Arte e Cultura
Entrudo

Huíla: Grupos carnavalescos desistem do desfile devido a dificuldades financeiras

Huíla: Grupos carnavalescos desistem do desfile devido a dificuldades financeiras
Foto por:
vídeo por:
DR

Dez dos 72 grupos carnavalescos inscritos desistiram do Carnaval 2019, na província da Huíla, cujos desfiles acontecem dia 5 nos 14 municípios, devido a dificuldades financeiras.

A falta de apoios e de material levaram os grupos da classe de adultos a desistirem do desfile, sendo também que há 4 anos que, por dificuldades orçamentais, não acontece na localidade o desfile competitivo provincial.

Segundo Bernardino Hafeni, chefe do Departamento Provincial da Cultura, Artes e Património Histórico do Sector da Cultura, Turismo e juventude e desportos na Huíla, dos grupos inscritos, 18 são da cidade do Lubango. Para a presente edição, estão igualmente inscritos 20 blocos de animação, mais quatro que na edição anterior.

O responsável informou que cinco dias antes do desfile será feito o assalto às ruas das cidades e vilas, onde os grupos apresentarão as suas danças típicas tradicionais, como forma de valorizar os traços culturais e etnolinguísticos do país.

A Comissão Provincial do Carnaval (CPC) recepcionou “apenas” 3 milhões de Kwanzas, mais 500 mil em relação ao igual período de 2018. Entretanto, Bernardino Hafeni adiantou igualmente que o valor em causa não cobre as necessidades dos grupos inscritos em relação ao pagamento dos prémios para os três primeiros classificados de cada classe, citado pelo jornal O País.

Para cobrir as necessidades, a organização necessita de, pelo menos, 15 milhões de Kwanzas. Recorde-se que o grupo carnavalesco Ouro Negro da Tundavala venceu, em 2018, pela quinta vez consecutiva, o carnaval municipal do Lubango, que faz a vez do provincial há quatro anos. Já na classe de infantis arrebatou o prémio o grupo carnavalesco Muilas da escola 1º de Dezembro, com 282 pontos.

6galeria

Redacção

Dez dos 72 grupos carnavalescos inscritos desistiram do Carnaval 2019, na província da Huíla, cujos desfiles acontecem dia 5 nos 14 municípios, devido a dificuldades financeiras.

A falta de apoios e de material levaram os grupos da classe de adultos a desistirem do desfile, sendo também que há 4 anos que, por dificuldades orçamentais, não acontece na localidade o desfile competitivo provincial.

Segundo Bernardino Hafeni, chefe do Departamento Provincial da Cultura, Artes e Património Histórico do Sector da Cultura, Turismo e juventude e desportos na Huíla, dos grupos inscritos, 18 são da cidade do Lubango. Para a presente edição, estão igualmente inscritos 20 blocos de animação, mais quatro que na edição anterior.

O responsável informou que cinco dias antes do desfile será feito o assalto às ruas das cidades e vilas, onde os grupos apresentarão as suas danças típicas tradicionais, como forma de valorizar os traços culturais e etnolinguísticos do país.

A Comissão Provincial do Carnaval (CPC) recepcionou “apenas” 3 milhões de Kwanzas, mais 500 mil em relação ao igual período de 2018. Entretanto, Bernardino Hafeni adiantou igualmente que o valor em causa não cobre as necessidades dos grupos inscritos em relação ao pagamento dos prémios para os três primeiros classificados de cada classe, citado pelo jornal O País.

Para cobrir as necessidades, a organização necessita de, pelo menos, 15 milhões de Kwanzas. Recorde-se que o grupo carnavalesco Ouro Negro da Tundavala venceu, em 2018, pela quinta vez consecutiva, o carnaval municipal do Lubango, que faz a vez do provincial há quatro anos. Já na classe de infantis arrebatou o prémio o grupo carnavalesco Muilas da escola 1º de Dezembro, com 282 pontos.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form