Ciência & Tecnologia
Competição

“Hackathon de Ideias” pretende empoderar juventude angolana para o empreendedorismo

“Hackathon de Ideias” pretende empoderar juventude angolana para o empreendedorismo
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

Angola vai acolher neste mês o “Hackathon de Ideias”, um evento que chega ao país para empoderar os jovens sobre os desafios que visam desenvolver negócios sustentáveis, incorporar tecnologias e soluções financeiras e activar a educação;  projectos que vão valorizar Angola para colocar a comunidade e as pessoas no centro.

A decorrer em formato virtual, nos dias 24 e 25, o evento visa financiar e acompanhar projectos de intervenção com impacto social desenvolvidos por jovens angolanos, sendo uma iniciativa idealizada pela Policy Experimentation & Evaluation Platform (PEEP), que tem o patrocínio da multinacional Deloitte e conta com apoio da Rede de Mediatecas de Angola, da Embaixada dos Estados Unidos da América, do Instituto Nacional de Petróleos, da Miranda Aliance e da agência Young Network Angola, entre outros.

De acordo com o professor Dana Redford, da Universidade de Califórnia, Berkeley (EUA), Presidente e fundador da PEEP, citado na nota que recebemos, “o conceito do Hackathon tem origem nos desafios inicialmente organizados em 1999 nos EUA, e tinha como objectivo desenvolver software para programas de código aberto, inclusive para a Sun Microsystems, dentro de um tempo muito limitado”.

Assim, um Hackathon é uma forma cada vez mais popular de encontrar novas soluções para problemas, e ao mesmo tempo mostra o que há de melhor no trabalho em equipa. Os jovens reúnem-se para construir, lançar e vencer com as suas ideias originais e o objectivo é que criem e desenvolvam uma oportunidade de usar suas habilidades para 'hackear' - ou realizar ideias inovadoras.

No Hackathon de Ideias Angola 2022, os jovens terão a oportunidade de trabalhar em equipa para construir, lançar e vencer desafios com as suas ideias originais, utilizando as suas habilidades, de forma a tornar as suas soluções vencedoras dos prémios destinados aos melhores.

Além do prémio que totaliza 1.250.000,00 KZ, as equipas vão usufruir de acompanhamento técnico especializado, avança o comunicado.  

Segundo o professor Afonso Zinga, da Universidade Agostinho Neto, que lidera o Conselho Consultivo da PEEP em Angola, haverá um grupo de mentores que irão apoiar os jovens durante os dois dias do Hackathon. “Antes haverá uma formação pré-evento, em áreas temáticas como melhoria de processos, marketing, branding, teamwork ou apenas aprender sobre o processo de idealização e conceitos de empreendedorismo”, concluiu.

Sobre o evento, estão disponíveis mais informações em www.hackathonideias.com.

Destaque

No items found.

6galeria

Redacção

Angola vai acolher neste mês o “Hackathon de Ideias”, um evento que chega ao país para empoderar os jovens sobre os desafios que visam desenvolver negócios sustentáveis, incorporar tecnologias e soluções financeiras e activar a educação;  projectos que vão valorizar Angola para colocar a comunidade e as pessoas no centro.

A decorrer em formato virtual, nos dias 24 e 25, o evento visa financiar e acompanhar projectos de intervenção com impacto social desenvolvidos por jovens angolanos, sendo uma iniciativa idealizada pela Policy Experimentation & Evaluation Platform (PEEP), que tem o patrocínio da multinacional Deloitte e conta com apoio da Rede de Mediatecas de Angola, da Embaixada dos Estados Unidos da América, do Instituto Nacional de Petróleos, da Miranda Aliance e da agência Young Network Angola, entre outros.

De acordo com o professor Dana Redford, da Universidade de Califórnia, Berkeley (EUA), Presidente e fundador da PEEP, citado na nota que recebemos, “o conceito do Hackathon tem origem nos desafios inicialmente organizados em 1999 nos EUA, e tinha como objectivo desenvolver software para programas de código aberto, inclusive para a Sun Microsystems, dentro de um tempo muito limitado”.

Assim, um Hackathon é uma forma cada vez mais popular de encontrar novas soluções para problemas, e ao mesmo tempo mostra o que há de melhor no trabalho em equipa. Os jovens reúnem-se para construir, lançar e vencer com as suas ideias originais e o objectivo é que criem e desenvolvam uma oportunidade de usar suas habilidades para 'hackear' - ou realizar ideias inovadoras.

No Hackathon de Ideias Angola 2022, os jovens terão a oportunidade de trabalhar em equipa para construir, lançar e vencer desafios com as suas ideias originais, utilizando as suas habilidades, de forma a tornar as suas soluções vencedoras dos prémios destinados aos melhores.

Além do prémio que totaliza 1.250.000,00 KZ, as equipas vão usufruir de acompanhamento técnico especializado, avança o comunicado.  

Segundo o professor Afonso Zinga, da Universidade Agostinho Neto, que lidera o Conselho Consultivo da PEEP em Angola, haverá um grupo de mentores que irão apoiar os jovens durante os dois dias do Hackathon. “Antes haverá uma formação pré-evento, em áreas temáticas como melhoria de processos, marketing, branding, teamwork ou apenas aprender sobre o processo de idealização e conceitos de empreendedorismo”, concluiu.

Sobre o evento, estão disponíveis mais informações em www.hackathonideias.com.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form