Sociedade
Saúde

Mais de 100 casos de sarna notificados na cadeia do Nkiende

Mais de 100 casos de sarna notificados na cadeia do Nkiende
Foto por:
vídeo por:
DR

Foram notificados, de Janeiro a Março deste ano, 105 casos de sarna, no estabelecimento prisional do Nkiende, situado a 30 quilómetros da cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire.

A epidemia, que afecta maioritariamente homens, resulta da superlotação que se verifica naquela unidade penitenciária, que tem capacidade instalada de 250 presos e que, actualmente, acolhe 539 presos, dos quais 12 do sexo feminino.

Os dados, que apontam a que, comparativamente ao período homólogo de 2018, houve um aumento de 37 casos desta doença no seio da população penal, foram divulgados pelo responsável da enfermaria da prisão, Manuel Razão, durante uma visita de funcionários da Procuradoria-Geral da República (PGR), que garantiu haver medicamentos suficientes para combater esta e outras patologias que apoquentam os reclusos.

A visita dos funcionários da PGR ao estabelecimento prisional do Nkiende, chefiados pela procuradora da República junto do Tribunal Provincial do Zaire, Maria Fernanda Mamuba, visou auscultar as preocupações dos detidos, de acordo com o jornal O País.

A visita enquadrou-se ainda nas actividades alusivas ao 40º aniversário da institucionalização da PGR, que se assinala a 27 de Abril.

6galeria

Redacção

Foram notificados, de Janeiro a Março deste ano, 105 casos de sarna, no estabelecimento prisional do Nkiende, situado a 30 quilómetros da cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire.

A epidemia, que afecta maioritariamente homens, resulta da superlotação que se verifica naquela unidade penitenciária, que tem capacidade instalada de 250 presos e que, actualmente, acolhe 539 presos, dos quais 12 do sexo feminino.

Os dados, que apontam a que, comparativamente ao período homólogo de 2018, houve um aumento de 37 casos desta doença no seio da população penal, foram divulgados pelo responsável da enfermaria da prisão, Manuel Razão, durante uma visita de funcionários da Procuradoria-Geral da República (PGR), que garantiu haver medicamentos suficientes para combater esta e outras patologias que apoquentam os reclusos.

A visita dos funcionários da PGR ao estabelecimento prisional do Nkiende, chefiados pela procuradora da República junto do Tribunal Provincial do Zaire, Maria Fernanda Mamuba, visou auscultar as preocupações dos detidos, de acordo com o jornal O País.

A visita enquadrou-se ainda nas actividades alusivas ao 40º aniversário da institucionalização da PGR, que se assinala a 27 de Abril.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form