Actualidade
Serviços

Inicia hoje o segundo ciclo de divulgação do funcionamento efectivo do SNDAC

Inicia hoje o segundo ciclo de divulgação do funcionamento efectivo do SNDAC
Foto por:
vídeo por:
DR

O Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, através do Serviço Nacional dos Direitos de Autor e Conexos (SENADIAC), realiza, a partir de hoje, 15, até ao dia 19 deste mês, o segundo ciclo de divulgação do funcionamento efectivo do Sistema Nacional dos Direitos de Autor e Conexos (SNDAC), desta feita, nas províncias do Cuanza-Norte (Ndalatando), Malanje (Malanje), Uíge (Uíge), Zaire (Mbanza Congo) e Bengo (Caxito).

O evento, para além de quadros de instituições públicas locais, vai juntar artistas, compositores, arquitectos, escritores, cineastas, novelistas, produtores de eventos, responsáveis de editoras, estilistas, pesquisadores e, entre outros, académicos, como forma de massificar o conhecimento e aperfeiçoar os mecanismos para a protecção e o usufruto dos respectivos direitos económicos sobre a propriedade intelectual.

Com a realização do fórum provincial sobre a protecção da propriedade intelectual por via do sistema dos direitos de autor e conexos, pretende-se não só dar a conhecer aos participantes os meios de protecção dos direitos autorais e de garantias para o usufruto dos respectivos direitos económicos, mas também as principais instituições intervenientes e respectivos papéis, assim como os mecanismos de articulação.

De acordo com a nota da organização, a ideia é ainda colher dos participantes subsídios para o aperfeiçoamento do funcionamento efectivo do SNDAC, além de despertar os empreendedores para as oportunidades de negócios que esse funcionamento pode proporcionar.

6galeria

Redacção

O Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, através do Serviço Nacional dos Direitos de Autor e Conexos (SENADIAC), realiza, a partir de hoje, 15, até ao dia 19 deste mês, o segundo ciclo de divulgação do funcionamento efectivo do Sistema Nacional dos Direitos de Autor e Conexos (SNDAC), desta feita, nas províncias do Cuanza-Norte (Ndalatando), Malanje (Malanje), Uíge (Uíge), Zaire (Mbanza Congo) e Bengo (Caxito).

O evento, para além de quadros de instituições públicas locais, vai juntar artistas, compositores, arquitectos, escritores, cineastas, novelistas, produtores de eventos, responsáveis de editoras, estilistas, pesquisadores e, entre outros, académicos, como forma de massificar o conhecimento e aperfeiçoar os mecanismos para a protecção e o usufruto dos respectivos direitos económicos sobre a propriedade intelectual.

Com a realização do fórum provincial sobre a protecção da propriedade intelectual por via do sistema dos direitos de autor e conexos, pretende-se não só dar a conhecer aos participantes os meios de protecção dos direitos autorais e de garantias para o usufruto dos respectivos direitos económicos, mas também as principais instituições intervenientes e respectivos papéis, assim como os mecanismos de articulação.

De acordo com a nota da organização, a ideia é ainda colher dos participantes subsídios para o aperfeiçoamento do funcionamento efectivo do SNDAC, além de despertar os empreendedores para as oportunidades de negócios que esse funcionamento pode proporcionar.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form