Caneta e Papel
Angola

Na escuridão dos Cazumbis

Na escuridão dos Cazumbis
Foto por:
vídeo por:
DR

Na ressaca do dia do dedo pintado mais famoso da banda, já estamos de volta à nossa rotina (a) normal com os jompilas e cambutas habituais. As reclamações recomeçaram sobre as malambas que se esperam resolvidas. Os caldos de peixe ou de marisco já foram servidos e alguns entornados sujando bandas impróprias e wis sedentos, mas não sede de água, porque este bem maior, está raro, tanto que para além das torneiras, até as barragens têm sede... Sede também têm alguns avilos que kinguilam uma nomeação para algum cargo de alta responsabilidade ao nível dos poderes estatais existentes, uns pela primeira vez (minguitos ou caloiros) outros por mais uma vez querem ir para algum lugar exercer o poder de chefia!

A nível legislativo a insónia também faz morada, porque concluído que está o processo a nível da CNE, cabe agora aos partidos reorganizarem as suas listas, para ver quem entra e quem fica suplente ou nem sequer é convocado

Em relação aos auxiliares do executivo a esfrega é maior, porque se assobia nos becos que o Governo emagrecera, diminuindo assim a quantidade de departamentos ministeriais e os seus altos responsáveis de forma a haver uma diminuição nas despesas públicas ligadas ao sustento dos mesmos! A nível legislativo a insónia também faz morada, porque concluído que está o processo a nível da CNE, cabe agora aos partidos reorganizarem as suas listas, para ver quem entra e quem fica suplente ou nem sequer é convocado, resultando em pesadelos para quem já encomendou para a celebração, o boi e o espeto para grelha-lo com carvão do Zenza do Itombe, que dizem arder bem, sem soltar fagulhas e fogareiro made in kikolo, com as pipas de fino já a estalarem nas arcas do bairro!

No entanto, alguns, esperançosos, aguardam pelas movimentações ao nível dos parlamentares, antevendo as nomeações de uns para cargos no Executivo (ministérios, governos provinciais, embaixadas e consulados, institutos públicos, agências…) ou no judicial (PGR, tribunais, …) ou simplesmente nas empresas públicas como membros de algum dos conselhos existentes, aprendendo assim, quão árdua é a tarefa de kuinguila, que fica o dia todo abancada na esperança de que apareça alguém a caular ou paiar algumas notas, deixando os parlmentares nomeados para outras responsabilidades, lugares vagos para que os suplentes e outros que estão na lista das dispensas possam então galgar alguns degraus e sorrirem por terem o sonho realizado: ser deputado!

Diz-se, igualmente, que as nossas representações diplomáticas no exterior poderão ser emagrecidas como se estivessem na bauca de um z ndonga lotado, fruto de uma dieta rigorosa que pretende tirar gorduras e evitar obesidades nefastas, tendo em conta a saúde financeira em divisas para fazerem face as despesas inerentes ao seu bom funcionamento. Enquanto isso, os que não foram tidos ou sonhados para qualquer cargo, nem sequer carregar mala ou tratar da higiene e brilho de alguns pisos envernizados com salto alto avermelhado, aproveitam para saborear umas mangas a apreciarem o sufoco dos futuros colegas ou chefes, mas sem estigar, porque nunca se sabe o que o futuro trará!

Diz-se, igualmente, que as nossas representações diplomáticas no exterior poderão ser emagrecidas como se estivessem na bauca de um z ndonga lotado, fruto de uma dieta rigorosa que pretende tirar gorduras e evitar obesidades nefastas

Enquanto isso, as cenas vão rolando ante vizinhos pasmos a verem passar os apressados em direcção incerta, mas segundo os assobios dos becos, vão às tias especialistas em xinguilar, ver se há algum milagre possível para que apanhem lá algum camucado, ou ainda parece que há outros que têm ido às tias e papás das missangas e verduras, na ânsia de haver uma raiz ou um outro argo argum para dar sabor ao futuro, sem esquecer que as peregrinações e doações às mais variadas nguelés que temos por cá, têm aumentado de forma assustadora, tanto que algumas estão a ser obrigadas a realizarem as suas preces em lugares bem maiores para albergarem a todos e todas que as procuram em busca de um sonho público… bem, mas isso são bocas a assobiarem em becos escuros (que nem estrada de Catete, Via expressa, estrada de Cacuaco, Camama ou do Golfe durante a noite, um autêntico breu de reproduzir cazumbis), e nós não damos ouvidos a esses sons estranhos e proibitivos dentro de casa para não chamar cobra, então continuamos a bazar numa boa, à espera de quem será nomeado e terá a kunga de corrigir o que está mal e melhorar o que está bem, com olhos postos em 2022, senão antes!

6galeria

Carlos Renato

Cronista

Na ressaca do dia do dedo pintado mais famoso da banda, já estamos de volta à nossa rotina (a) normal com os jompilas e cambutas habituais. As reclamações recomeçaram sobre as malambas que se esperam resolvidas. Os caldos de peixe ou de marisco já foram servidos e alguns entornados sujando bandas impróprias e wis sedentos, mas não sede de água, porque este bem maior, está raro, tanto que para além das torneiras, até as barragens têm sede... Sede também têm alguns avilos que kinguilam uma nomeação para algum cargo de alta responsabilidade ao nível dos poderes estatais existentes, uns pela primeira vez (minguitos ou caloiros) outros por mais uma vez querem ir para algum lugar exercer o poder de chefia!

A nível legislativo a insónia também faz morada, porque concluído que está o processo a nível da CNE, cabe agora aos partidos reorganizarem as suas listas, para ver quem entra e quem fica suplente ou nem sequer é convocado

Em relação aos auxiliares do executivo a esfrega é maior, porque se assobia nos becos que o Governo emagrecera, diminuindo assim a quantidade de departamentos ministeriais e os seus altos responsáveis de forma a haver uma diminuição nas despesas públicas ligadas ao sustento dos mesmos! A nível legislativo a insónia também faz morada, porque concluído que está o processo a nível da CNE, cabe agora aos partidos reorganizarem as suas listas, para ver quem entra e quem fica suplente ou nem sequer é convocado, resultando em pesadelos para quem já encomendou para a celebração, o boi e o espeto para grelha-lo com carvão do Zenza do Itombe, que dizem arder bem, sem soltar fagulhas e fogareiro made in kikolo, com as pipas de fino já a estalarem nas arcas do bairro!

No entanto, alguns, esperançosos, aguardam pelas movimentações ao nível dos parlamentares, antevendo as nomeações de uns para cargos no Executivo (ministérios, governos provinciais, embaixadas e consulados, institutos públicos, agências…) ou no judicial (PGR, tribunais, …) ou simplesmente nas empresas públicas como membros de algum dos conselhos existentes, aprendendo assim, quão árdua é a tarefa de kuinguila, que fica o dia todo abancada na esperança de que apareça alguém a caular ou paiar algumas notas, deixando os parlmentares nomeados para outras responsabilidades, lugares vagos para que os suplentes e outros que estão na lista das dispensas possam então galgar alguns degraus e sorrirem por terem o sonho realizado: ser deputado!

Diz-se, igualmente, que as nossas representações diplomáticas no exterior poderão ser emagrecidas como se estivessem na bauca de um z ndonga lotado, fruto de uma dieta rigorosa que pretende tirar gorduras e evitar obesidades nefastas, tendo em conta a saúde financeira em divisas para fazerem face as despesas inerentes ao seu bom funcionamento. Enquanto isso, os que não foram tidos ou sonhados para qualquer cargo, nem sequer carregar mala ou tratar da higiene e brilho de alguns pisos envernizados com salto alto avermelhado, aproveitam para saborear umas mangas a apreciarem o sufoco dos futuros colegas ou chefes, mas sem estigar, porque nunca se sabe o que o futuro trará!

Diz-se, igualmente, que as nossas representações diplomáticas no exterior poderão ser emagrecidas como se estivessem na bauca de um z ndonga lotado, fruto de uma dieta rigorosa que pretende tirar gorduras e evitar obesidades nefastas

Enquanto isso, as cenas vão rolando ante vizinhos pasmos a verem passar os apressados em direcção incerta, mas segundo os assobios dos becos, vão às tias especialistas em xinguilar, ver se há algum milagre possível para que apanhem lá algum camucado, ou ainda parece que há outros que têm ido às tias e papás das missangas e verduras, na ânsia de haver uma raiz ou um outro argo argum para dar sabor ao futuro, sem esquecer que as peregrinações e doações às mais variadas nguelés que temos por cá, têm aumentado de forma assustadora, tanto que algumas estão a ser obrigadas a realizarem as suas preces em lugares bem maiores para albergarem a todos e todas que as procuram em busca de um sonho público… bem, mas isso são bocas a assobiarem em becos escuros (que nem estrada de Catete, Via expressa, estrada de Cacuaco, Camama ou do Golfe durante a noite, um autêntico breu de reproduzir cazumbis), e nós não damos ouvidos a esses sons estranhos e proibitivos dentro de casa para não chamar cobra, então continuamos a bazar numa boa, à espera de quem será nomeado e terá a kunga de corrigir o que está mal e melhorar o que está bem, com olhos postos em 2022, senão antes!

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form