Actualidade
Aviação

Primeiro-Ministro considera a Ethiopian Airlines um orgulho nacional

Primeiro-Ministro considera a Ethiopian Airlines um orgulho nacional
Foto por:
vídeo por:
DR

O Primeiro-Ministro da República Federativa da Etíopia, Abiy Ahmed, considerou a Ethiopian Airlines, maior grupo de África e linha aérea global, como sendo um orgulho nacional e um ícone especial entre as empresas daquele país, pois leva o nome em comum, sendo Etiópia a sua bandeira nacional.

O governante falou no acto de inauguração do Skylight Hotel e do terminal de passageiros de última geração daquela companhia aérea, recentemente, tendo também procedido o corte da fita.

“Gostaríamos que todos os funcionários da companhia aérea aqui e em outros lugares soubessem que falamos dela com orgulho. O novo hotel da Ethiopian Airlines inaugurado permitirá atrair turistas e a oferta da empresa para que os funcionários possuam acções do hotel, é importante, pois aumenta o senso de propriedade entre os funcionários e servirá de modelo para que outras companhias emulem”, comentou, acrescentando que a inauguração do novo terminal de passageiros significa muito trabalho pela frente.

Abiy Ahmed espera, por outro lado, que a direcção e a administração não sejam complacentes com o novo terminal, mas que busquem uma instalação maior com capacidade para acomodar pelo menos 100 milhões de passageiros.

Por sua vez, o PCA do Grupo Ethiopian Airlines, Tewolde GebreMariam disse que, enquanto o Aeroporto de Addis Ababa assumir Dubai como o maior centro de transporte aéreo entre a África e o resto do mundo, este grande terminal é mais uma evidência de desenvolvimento do Aeroporto de Bole como um dos maiores e mais convenientes centros de aviação global.

“O Ethiopian Skylight Hotel permitirá que a companhia aérea ofereça pacotes e programas de viagens. Além disso, o hotel permitirá que a Ethiopian Airlines atraia cerca de um terço dos turistas dos 6 milhões de passageiros que transitam pelo Aeroporto de Bole para visitar a Etiópia”, afirmou.

O novo terminal de passageiros conta com os mais modernos sistemas de segurança tecnológica, sistemas de auto-embarque, lounges confortáveis, lojas duty-free e outras comodidades.

O Ethiopian Skylight Hotel tem 373 quartos e suites executivas espaçosas, o maior restaurante chinês da África e uma sala de conferências que pode acomodar 2.500 pessoas, entre outros.

O acto inaugural contou ainda com a presença do Presidente da União Africana H.E. Sr. Moussa Faki, ministros, funcionários governamentais de alto nível, membros de direcção da Ethiopian Airlines e outros convidados, de acordo com o comunicado que recebemos.

6galeria

Redacção

O Primeiro-Ministro da República Federativa da Etíopia, Abiy Ahmed, considerou a Ethiopian Airlines, maior grupo de África e linha aérea global, como sendo um orgulho nacional e um ícone especial entre as empresas daquele país, pois leva o nome em comum, sendo Etiópia a sua bandeira nacional.

O governante falou no acto de inauguração do Skylight Hotel e do terminal de passageiros de última geração daquela companhia aérea, recentemente, tendo também procedido o corte da fita.

“Gostaríamos que todos os funcionários da companhia aérea aqui e em outros lugares soubessem que falamos dela com orgulho. O novo hotel da Ethiopian Airlines inaugurado permitirá atrair turistas e a oferta da empresa para que os funcionários possuam acções do hotel, é importante, pois aumenta o senso de propriedade entre os funcionários e servirá de modelo para que outras companhias emulem”, comentou, acrescentando que a inauguração do novo terminal de passageiros significa muito trabalho pela frente.

Abiy Ahmed espera, por outro lado, que a direcção e a administração não sejam complacentes com o novo terminal, mas que busquem uma instalação maior com capacidade para acomodar pelo menos 100 milhões de passageiros.

Por sua vez, o PCA do Grupo Ethiopian Airlines, Tewolde GebreMariam disse que, enquanto o Aeroporto de Addis Ababa assumir Dubai como o maior centro de transporte aéreo entre a África e o resto do mundo, este grande terminal é mais uma evidência de desenvolvimento do Aeroporto de Bole como um dos maiores e mais convenientes centros de aviação global.

“O Ethiopian Skylight Hotel permitirá que a companhia aérea ofereça pacotes e programas de viagens. Além disso, o hotel permitirá que a Ethiopian Airlines atraia cerca de um terço dos turistas dos 6 milhões de passageiros que transitam pelo Aeroporto de Bole para visitar a Etiópia”, afirmou.

O novo terminal de passageiros conta com os mais modernos sistemas de segurança tecnológica, sistemas de auto-embarque, lounges confortáveis, lojas duty-free e outras comodidades.

O Ethiopian Skylight Hotel tem 373 quartos e suites executivas espaçosas, o maior restaurante chinês da África e uma sala de conferências que pode acomodar 2.500 pessoas, entre outros.

O acto inaugural contou ainda com a presença do Presidente da União Africana H.E. Sr. Moussa Faki, ministros, funcionários governamentais de alto nível, membros de direcção da Ethiopian Airlines e outros convidados, de acordo com o comunicado que recebemos.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form