Desporto
Responsabilização

Manucho Gonçalves vai apoiar Escola de Formação de Futebolistas da Terra Nova

Manucho Gonçalves vai apoiar Escola de Formação de Futebolistas da Terra Nova
Foto por:
vídeo por:
DR

O internacional angolano Manucho Gonçalves vai ajudar a Escola de Formação de Futebolistas Flaminguinhos da Terra Nova a ressurgir, ele que prepara um projecto de formação de jovens talentos, de forma a dar continuidade ao trabalho desenvolvido no passado pelo seu pai, Gonçalves Alberto.

O avançado do Rayo Vallecano de Espanha estas declarações durante uma cerimónia de entrega de material desportivo (botas, meias e camisolas) a um núcleo dos Flaminguinhos, no campo da equipa, na Terra Nova, na presença de responsáveis da escola de formação e representantes do Comité Provincial da Juventude. 

De acordo com o Jornal dos Desportos, na ocasião, o jogador não conseguiu esconder a tristeza pelo estado em que encontrou os jovens a treinar e muito menos deixou de deplorar a constante degradação do campo, ao mesmo tempo em que deixou expresso o desafio de tudo fazer para afastar os Flaminguinhos do marasmo em que se encontram.

“Sou um produto dos Flaminguinhos e não posso olhar de forma pávida e serena a tudo que se está a passar. Por isso, trouxe algum material desportivo a estes jovens, como primeiro gesto, para que não desistam e continuem a fazer o que eles mais gostam, que é jogar futebol”, adiantou-se a esclarecer Manucho Gonçalves.

“Cresci aqui e normalmente sei em que condições estão a treinar estes jovens. A minha oferta serve de incentivo aos miúdos, porque eles podiam estar na rua ou entregues à delinquência.  Muitas vezes, as nossas mães queixam-se do facto de nós vestirmos as roupas que elas compram para jogar à bola. Este material desportivo é para que se sintam motivados”, acrescentou.

Manucho Gonçalves assegurou, por outro lado, estar a seguir de perto todo o processo que corre os trâmites legais no Tribunal de Luanda, sobre a tentativa de ocupação, para fins alheios ao desporto, do campo da Terra Nova, também conhecido como campo dos Flaminguinhos.

“O campo sempre foi utilizado pelos Flaminguinhos e não gostaríamos que nos fosse retirado. Quero incentivar estes jovens a jogarem futebol, para que amanhã saia daqui mais um Manucho Gonçalves, Chara ou Nandinho”, rematou.

6galeria

Pedro Kididi

Jornalista

O internacional angolano Manucho Gonçalves vai ajudar a Escola de Formação de Futebolistas Flaminguinhos da Terra Nova a ressurgir, ele que prepara um projecto de formação de jovens talentos, de forma a dar continuidade ao trabalho desenvolvido no passado pelo seu pai, Gonçalves Alberto.

O avançado do Rayo Vallecano de Espanha estas declarações durante uma cerimónia de entrega de material desportivo (botas, meias e camisolas) a um núcleo dos Flaminguinhos, no campo da equipa, na Terra Nova, na presença de responsáveis da escola de formação e representantes do Comité Provincial da Juventude. 

De acordo com o Jornal dos Desportos, na ocasião, o jogador não conseguiu esconder a tristeza pelo estado em que encontrou os jovens a treinar e muito menos deixou de deplorar a constante degradação do campo, ao mesmo tempo em que deixou expresso o desafio de tudo fazer para afastar os Flaminguinhos do marasmo em que se encontram.

“Sou um produto dos Flaminguinhos e não posso olhar de forma pávida e serena a tudo que se está a passar. Por isso, trouxe algum material desportivo a estes jovens, como primeiro gesto, para que não desistam e continuem a fazer o que eles mais gostam, que é jogar futebol”, adiantou-se a esclarecer Manucho Gonçalves.

“Cresci aqui e normalmente sei em que condições estão a treinar estes jovens. A minha oferta serve de incentivo aos miúdos, porque eles podiam estar na rua ou entregues à delinquência.  Muitas vezes, as nossas mães queixam-se do facto de nós vestirmos as roupas que elas compram para jogar à bola. Este material desportivo é para que se sintam motivados”, acrescentou.

Manucho Gonçalves assegurou, por outro lado, estar a seguir de perto todo o processo que corre os trâmites legais no Tribunal de Luanda, sobre a tentativa de ocupação, para fins alheios ao desporto, do campo da Terra Nova, também conhecido como campo dos Flaminguinhos.

“O campo sempre foi utilizado pelos Flaminguinhos e não gostaríamos que nos fosse retirado. Quero incentivar estes jovens a jogarem futebol, para que amanhã saia daqui mais um Manucho Gonçalves, Chara ou Nandinho”, rematou.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form