Actualidade
Debate

Fórum vai debater sobre a transformação digital na banca e comércio electrónico em Angola

Fórum vai debater sobre a transformação digital na banca e comércio electrónico em Angola
Foto por:
vídeo por:
DR

A Revista Economia & Mercado vai realizar amanhã, dia 27, no Hotel Trópico, a partir das 8h30, um fórum subordinado ao tema “A Transformação Digital na Banca e o E-Commerce (comércio electrónico).

O evento tem como objectivo discutir questões de como Angola se deve preparar a curto e médio prazo para a Banca Digital e o E-Commerce no que concerne à regulamentação e tributação nesta área ainda insipiente para o mercado angolano, mas que a breve trecho deverá ter um peso significativo na balança comercial.

“Com a crise económica que assola o país, a tendência do consumidor é pesquisar mais antes de fazer as suas compras e a Internet facilita a pesquisa e a comparação de preços antes da decisão final. Com isto, tem havido mais migração da compra física para compra online. A pensar nesta mudança de comportamento, a banca angolana tem lançado para o mercado novos meios de pagamento electrónico, como o E- Kwanza BAI, E-Kwanza, Kwanza-Online, entre outros, de modo a  garantir uma maior mobilidade nos pagamentos, criando deste modo mais opções para as transacções monetárias e facilitando o acesso a informações sobre produtos e serviços independente da localização geográfica”, lê-se no comunicado enviado ao ONgoma News.

O fórum acontece a propósito da chegada ao mercado de novas formas de pagamento e com o e-commerce a “dominar” o sector, onde Angola não pode ficar para trás. Países como a China, os Estados Unidos da América, o Brasil e tantos outros, caminham a passos largos nesse sentido, “por isso é hora de os consumidores e empresários angolanos começarem a adoptar novos hábitos no que tange às compras online”.

O e-commerce, cita o documento, ao tornar-se uma prática comum entre nós, deverá trazer inúmeros benefícios, melhores decisões e possibilitará a introdução de inovações na gestão dos recursos, o que eliminará atrasos e reduzirá os custos operacionais.

Entretanto, há um benefício muito mais importante que a maior parte de nós ainda não descortinou, o emprego. Diz ainda a nota que, com a criação de plataformas para o e-commerce, estaremos a gerar novos postos de trabalho, porque quanto maior for a demanda, mais estas empresas terão a necessidade de empregar novos colaboradores.

A adaptação ao comércio electrónico além de ser importante do ponto de vista de globalização, também o é do ponto de vista económico e social para o país, refere.

No entanto, o encontro contará com a presença de representantes da banca privada, representantes ministeriais, empresários, académicos e jovens empreendedores, e terá como integrantes dos painéis de debate, entre outros especialistas, o Presidente do Conselho Executivo da Empresa Interbancária de Serviços (EMIS), o Director do Departamento de Sistemas de Pagamento do Banco Nacional de Angola, Edgar Bruno, o Director Geral da ITA, Pinto Leite, e a Chefe de Divisão do Multicaixa Express (EMIS) Mejidy Silva.

6galeria

Redacção

A Revista Economia & Mercado vai realizar amanhã, dia 27, no Hotel Trópico, a partir das 8h30, um fórum subordinado ao tema “A Transformação Digital na Banca e o E-Commerce (comércio electrónico).

O evento tem como objectivo discutir questões de como Angola se deve preparar a curto e médio prazo para a Banca Digital e o E-Commerce no que concerne à regulamentação e tributação nesta área ainda insipiente para o mercado angolano, mas que a breve trecho deverá ter um peso significativo na balança comercial.

“Com a crise económica que assola o país, a tendência do consumidor é pesquisar mais antes de fazer as suas compras e a Internet facilita a pesquisa e a comparação de preços antes da decisão final. Com isto, tem havido mais migração da compra física para compra online. A pensar nesta mudança de comportamento, a banca angolana tem lançado para o mercado novos meios de pagamento electrónico, como o E- Kwanza BAI, E-Kwanza, Kwanza-Online, entre outros, de modo a  garantir uma maior mobilidade nos pagamentos, criando deste modo mais opções para as transacções monetárias e facilitando o acesso a informações sobre produtos e serviços independente da localização geográfica”, lê-se no comunicado enviado ao ONgoma News.

O fórum acontece a propósito da chegada ao mercado de novas formas de pagamento e com o e-commerce a “dominar” o sector, onde Angola não pode ficar para trás. Países como a China, os Estados Unidos da América, o Brasil e tantos outros, caminham a passos largos nesse sentido, “por isso é hora de os consumidores e empresários angolanos começarem a adoptar novos hábitos no que tange às compras online”.

O e-commerce, cita o documento, ao tornar-se uma prática comum entre nós, deverá trazer inúmeros benefícios, melhores decisões e possibilitará a introdução de inovações na gestão dos recursos, o que eliminará atrasos e reduzirá os custos operacionais.

Entretanto, há um benefício muito mais importante que a maior parte de nós ainda não descortinou, o emprego. Diz ainda a nota que, com a criação de plataformas para o e-commerce, estaremos a gerar novos postos de trabalho, porque quanto maior for a demanda, mais estas empresas terão a necessidade de empregar novos colaboradores.

A adaptação ao comércio electrónico além de ser importante do ponto de vista de globalização, também o é do ponto de vista económico e social para o país, refere.

No entanto, o encontro contará com a presença de representantes da banca privada, representantes ministeriais, empresários, académicos e jovens empreendedores, e terá como integrantes dos painéis de debate, entre outros especialistas, o Presidente do Conselho Executivo da Empresa Interbancária de Serviços (EMIS), o Director do Departamento de Sistemas de Pagamento do Banco Nacional de Angola, Edgar Bruno, o Director Geral da ITA, Pinto Leite, e a Chefe de Divisão do Multicaixa Express (EMIS) Mejidy Silva.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form