Sociedade
Educação

Huíla: ISCED vai ter museu natural graças à cooperação com Portugal

Huíla: ISCED vai ter museu natural graças à cooperação com Portugal
Foto por:
vídeo por:
DR

O Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) da Huíla está a transformar o Centro de Estudos de Biodiversidade e Educação Ambiental (CIBEA) num museu de história natural, dado ao acervo de mais de 50 mil espécies de que dispõe, objectivo que se concretiza fruto da cooperação estabelecida há quatro anos com a Universidade do Porto (Portugual).

Segundo a coordenadora do CIBEA, Fernanda Laje, o Caminho de Ferro de Moçâmedes cedeu a sua antiga estação para onde deve ser transferido o acervo disponível, estando actualmente a fazer-se a divulgação do projecto para que os financiadores ajudem a concretizar a intenção.

A colecção de pássaros existente no CIBEA é a terceira maior de África, depois de dois localizados na África do Sul, com 45 mil espécimes e 670 espécies diferentes.

O Centro de Estudos de Biodiversidade e Educação Ambiental conta com um herbário de 16 mil plantas registadas e outras por registar.

Por seu turno, o director geral do ISCED, José Luís Alexandre, informou, citado pela Angop, que necessita do apoio da Universidade do Porto, no domínio na formação de especialistas nas áreas de biodiversidade, estatística, catalogação, classificação, nomenclatura vegetal e animal para a instituição.

Tem acordos assinados com as universidades de Aveiro, Évora e a do Porto, noutros domínios, havendo necessidade do contributo dessas instituições na formação de especialistas, mas localmente.

6galeria

Redacção

O Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) da Huíla está a transformar o Centro de Estudos de Biodiversidade e Educação Ambiental (CIBEA) num museu de história natural, dado ao acervo de mais de 50 mil espécies de que dispõe, objectivo que se concretiza fruto da cooperação estabelecida há quatro anos com a Universidade do Porto (Portugual).

Segundo a coordenadora do CIBEA, Fernanda Laje, o Caminho de Ferro de Moçâmedes cedeu a sua antiga estação para onde deve ser transferido o acervo disponível, estando actualmente a fazer-se a divulgação do projecto para que os financiadores ajudem a concretizar a intenção.

A colecção de pássaros existente no CIBEA é a terceira maior de África, depois de dois localizados na África do Sul, com 45 mil espécimes e 670 espécies diferentes.

O Centro de Estudos de Biodiversidade e Educação Ambiental conta com um herbário de 16 mil plantas registadas e outras por registar.

Por seu turno, o director geral do ISCED, José Luís Alexandre, informou, citado pela Angop, que necessita do apoio da Universidade do Porto, no domínio na formação de especialistas nas áreas de biodiversidade, estatística, catalogação, classificação, nomenclatura vegetal e animal para a instituição.

Tem acordos assinados com as universidades de Aveiro, Évora e a do Porto, noutros domínios, havendo necessidade do contributo dessas instituições na formação de especialistas, mas localmente.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form