as 10 marcas mais citadas em 10 categorias, incluindo Higiene do Lar, Higiene Pessoal, Águas de Mesa (sem gás), Bebidas Energéticas, Cervejas, Gasosas, Instituições Bancárias e Seguradoras.

O estudo integra diferentes indicadores  que reflectem o posicionamento de uma determinada marca e em diferentes categorias, e tal como tem sido observado ao longo do tempo, cada vaga vem repleta de suas novidades, insights exclusivos, de notoriedade, consumo e recordação publicitária e exemplos de alguns canais de comunicação mais eficientes.

Para esta primeira vaga (Fevereiro de 2020), a pesquisa traz uma novidade que tem de ver com o comportamento dos consumidores angolanos com a situação de crise influenciada pelo coronavírus.

Destes indicadores, entretanto, consta a notoriedade, que corresponde à identificação das marcas pelos consumidores, estabelecendo a relação com a imagem e inclui "a Espontânea (Top Of Mind + Outras referências), a Sugerida, a Global, o Evolutivo (em relação às últimas duas vagas Junho e Outubro de 2019)".

A recordação publicitária, por outro lado, avalia a atitude dos consumidores sobre a publicidade e aferir a eficácia das campanhas publicitárias, e abarca "a Marcas recordadas (Top of Mind), o Meio onde viu/ouviu a publicidade, a Avaliação da publicidade e o Evolutivo (em relação às últimas duas vagas)".

No indicador consumo, por sua vez, "a marca mais frequentemente usada/consumida e a fidelidade do consumidor para com a marca avaliando marcas alternativas. Incorpora a Marca frequente usada/consumida e a Marca substituta/alternativa", segundo o documento, que conclui que os indicadores demográficos analisam características demográficas e sócio-económicas.

O universo é constituído pelos indivíduos com 15 e mais anos, residentes em Luanda, sendo que os dados definitivos do recenseamento geral da população e da habitação de Angola (Censo 2014) quantifica este universo em 3.883.539 indivíduos.

A amostra é de 1.000 indivíduos por vaga e, na presente vaga, foram realizadas 1.005 entrevistas. Todos os entrevistados são seleccionados utilizando quotas proporcionais segundo o género, faixa etária e município de residência.

A recolha, ademais, é realizada por meio de Tablet (CAPI), com um questionário estruturado, com perguntas abertas e fechadas, em abordagem "face to face" e nos municípios de residência dos entrevistados, refere ainda o comunicado.

Fundada em 2005, a Keyresearch apresenta-se como uma das empresas mais antigas de estudos de mercado e monitorização de media, a operar em Angola, para além do óbvio dos porquês e a forma de garantir respostas assertivas e sustentadas aos objectivos estratégicos dos clientes/parceiros.

6galeria

Redacção

A empresa de pesquisa Keyresearch informou recentemente que alguns produtos registam uma certa valorização e incremento na procura, como é o caso de sectores como Higiene Pessoal e Higiene no Lar, que são considerados como chave para a prevenção da disseminação da pandemia Covid-19.

Porém, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene do dia-a-dia, como lavagem das mãos com água e sabão. Para a limpeza doméstica, recomenda-se a utilização dos produtos usuais, dando preferência para detergentes para desinfectar superfícies. Para além das compras imediatas de supressão das necessidades, aconselha-se igualmente a compra e armazenamento de produtos de higiene tanto do lar como da higiene pessoal.

Marcas como Madar, Ultra e Fada estão muito bem posicionadas para entregar o valor que os consumidores procuram (protecção sanitária). Marcas Nacionais como Allegro, que ocupam o mercado de produtos alternativos ou substitutos, também verão a sua participação de mercado elevada na medida em que os consumidores poderão fazer a troca por eles, porque são itens de preço relativamente baixo em categorias acessíveis, de acordo com o comunicado da organização, que, nesse seu estudo sobre o posicionamento de marcas, realizado três vezes ao ano, apresenta um ranking com as 10 marcas mais citadas em 10 categorias, incluindo Higiene do Lar, Higiene Pessoal, Águas de Mesa (sem gás), Bebidas Energéticas, Cervejas, Gasosas, Instituições Bancárias e Seguradoras.

O estudo integra diferentes indicadores  que reflectem o posicionamento de uma determinada marca e em diferentes categorias, e tal como tem sido observado ao longo do tempo, cada vaga vem repleta de suas novidades, insights exclusivos, de notoriedade, consumo e recordação publicitária e exemplos de alguns canais de comunicação mais eficientes.

Para esta primeira vaga (Fevereiro de 2020), a pesquisa traz uma novidade que tem de ver com o comportamento dos consumidores angolanos com a situação de crise influenciada pelo coronavírus.

Destes indicadores, entretanto, consta a notoriedade, que corresponde à identificação das marcas pelos consumidores, estabelecendo a relação com a imagem e inclui "a Espontânea (Top Of Mind + Outras referências), a Sugerida, a Global, o Evolutivo (em relação às últimas duas vagas Junho e Outubro de 2019)".

A recordação publicitária, por outro lado, avalia a atitude dos consumidores sobre a publicidade e aferir a eficácia das campanhas publicitárias, e abarca "a Marcas recordadas (Top of Mind), o Meio onde viu/ouviu a publicidade, a Avaliação da publicidade e o Evolutivo (em relação às últimas duas vagas)".

No indicador consumo, por sua vez, "a marca mais frequentemente usada/consumida e a fidelidade do consumidor para com a marca avaliando marcas alternativas. Incorpora a Marca frequente usada/consumida e a Marca substituta/alternativa", segundo o documento, que conclui que os indicadores demográficos analisam características demográficas e sócio-económicas.

O universo é constituído pelos indivíduos com 15 e mais anos, residentes em Luanda, sendo que os dados definitivos do recenseamento geral da população e da habitação de Angola (Censo 2014) quantifica este universo em 3.883.539 indivíduos.

A amostra é de 1.000 indivíduos por vaga e, na presente vaga, foram realizadas 1.005 entrevistas. Todos os entrevistados são seleccionados utilizando quotas proporcionais segundo o género, faixa etária e município de residência.

A recolha, ademais, é realizada por meio de Tablet (CAPI), com um questionário estruturado, com perguntas abertas e fechadas, em abordagem "face to face" e nos municípios de residência dos entrevistados, refere ainda o comunicado.

Fundada em 2005, a Keyresearch apresenta-se como uma das empresas mais antigas de estudos de mercado e monitorização de media, a operar em Angola, para além do óbvio dos porquês e a forma de garantir respostas assertivas e sustentadas aos objectivos estratégicos dos clientes/parceiros.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form