Ideias e Negócios
Telecomunicações

ITA encerra ano com um balanço de crescimento de facturação positivo

ITA encerra ano com um balanço de crescimento de facturação positivo
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

A Internet Technologies Angola (ITA) encerra o ano de 2017 com um crescimento, em termos de infra-estrutura, serviços de Data center, voz e conectividade e de facturação, na ordem dos 5%, apesar do desafiante ambiente económico do país, informa uma enviada ao ONgoma News.

Os dados foram apresentados num encontro com a imprensa, em que a empresa divulgou o balanço de 2017, e revelou que expandiu a sua rede de conectividade, nomeadamente através da criação de um anel de fibra à volta da cidade de Luanda, “que assegura a entrega de circuitos completos ao cliente, garantindo conectividade com fiabilidade e velocidades incomparáveis”.

O anel de fibra, lê-se na nota, sai directamente do cabo submarino SAT-3, em Cacuaco, e possui cerca de 200 km. 

A ITA, entretanto, investiu também na expansão do backbone para Soyo e Cabinda, "aumentando assim a infra-estrutura física própria para norte", ao mesmo tempo que optimizou a conectividade nas rotas do Lubango e Huambo, assegurando maior estabilidade no serviço.

 "Optimizar os serviços de Data center foi outra grande aposta em 2017, com a implementação de serviços cloud e soluções inovadoras", informa o documento, onde se destaca o impacto das parcerias internacionais com organizações de referência, o que permitiu "assegurar que são criados novos produtos, que vão ao encontro das necessidades do mercado e que funcionam como uma vantagem competitiva paras as organizações".

 Por outro lado, a capacidade de tráfego da ITA nos circuitos internacionais de fibra óptica teve um aumento de mais de 50% e, segundo o CEO da empresa, Rolf Mendelsohn, a organização continua a trabalhar na expansão e optimização da sua rede, sobretudo para as cidades de Malanje, Kuíto e Namibe, o que deverá ser concluído no próximo ano.

Por sua vez, Rui Jordão, Director Geral da ITA, mostra-se optimista relativamente a 2018 e refere que "a aposta vai continuar a ser na infra-estrutura, no apoio ao cliente, em serviços customizados e na responsabilidade social, com novos projectos, cada vez mais direccionados para a educação e para os jovens".

A Internet Technologies Angola, fundada em 2005, conta hoje com cerca de 140 trabalhadores, dispõe de equipas técnicas especializadas na implementação de redes de internet e sistemas de telecomunicações. 

 

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

A Internet Technologies Angola (ITA) encerra o ano de 2017 com um crescimento, em termos de infra-estrutura, serviços de Data center, voz e conectividade e de facturação, na ordem dos 5%, apesar do desafiante ambiente económico do país, informa uma enviada ao ONgoma News.

Os dados foram apresentados num encontro com a imprensa, em que a empresa divulgou o balanço de 2017, e revelou que expandiu a sua rede de conectividade, nomeadamente através da criação de um anel de fibra à volta da cidade de Luanda, “que assegura a entrega de circuitos completos ao cliente, garantindo conectividade com fiabilidade e velocidades incomparáveis”.

O anel de fibra, lê-se na nota, sai directamente do cabo submarino SAT-3, em Cacuaco, e possui cerca de 200 km. 

A ITA, entretanto, investiu também na expansão do backbone para Soyo e Cabinda, "aumentando assim a infra-estrutura física própria para norte", ao mesmo tempo que optimizou a conectividade nas rotas do Lubango e Huambo, assegurando maior estabilidade no serviço.

 "Optimizar os serviços de Data center foi outra grande aposta em 2017, com a implementação de serviços cloud e soluções inovadoras", informa o documento, onde se destaca o impacto das parcerias internacionais com organizações de referência, o que permitiu "assegurar que são criados novos produtos, que vão ao encontro das necessidades do mercado e que funcionam como uma vantagem competitiva paras as organizações".

 Por outro lado, a capacidade de tráfego da ITA nos circuitos internacionais de fibra óptica teve um aumento de mais de 50% e, segundo o CEO da empresa, Rolf Mendelsohn, a organização continua a trabalhar na expansão e optimização da sua rede, sobretudo para as cidades de Malanje, Kuíto e Namibe, o que deverá ser concluído no próximo ano.

Por sua vez, Rui Jordão, Director Geral da ITA, mostra-se optimista relativamente a 2018 e refere que "a aposta vai continuar a ser na infra-estrutura, no apoio ao cliente, em serviços customizados e na responsabilidade social, com novos projectos, cada vez mais direccionados para a educação e para os jovens".

A Internet Technologies Angola, fundada em 2005, conta hoje com cerca de 140 trabalhadores, dispõe de equipas técnicas especializadas na implementação de redes de internet e sistemas de telecomunicações. 

 

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form