Ciência & Tecnologia
Concurso

Estudantes podem candidatar-se a 8ª edição dos Prémios Estrela DStv Eutelsat até Outubro

   Estudantes podem candidatar-se a 8ª edição dos Prémios Estrela DStv Eutelsat até Outubro
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

Arrancou oficialmente nesta terça-feira, 21 de Agosto, a 8ª edição do concurso Prémios Estrela DStv Eutelsat, um incentivo ao interesse dos jovens pela ciência e tecnologia, que contempla estudantes do ensino secundário, com idades compreendidas entre os 14 e os 19 anos.

De acordo com a nota de imprensa a que ONgoma News teve acesso, as candidaturas terminam no dia 12 de Outubro próximo, os vencedores globais serão anunciados numa cerimónia que terá lugar em Fevereiro de 2019.

Para as candidaturas, informa o documento, os estudantes com interesse pela ciência e tecnologia devem apresentar uma redacção criativa ou um cartaz sobre “as áreas nas quais acredita que o pleno potencial dos satélites ainda não foi alcançado ou optimizado”. A redação deve começar da seguinte forma: “Actualmente, os satélites são utilizados de variadíssimas formas, mas há sempre espaço para crescer e diversificar...”

A Direcção Nacional do Ensino Secundário e Técnico Profissional, parceira do concurso, que se congratula com a iniciativa da DStv realça que, “mais uma vez serão envidados esforços para que Angola volte a ter um candidato nos lugares cimeiros deste concurso Pan-Africano”, conforme afirmou Giza Custódio, representante desta instituição.

Segundo Gabriel Miguel, Director do Centro Nacional Tecnológico do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação que a configuração dos Prémios Estrela DStv Eutelsat “alinha com os principais desideratos plasmados a nível da estratégia nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. E o concurso traz consigo uma temática muito importante que é a tecnologia ligada a satélites”, frisou, durante a conferência de imprensa.

Para Estefânia Sousa, Directora de Comunicação da Multichoice Angola, “há uma percepção de que o desenvolvimento do mundo e da África, em particular, está muito elencado às novas tecnologias. Portanto quanto mais cedo os jovens forem estimulados a pensar em soluções tecnológicas para as suas realidades mais rapidamente se consegue recuperar os níveis de desenvolvimento.

“Os vencedores nacionais recebem prémios como descodificadores, subscrições anuais da DStv, computadores portáteis, telemóveis celulares e passam a competir para os prémios continentais globais.”

“O vencedor final na categoria de redacção tem o privilégio de visitar as instalações da Eutelsat em Paris e assistir ao lançamento de um satélite, sendo que vencedor na categoria de cartaz recebe igualmente uma viagem a Paris às instalações da Eutelsat e beneficia de uma visita guiada a uma fábrica de construção de satélites. Os segundos classificados receberam uma viagem à África do Sul como convidados da MultiChoice África. As escolas participantes dos primeiros classificados a nível nacional e continental também recebem um descodificador com direito a uma instalação e uma subscrição anual da DStv”, lê-se no documento.

Os Prémios Estrela DStv Eutelsat estão abertos a todos os estudantes do ensino secundário no continente onde a MultiChoice Africa mantém operações. Os formulários de candidatura podem ser obtidos em qualquer loja DStv  ou através do site www.dstvstarawards.com.  As candidaturas serão aceites apenas em Português e serão classificadas com base num critério de alto nível de precisão, criatividade, originalidade e inovação.

6galeria

Pedro Kididi

Jornalista

Arrancou oficialmente nesta terça-feira, 21 de Agosto, a 8ª edição do concurso Prémios Estrela DStv Eutelsat, um incentivo ao interesse dos jovens pela ciência e tecnologia, que contempla estudantes do ensino secundário, com idades compreendidas entre os 14 e os 19 anos.

De acordo com a nota de imprensa a que ONgoma News teve acesso, as candidaturas terminam no dia 12 de Outubro próximo, os vencedores globais serão anunciados numa cerimónia que terá lugar em Fevereiro de 2019.

Para as candidaturas, informa o documento, os estudantes com interesse pela ciência e tecnologia devem apresentar uma redacção criativa ou um cartaz sobre “as áreas nas quais acredita que o pleno potencial dos satélites ainda não foi alcançado ou optimizado”. A redação deve começar da seguinte forma: “Actualmente, os satélites são utilizados de variadíssimas formas, mas há sempre espaço para crescer e diversificar...”

A Direcção Nacional do Ensino Secundário e Técnico Profissional, parceira do concurso, que se congratula com a iniciativa da DStv realça que, “mais uma vez serão envidados esforços para que Angola volte a ter um candidato nos lugares cimeiros deste concurso Pan-Africano”, conforme afirmou Giza Custódio, representante desta instituição.

Segundo Gabriel Miguel, Director do Centro Nacional Tecnológico do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação que a configuração dos Prémios Estrela DStv Eutelsat “alinha com os principais desideratos plasmados a nível da estratégia nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. E o concurso traz consigo uma temática muito importante que é a tecnologia ligada a satélites”, frisou, durante a conferência de imprensa.

Para Estefânia Sousa, Directora de Comunicação da Multichoice Angola, “há uma percepção de que o desenvolvimento do mundo e da África, em particular, está muito elencado às novas tecnologias. Portanto quanto mais cedo os jovens forem estimulados a pensar em soluções tecnológicas para as suas realidades mais rapidamente se consegue recuperar os níveis de desenvolvimento.

“Os vencedores nacionais recebem prémios como descodificadores, subscrições anuais da DStv, computadores portáteis, telemóveis celulares e passam a competir para os prémios continentais globais.”

“O vencedor final na categoria de redacção tem o privilégio de visitar as instalações da Eutelsat em Paris e assistir ao lançamento de um satélite, sendo que vencedor na categoria de cartaz recebe igualmente uma viagem a Paris às instalações da Eutelsat e beneficia de uma visita guiada a uma fábrica de construção de satélites. Os segundos classificados receberam uma viagem à África do Sul como convidados da MultiChoice África. As escolas participantes dos primeiros classificados a nível nacional e continental também recebem um descodificador com direito a uma instalação e uma subscrição anual da DStv”, lê-se no documento.

Os Prémios Estrela DStv Eutelsat estão abertos a todos os estudantes do ensino secundário no continente onde a MultiChoice Africa mantém operações. Os formulários de candidatura podem ser obtidos em qualquer loja DStv  ou através do site www.dstvstarawards.com.  As candidaturas serão aceites apenas em Português e serão classificadas com base num critério de alto nível de precisão, criatividade, originalidade e inovação.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form