Sociedade
Infra-Estruturas

Governo demole duas escolas na Lunda Sul por má qualidade das obras

Governo demole duas escolas na Lunda Sul por má qualidade das obras
Foto por:
vídeo por:
DR

O Governo da província da Lunda Sul demoliu, neste mês, duas escolas de sete salas de aulas cada, localizadas nos municípios de Dala e Muconda, por má qualidade das obras.

As infra-estruturas, cujo grau de execução física era bastante elevado, fazem parte do Programa Integrado de Intervenção dos Municípios (PIIM), e essa demolição visa desencorajar os empreiteiros que enveredam pela execução de obras sem o padrão exigido em termos de qualidade, de acordo com o director do Gabinete Provincial das Infra-estruturas e Serviços Técnicos, Cláudio Pemessa, que falou à Angop.

A edificação da infra-estrutura de Dala está avaliada em 84 milhões de kwanzas, enquanto a de Muconda custa 92 milhões de kwanzas.

Em relação aos custos, tendo em conta que o nível de execução física das obras, Cláudio Pemessa afirmou ser da inteira responsabilidade dos empreiteiros, uma vez que a qualidade faz parte das cláusulas dos contratos assinados.  

“Temos aconselhado os empreiteiros a primarem pela qualidade. Caso não cumpram os critérios estabelecidos, muitos verão as obras demolidas”, alertou.  

Na Lunda Sul, 40 projectos dos sectores da Educação, Saúde, Saneamento básico, Energia e Águas, Obras Públicas e Segurança estão inscritos no PIIM.

Para o efeito, foram disponibilizados onze mil milhões, 571 milhões, 530 mil e 423 kwanzas, para a execução e apetrecho dos emprendimentos.

Lançado a 27 de Junho de 2019, o PIIM é um programa de iniciativa do Presidente da República, avaliado em dois mil milhões de dólares, com dotações para os 164 municípios do país.

6galeria

Redacção

O Governo da província da Lunda Sul demoliu, neste mês, duas escolas de sete salas de aulas cada, localizadas nos municípios de Dala e Muconda, por má qualidade das obras.

As infra-estruturas, cujo grau de execução física era bastante elevado, fazem parte do Programa Integrado de Intervenção dos Municípios (PIIM), e essa demolição visa desencorajar os empreiteiros que enveredam pela execução de obras sem o padrão exigido em termos de qualidade, de acordo com o director do Gabinete Provincial das Infra-estruturas e Serviços Técnicos, Cláudio Pemessa, que falou à Angop.

A edificação da infra-estrutura de Dala está avaliada em 84 milhões de kwanzas, enquanto a de Muconda custa 92 milhões de kwanzas.

Em relação aos custos, tendo em conta que o nível de execução física das obras, Cláudio Pemessa afirmou ser da inteira responsabilidade dos empreiteiros, uma vez que a qualidade faz parte das cláusulas dos contratos assinados.  

“Temos aconselhado os empreiteiros a primarem pela qualidade. Caso não cumpram os critérios estabelecidos, muitos verão as obras demolidas”, alertou.  

Na Lunda Sul, 40 projectos dos sectores da Educação, Saúde, Saneamento básico, Energia e Águas, Obras Públicas e Segurança estão inscritos no PIIM.

Para o efeito, foram disponibilizados onze mil milhões, 571 milhões, 530 mil e 423 kwanzas, para a execução e apetrecho dos emprendimentos.

Lançado a 27 de Junho de 2019, o PIIM é um programa de iniciativa do Presidente da República, avaliado em dois mil milhões de dólares, com dotações para os 164 municípios do país.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form