Ciência & Tecnologia
Telecomunicações

Huawei aguarda pelo Plano Nacional de Banda Larga

Huawei aguarda pelo Plano Nacional de Banda Larga
Foto por:
vídeo por:
DR

A tecnológica Huawei aponta a implementação de um Plano Nacional de Banda Larga, no futuro, como crucial para a aceleração da expansão das redes de Internet no país.

De acordo com a visão dos gestores da multinacional chinesa, a inexistência de partilha de infra-estruturas, até ao momento, aumenta consideravelmente os custos de implementação das redes 4G e 5 G. Ainda assim, investe em Angola na construção de um parque tecnológico a inaugurar em 2021, um investimento de mais de 60 milhões de dólares.

Na última sexta-feira, a Huawei organizou a tradicional “Huawei Galileo Exhibition Hall”, porém face à pandemia da Covid-19, este ano, a companhia recebeu o primeiro grupo de jornalistas-visitantes da África Subsaariana, num “tour online”.

Durante o evento, os jornalistas africanos foram informados de como a tecnológica chinesa preparou a entrada da rede 5G e sobre as vantagens que ela traz às mais variadas áreas.

A tecnológica chinesa é de opinião que, atendendo à era de plena digitalização e inovação, as soluções da Huawei respondem às necessidades económicas e de desenvolvimento dos países africanos, por isso mesmo que a China busca o reforço da cooperação com os governos e empresas.

A “Huawei Galileo Exhibition Hall” fundamenta-se na ideia segundo a qual o astrónomo italiano Galileo Galilei, do início do século XVII, não inventou o telescópio, mas com seu profundo conhecimento em matemática, física e engenharia, foi capaz de criar um telescópio com uma ampliação de 30 vezes. Visto por meio dessa invenção, as fronteiras do conhecimento foram empurradas, percepções antigas foram alteradas e o universo tornou-se mais próximo.

Na mesma linha, a Huawei não inventou a tecnologia móvel, mas depois de fazer investimentos muito significativos em pessoas e recursos na última década, emergiu como líder da indústria no mundo 5G. Inspirada pelas conquistas pioneiras de Galileo na ciência e tecnologia, a Huawei nomeou a nova área de exibição 5G de Huawei Galileo Hall, que está a ser usada para mostrar três características principais do que constitui uma rede 5G: grande largura de banda, baixa latência e conexões massivas.

Os visitantes não são alimentados apenas com especificações técnicas do que é um “5G”, taxa de dados de pico de 20 Gbit/s, latência ponta a ponta de um milissegundo, eficiência energética de rede 100 vezes maior e um milhão de conexões por quilómetro. A partir das exposições, têm uma apreciação do que está além.

Fonte: Notícia original publicada no Jornal de Angola: 19 de Outubro, 2020.

6galeria

A tecnológica Huawei aponta a implementação de um Plano Nacional de Banda Larga, no futuro, como crucial para a aceleração da expansão das redes de Internet no país.

De acordo com a visão dos gestores da multinacional chinesa, a inexistência de partilha de infra-estruturas, até ao momento, aumenta consideravelmente os custos de implementação das redes 4G e 5 G. Ainda assim, investe em Angola na construção de um parque tecnológico a inaugurar em 2021, um investimento de mais de 60 milhões de dólares.

Na última sexta-feira, a Huawei organizou a tradicional “Huawei Galileo Exhibition Hall”, porém face à pandemia da Covid-19, este ano, a companhia recebeu o primeiro grupo de jornalistas-visitantes da África Subsaariana, num “tour online”.

Durante o evento, os jornalistas africanos foram informados de como a tecnológica chinesa preparou a entrada da rede 5G e sobre as vantagens que ela traz às mais variadas áreas.

A tecnológica chinesa é de opinião que, atendendo à era de plena digitalização e inovação, as soluções da Huawei respondem às necessidades económicas e de desenvolvimento dos países africanos, por isso mesmo que a China busca o reforço da cooperação com os governos e empresas.

A “Huawei Galileo Exhibition Hall” fundamenta-se na ideia segundo a qual o astrónomo italiano Galileo Galilei, do início do século XVII, não inventou o telescópio, mas com seu profundo conhecimento em matemática, física e engenharia, foi capaz de criar um telescópio com uma ampliação de 30 vezes. Visto por meio dessa invenção, as fronteiras do conhecimento foram empurradas, percepções antigas foram alteradas e o universo tornou-se mais próximo.

Na mesma linha, a Huawei não inventou a tecnologia móvel, mas depois de fazer investimentos muito significativos em pessoas e recursos na última década, emergiu como líder da indústria no mundo 5G. Inspirada pelas conquistas pioneiras de Galileo na ciência e tecnologia, a Huawei nomeou a nova área de exibição 5G de Huawei Galileo Hall, que está a ser usada para mostrar três características principais do que constitui uma rede 5G: grande largura de banda, baixa latência e conexões massivas.

Os visitantes não são alimentados apenas com especificações técnicas do que é um “5G”, taxa de dados de pico de 20 Gbit/s, latência ponta a ponta de um milissegundo, eficiência energética de rede 100 vezes maior e um milhão de conexões por quilómetro. A partir das exposições, têm uma apreciação do que está além.

Fonte: Notícia original publicada no Jornal de Angola: 19 de Outubro, 2020.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form