Sociedade
Preocupação

Estudantes na China: Encarregados de educação solicitam reforço do apoio financeiro

Estudantes na China: Encarregados de educação solicitam reforço do apoio financeiro
Foto por:
vídeo por:
DR

Os responsáveis pelos estudantes que se encontram na província de Hubei, China, manifestaram preocupação face à situação dos seus educandos, consubstanciada à falta de recursos financeiros para fazer face ao elevado custo de vida registado naquele país asiático, como consequência da pandemia, solicitando ao Governo o reforço do apoio financeiro até o término da crise.

Os pais e encarregados de educação deram a conhecer essa preocupação durante um reunião com membros da Comissão Multi-sectorial, onde avaliaram, nesta quinta-feira, a situação dos discentes angolanos naquela localidade.

De acordo com a nota de imprensa a que a Angop teve acesso,  a Comissão Multi-sectorial prestou informações sobre os passos dados, com vista a assegurar o bem-estar dos estudantes e outros cidadãos angolanos que, por razões diversas, se encontram em território chinês.

Esses passos, lê-se na nota,  incluem a actualização dos dados dos estudantes, por forma a garantir maior eficácia nos apoios.

Os encarregados de educação receberam também informações dos motivos que estiveram na base da não evacuação desses estudantes para o país, sobretudo, por razões objectivas de contenção, dada a necessidade de se evitar atitudes precipitadas que pudessem acarretar consequências imprevisíveis para o país.

A comissão reafirmou, entretanto, o engajamento do Governo em continuar a trabalhar com as representações diplomática e consular na China, e com as autoridades daquele país.

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

Os responsáveis pelos estudantes que se encontram na província de Hubei, China, manifestaram preocupação face à situação dos seus educandos, consubstanciada à falta de recursos financeiros para fazer face ao elevado custo de vida registado naquele país asiático, como consequência da pandemia, solicitando ao Governo o reforço do apoio financeiro até o término da crise.

Os pais e encarregados de educação deram a conhecer essa preocupação durante um reunião com membros da Comissão Multi-sectorial, onde avaliaram, nesta quinta-feira, a situação dos discentes angolanos naquela localidade.

De acordo com a nota de imprensa a que a Angop teve acesso,  a Comissão Multi-sectorial prestou informações sobre os passos dados, com vista a assegurar o bem-estar dos estudantes e outros cidadãos angolanos que, por razões diversas, se encontram em território chinês.

Esses passos, lê-se na nota,  incluem a actualização dos dados dos estudantes, por forma a garantir maior eficácia nos apoios.

Os encarregados de educação receberam também informações dos motivos que estiveram na base da não evacuação desses estudantes para o país, sobretudo, por razões objectivas de contenção, dada a necessidade de se evitar atitudes precipitadas que pudessem acarretar consequências imprevisíveis para o país.

A comissão reafirmou, entretanto, o engajamento do Governo em continuar a trabalhar com as representações diplomática e consular na China, e com as autoridades daquele país.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form