Arte e Cultura
Exposição

Jardel Selele expõe “Rostos da Banda” na Galeria Tamar Golan

Jardel Selele expõe “Rostos da Banda” na Galeria Tamar Golan
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

O artista plástico angolano Jardel Selele vai inaugurar, no próximo dia 10 deste mês, sexta-feira, na Galeria Tamar Golan, da Fundação Arte e Cultura, a sua exposição individual, denominada “Rostos da Banda”, pela 18h00.

Patente ao público até ao dia 27 do mesmo mês, a ideia para o projecto, de acordo com o artista, surge no sentido de homenagear a mulher africana, embora a data de comemoração já tenha passado (31 de Julho).

Ao ONgoma News, Jardel esclareceu que “Rostos da Banda” tem como maior destaque a mulher: camponesa, moderna, as mães e as crianças, sendo elas o futuro da nação.

“A banda é África e alguns rostos são conhecidos, como Cael Pascoal, Sofia Lucas, Kamguimbo Ananás e Amilna Estêvão”, referiu.

Outros retratos da exposição são, segundo o autor, os “kandengues do quimbo com tranças, os caçadores, o café da nossa terra em obra abstracta e a festa da música que reúne as mais variadas vozes femininas da nossa praça”.

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

O artista plástico angolano Jardel Selele vai inaugurar, no próximo dia 10 deste mês, sexta-feira, na Galeria Tamar Golan, da Fundação Arte e Cultura, a sua exposição individual, denominada “Rostos da Banda”, pela 18h00.

Patente ao público até ao dia 27 do mesmo mês, a ideia para o projecto, de acordo com o artista, surge no sentido de homenagear a mulher africana, embora a data de comemoração já tenha passado (31 de Julho).

Ao ONgoma News, Jardel esclareceu que “Rostos da Banda” tem como maior destaque a mulher: camponesa, moderna, as mães e as crianças, sendo elas o futuro da nação.

“A banda é África e alguns rostos são conhecidos, como Cael Pascoal, Sofia Lucas, Kamguimbo Ananás e Amilna Estêvão”, referiu.

Outros retratos da exposição são, segundo o autor, os “kandengues do quimbo com tranças, os caçadores, o café da nossa terra em obra abstracta e a festa da música que reúne as mais variadas vozes femininas da nossa praça”.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form