Arte e Cultura
Exposição

Fineza Teta apresenta obras no HCTA

Fineza Teta apresenta obras no HCTA
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

No âmbito da Seven Arts, uma iniciativa da agência de comunicação Seven360º que tem como objectivo documentar, coleccionar e incentivar a arte contemporânea angolana, a artista plástica angolana Fineza Teta vai apresentar ao público as suas mais recentes obras, parte da “Colecção Gerações”, no dia 01 de Outubro próximo, no Hotel de Convenções de Talatona (HCTA), pelas 18h30.

Com entrada gratuita, a exposição individual da também conhecida por Fisty, que estará patente até o dia 31 do mesmo mês, conta com diversas obras de acrílico e óleo sobre tela. São retratos com cores fortes, traços singulares e identidade africana que expressam a marca ímpar da artista, como refere o comunicado enviado ao ONgoma News.

Detentora de diversos prémios no âmbito nacional e internacional, Fineza destacou-se ao receber o Grande Prémio de Pintura Ensa-Arte 2014, tendo sido a primeira mulher, nos mais de vinte anos de existência do concurso. Além disso, a artista já recebeu menção honrosa em diferentes exposições: Fundação Irida, em 2004, na Rússia, pela exposição“Primavera” e Ensa-Arte, em 1998, pela obra intitulada “O Casamento”. Participou ainda em diversas exposições de prestígio como a Expo Saragoça 2007, Expo Shanghai 2010, Expo Coreia 2012, Expo Milão 2015, entre outras.

Para Ciro Neves, CEO da agência de comunicação Seven360º e fundador da Seven Arts, “a mesma cria o intercâmbio entre a arte contemporânea angolana e do mundo, fundindo a expressão artística de diferentes culturas, panoramas e contextos históricos”.

A valorização e a aposta na artecontemporânea angolana, de forma generalizada na manifestação africana, são as características fundamentais do projecto.

Intitulada “Colecção Gerações”, a colectânea conta com obras de diferentes artistas que marcam o cenário político,social e cultural do país, desde os Mestres Kapela, Gonga, Van, António Ole, passando por Fisty, Francisco Vidal, Guilherme Mampuya, Januário Jano, Paulo Kussy, Ricardo Kapuka, até os expoentes da nova geração, tais como Cristiano Mangovo, Mumpasi Meso, Uófole e Alcides Malayka.

Assim, a “Colecção Gerações” traça um paralelo entre os artistas que expressam diferentes contextos espaciais e temporais de Angola, de acordo com a sua geração, porém havendo algo que é comum a todos: a expressão artística na sua forma mais autêntica e fiel às origens.

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

No âmbito da Seven Arts, uma iniciativa da agência de comunicação Seven360º que tem como objectivo documentar, coleccionar e incentivar a arte contemporânea angolana, a artista plástica angolana Fineza Teta vai apresentar ao público as suas mais recentes obras, parte da “Colecção Gerações”, no dia 01 de Outubro próximo, no Hotel de Convenções de Talatona (HCTA), pelas 18h30.

Com entrada gratuita, a exposição individual da também conhecida por Fisty, que estará patente até o dia 31 do mesmo mês, conta com diversas obras de acrílico e óleo sobre tela. São retratos com cores fortes, traços singulares e identidade africana que expressam a marca ímpar da artista, como refere o comunicado enviado ao ONgoma News.

Detentora de diversos prémios no âmbito nacional e internacional, Fineza destacou-se ao receber o Grande Prémio de Pintura Ensa-Arte 2014, tendo sido a primeira mulher, nos mais de vinte anos de existência do concurso. Além disso, a artista já recebeu menção honrosa em diferentes exposições: Fundação Irida, em 2004, na Rússia, pela exposição“Primavera” e Ensa-Arte, em 1998, pela obra intitulada “O Casamento”. Participou ainda em diversas exposições de prestígio como a Expo Saragoça 2007, Expo Shanghai 2010, Expo Coreia 2012, Expo Milão 2015, entre outras.

Para Ciro Neves, CEO da agência de comunicação Seven360º e fundador da Seven Arts, “a mesma cria o intercâmbio entre a arte contemporânea angolana e do mundo, fundindo a expressão artística de diferentes culturas, panoramas e contextos históricos”.

A valorização e a aposta na artecontemporânea angolana, de forma generalizada na manifestação africana, são as características fundamentais do projecto.

Intitulada “Colecção Gerações”, a colectânea conta com obras de diferentes artistas que marcam o cenário político,social e cultural do país, desde os Mestres Kapela, Gonga, Van, António Ole, passando por Fisty, Francisco Vidal, Guilherme Mampuya, Januário Jano, Paulo Kussy, Ricardo Kapuka, até os expoentes da nova geração, tais como Cristiano Mangovo, Mumpasi Meso, Uófole e Alcides Malayka.

Assim, a “Colecção Gerações” traça um paralelo entre os artistas que expressam diferentes contextos espaciais e temporais de Angola, de acordo com a sua geração, porém havendo algo que é comum a todos: a expressão artística na sua forma mais autêntica e fiel às origens.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form