Ideias e Negócios
Exposição

Foodcare representa Angola na feira internacional de alimentação em Nova Iorque

Foodcare representa Angola na feira internacional de alimentação em Nova Iorque
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

A Foodcare, Lda, empresa angolana de processamento alimentar, representou o país com a sua diversidade de produtos produzidos localmente na Summer Fancy Food Show, em Nova Yorque, uma feira internacional de alimentação que acontece há 66 anos nos EUA, cuja edição mais recente decorreu entre os dias 12 e 14 deste mês.

Marlene José, CEO da Food Care

Durante o evento, a marca esteve localizada no pavilhão de África, junto com 39 empresas da África Subsariana, cofinanciadas pela USAID TRADEHub, esta organização que, com sede em Pretoria, visa fomentar as exportações dos países da região da África Subsariana para África do Sul e os EUA, segundo a nota que recebemos.

A Foodcare, que está devidamente certificada e habilitada para exportar, pretende usar a AGOA (African Growth and Opportunity Act), inglês para "Lei de Oportunidade e Crescimento Económico em Africa", para fomentar suas exportações para os EUA, visto que os importadores deste país não pagam taxas de importação usando este instrumento.

A Foodcare contou também com a visita da Cônsul de Angola em Nova Yorque, Augusta Bessa, que esteve muito satisfeita com esta conquista nacional, refere-se no documento.

6galeria

Redacção

A Foodcare, Lda, empresa angolana de processamento alimentar, representou o país com a sua diversidade de produtos produzidos localmente na Summer Fancy Food Show, em Nova Yorque, uma feira internacional de alimentação que acontece há 66 anos nos EUA, cuja edição mais recente decorreu entre os dias 12 e 14 deste mês.

Marlene José, CEO da Food Care

Durante o evento, a marca esteve localizada no pavilhão de África, junto com 39 empresas da África Subsariana, cofinanciadas pela USAID TRADEHub, esta organização que, com sede em Pretoria, visa fomentar as exportações dos países da região da África Subsariana para África do Sul e os EUA, segundo a nota que recebemos.

A Foodcare, que está devidamente certificada e habilitada para exportar, pretende usar a AGOA (African Growth and Opportunity Act), inglês para "Lei de Oportunidade e Crescimento Económico em Africa", para fomentar suas exportações para os EUA, visto que os importadores deste país não pagam taxas de importação usando este instrumento.

A Foodcare contou também com a visita da Cônsul de Angola em Nova Yorque, Augusta Bessa, que esteve muito satisfeita com esta conquista nacional, refere-se no documento.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form