Actualidade
Incidente

Prática da caça terá provocado incêndio nas plantações da BIOCOM

Prática da caça terá provocado incêndio nas plantações da BIOCOM
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

Na manhã dessa quarta-feira, dia 27, a administração da BIOCOM e todos os seus colaboradores foram surpreendidos com um incêndio de dimensão relevante no seu canavial, na Fazenda Salto do Cavalo.

De acordo com a nota da organização, enviada à nossa redação, tudo indica que este incêndio tenha sido provocado propositadamente devido à prática da caça, pelo que a administração da empresa, juntamente com as autoridades locais, está a apurar as suas origens, por forma a que situações gravosas desta natureza não se repitam nas suas instalações e/ou nas áreas envolventes, designadamente, nas áreas de cultivo.

Segundo o documento, todos os meios disponíveis foram de imediato mobilizados e o incêndio foi extinto dez horas depois, sem qualquer incidente, por uma equipa altamente motivada e com espírito mobilizador assinalável.

Numa primeira análise aos resultados do ocorrido, a administração da BIOCOM, citada na nota, constata prejuízos significativos por ter sido afectada a matéria-prima a ser colhida para tratamento e produção de açúcar, álcool e energia eléctrica limpa.

Apesar deste contratempo, no entanto, mantém-se o compromisso da BIOCOM de continuar a promover o desenvolvimento agro-industrial de Angola e de em tudo contribuir para a diversificação económica do país.

A BIOCOM, ainda de acordo com o comunicado, vai também intensificar as campanhas de comunicação local, apelando aos moradores das áreas envolventes para que não façam uso das práticas de atear fogo na mata como forma de caçar animais selvagens.

6galeria

Redacção

Na manhã dessa quarta-feira, dia 27, a administração da BIOCOM e todos os seus colaboradores foram surpreendidos com um incêndio de dimensão relevante no seu canavial, na Fazenda Salto do Cavalo.

De acordo com a nota da organização, enviada à nossa redação, tudo indica que este incêndio tenha sido provocado propositadamente devido à prática da caça, pelo que a administração da empresa, juntamente com as autoridades locais, está a apurar as suas origens, por forma a que situações gravosas desta natureza não se repitam nas suas instalações e/ou nas áreas envolventes, designadamente, nas áreas de cultivo.

Segundo o documento, todos os meios disponíveis foram de imediato mobilizados e o incêndio foi extinto dez horas depois, sem qualquer incidente, por uma equipa altamente motivada e com espírito mobilizador assinalável.

Numa primeira análise aos resultados do ocorrido, a administração da BIOCOM, citada na nota, constata prejuízos significativos por ter sido afectada a matéria-prima a ser colhida para tratamento e produção de açúcar, álcool e energia eléctrica limpa.

Apesar deste contratempo, no entanto, mantém-se o compromisso da BIOCOM de continuar a promover o desenvolvimento agro-industrial de Angola e de em tudo contribuir para a diversificação económica do país.

A BIOCOM, ainda de acordo com o comunicado, vai também intensificar as campanhas de comunicação local, apelando aos moradores das áreas envolventes para que não façam uso das práticas de atear fogo na mata como forma de caçar animais selvagens.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form