Arte e Cultura
Literatura

Jornalista Andrade Lino lança livro digital

Jornalista Andrade Lino lança livro digital
Foto por:
vídeo por:
Andrade Lino

“O Escrevente iletrado: Feridas ‘crónicas’ e outros delírios de fim do mundo” é o título da obra literária de Widralino, nome artístico do jornalista Andrade Lino, que disponibilizou o livro ontem, sete de Abril, em formato digital.

Trata-se de uma edição conjunta do autor e do colectivo de artes Mwinda Kubata e resulta da compilação de vários textos em formato de prosa. No fundo, “O Escrevente iletrado: Feridas ‘crónicas’ e outros delírios de fim do mundo” é uma espécie de monólogo de Widralino, cuja vida se reflecte em muitas das crónicas que agora disponibiliza aos leitores de forma mais organizada, depois de, ao longo dos últimos três anos, dispersá-las pelas redes sociais.

“A idade avança e as coisas mudam. Crescemos e começamos a ver a vida doutra maneira. Para uns mais clara, para outros ainda mais confusa. Começamos a sofrer pressão de muitos lados e nos vemos obrigados a sair da nossa zona de conforto para evitarmos quebrar laços, ou então não mexemos um músculo sequer e nos tornamos alvos de muitas críticas e desprezo”, escreveu, no prefácio, onde também se pode ler que o livro traz “verdades e umas invenções”, assim como “delírios, contos, desejos colectivos, coisas nada claras”.

Para o autor, “trata-se verdadeiramente dum lançamento forçado pela presente quarentena, como forma de prevenção contra a pandemia Covid-19, quando não mais restam ideias sobre o que fazer com a vida”, justificou Widralino.

Andrade Lino é jornalista do ONgoma News. Além da escrita, dedica-se à música e fotografia, tendo vários trabalhos divulgados nas redes sociais. Saiba mais nos links abaixo.

Facebook

Soundcloud

Youtube

6galeria

Redacção

“O Escrevente iletrado: Feridas ‘crónicas’ e outros delírios de fim do mundo” é o título da obra literária de Widralino, nome artístico do jornalista Andrade Lino, que disponibilizou o livro ontem, sete de Abril, em formato digital.

Trata-se de uma edição conjunta do autor e do colectivo de artes Mwinda Kubata e resulta da compilação de vários textos em formato de prosa. No fundo, “O Escrevente iletrado: Feridas ‘crónicas’ e outros delírios de fim do mundo” é uma espécie de monólogo de Widralino, cuja vida se reflecte em muitas das crónicas que agora disponibiliza aos leitores de forma mais organizada, depois de, ao longo dos últimos três anos, dispersá-las pelas redes sociais.

“A idade avança e as coisas mudam. Crescemos e começamos a ver a vida doutra maneira. Para uns mais clara, para outros ainda mais confusa. Começamos a sofrer pressão de muitos lados e nos vemos obrigados a sair da nossa zona de conforto para evitarmos quebrar laços, ou então não mexemos um músculo sequer e nos tornamos alvos de muitas críticas e desprezo”, escreveu, no prefácio, onde também se pode ler que o livro traz “verdades e umas invenções”, assim como “delírios, contos, desejos colectivos, coisas nada claras”.

Para o autor, “trata-se verdadeiramente dum lançamento forçado pela presente quarentena, como forma de prevenção contra a pandemia Covid-19, quando não mais restam ideias sobre o que fazer com a vida”, justificou Widralino.

Andrade Lino é jornalista do ONgoma News. Além da escrita, dedica-se à música e fotografia, tendo vários trabalhos divulgados nas redes sociais. Saiba mais nos links abaixo.

Facebook

Soundcloud

Youtube

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form