Sociedade
Arte e Cultura

Jovens recebem formação em diversas áreas de artistas brasileiros

Jovens recebem formação em diversas áreas de artistas brasileiros
Foto por:
vídeo por:
DR

Um grupo de 22 artistas brasileiros está desde 10 de Julho no país a realizar um ciclo de formações, acções sociais e actividades culturais em quatro províncias de Angola, nomeadamente Luanda, Bengo, Benguela e Huambo.

O principal objectivo do intercâmbio entre brasileiros e angolanos é fortalecer os laços entre os dois países por meio das suas culturas, que são muito parecidas.

Durante a estadia em Angola, os artistas brasileiros formam jovens em diversas áreas, pretendendo também realizar palestras, apresentações gratuitas para as comunidades angolanas nos municípios do Cazenga e Cacuaco, em Luanda, Barra do Dande, no Bengo, Bailundo, no Huambo, e em Benguela.

O grupo, composto por historiadores, escritores, actores, professores músicos e produtores culturais, foi recebido pela Globo Dikulo, organização responsável pela logística e permanência de todos os brasileiros envolvidos no projecto, que durante o período de estadia farão também visitas de turismo em locais históricos de Angola, roda de conversa com artistas e produtores culturais locais, ministrarão cursos de Economia Criativa, criação de oficinas de música, teatro, literatura, dança, contos, espectáculos de dança e música, lançamento de livros, amostras culturais e workshops para Jovens sobre Marketing Pessoal, Coaching de Carreira, com direito a certificado de participação e muito mais.

De acordo com o comunicado que recebemos, todos os dias são formados mais de 30 jovens em diferentes áreas, no centro de Formação Animarte, situado no município do Cazenga.

O projecto conta com o apoio do Colectivo Ombaka, em parceria com a Banga Artesanato, em Benguela, os Caçadores de Excelência no Bailundo, Associação Palancas Negras e o Consulado Geral de Angola em São Paulo.

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

Um grupo de 22 artistas brasileiros está desde 10 de Julho no país a realizar um ciclo de formações, acções sociais e actividades culturais em quatro províncias de Angola, nomeadamente Luanda, Bengo, Benguela e Huambo.

O principal objectivo do intercâmbio entre brasileiros e angolanos é fortalecer os laços entre os dois países por meio das suas culturas, que são muito parecidas.

Durante a estadia em Angola, os artistas brasileiros formam jovens em diversas áreas, pretendendo também realizar palestras, apresentações gratuitas para as comunidades angolanas nos municípios do Cazenga e Cacuaco, em Luanda, Barra do Dande, no Bengo, Bailundo, no Huambo, e em Benguela.

O grupo, composto por historiadores, escritores, actores, professores músicos e produtores culturais, foi recebido pela Globo Dikulo, organização responsável pela logística e permanência de todos os brasileiros envolvidos no projecto, que durante o período de estadia farão também visitas de turismo em locais históricos de Angola, roda de conversa com artistas e produtores culturais locais, ministrarão cursos de Economia Criativa, criação de oficinas de música, teatro, literatura, dança, contos, espectáculos de dança e música, lançamento de livros, amostras culturais e workshops para Jovens sobre Marketing Pessoal, Coaching de Carreira, com direito a certificado de participação e muito mais.

De acordo com o comunicado que recebemos, todos os dias são formados mais de 30 jovens em diferentes áreas, no centro de Formação Animarte, situado no município do Cazenga.

O projecto conta com o apoio do Colectivo Ombaka, em parceria com a Banga Artesanato, em Benguela, os Caçadores de Excelência no Bailundo, Associação Palancas Negras e o Consulado Geral de Angola em São Paulo.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form