Sociedade
Educação

Estudantes do Magistério Primário transferidos por causa da degradação da escola

Estudantes do Magistério Primário transferidos por causa da degradação da escola
Foto por:
vídeo por:
DR

Foram nesta segunda-feira transferidos, provisoriamente, mil e cinco alunos da 10ª a 13ª classe, da escola Magistério “Lúcio Lara”, para o complexo escolar Augusto Chipenda (centro da cidade de Benguela), devido à degradação do referido estabelecimento escolar.

O acto foi presenciado pelo governador provincial, Rui Falcão, que orientou recentemente essa medida, aquando da sua visita ao Magistério, no âmbito da constatação das dificuldades do sector da Educação no município de Benguela, tendo exortado os alunos e professores a preservarem a nova escola, visando garantir um ensino de qualidade para todos.

Os alunos transferidos vão ocupar 14 salas de aulas, sendo duas para reforço educativo, das mais de 25 que o complexo possui. A escola “Augusto Chipenda” foi transformada num complexo escolar onde se encontram o I e II ciclos do ensino secundário, albergando agora também o magistério primário.

Entretanto, o director do gabinete provincial da Educação, Evaristo Calopa Mário, citado pela Angop, afirmou que a mudança deveu-se às várias fissuras que aquela instituição de ensino apresenta na sua infra-estrutura, o que coloca em risco a segurança dos utentes.

Face a isso, o responsável deu a conhecer que uma nova escola está a ser construída para albergar o Magistério na urbanização Benguela Sul, cujas obras encontram-se já a 85 porcento de execução, inscritas no Programa de Investimentos Públicos.

Sem avançar custos, referiu que a conclusão desta nova infra-estrutura (cujas obras estão de momento paralisadas) depende da disponibilização de verbas, uma vez que está sob tutela do Ministério da Educação.

“Há garantias do ministério da Educação para sua conclusão ainda este ano, de modo a que os estudantes possam voltar definitivamente à sua escola”, disse o director.

Os estudantes do Magistério Primário estudam desde 2017 nas instalações do Instituto Médio de Educação Física (que apresenta actualmente várias fissuras), localizada na urbanização Benguela Sul, porque as suas antigas instalações foram cedidas aos alunos do ensino especial.

6galeria

Redacção

Foram nesta segunda-feira transferidos, provisoriamente, mil e cinco alunos da 10ª a 13ª classe, da escola Magistério “Lúcio Lara”, para o complexo escolar Augusto Chipenda (centro da cidade de Benguela), devido à degradação do referido estabelecimento escolar.

O acto foi presenciado pelo governador provincial, Rui Falcão, que orientou recentemente essa medida, aquando da sua visita ao Magistério, no âmbito da constatação das dificuldades do sector da Educação no município de Benguela, tendo exortado os alunos e professores a preservarem a nova escola, visando garantir um ensino de qualidade para todos.

Os alunos transferidos vão ocupar 14 salas de aulas, sendo duas para reforço educativo, das mais de 25 que o complexo possui. A escola “Augusto Chipenda” foi transformada num complexo escolar onde se encontram o I e II ciclos do ensino secundário, albergando agora também o magistério primário.

Entretanto, o director do gabinete provincial da Educação, Evaristo Calopa Mário, citado pela Angop, afirmou que a mudança deveu-se às várias fissuras que aquela instituição de ensino apresenta na sua infra-estrutura, o que coloca em risco a segurança dos utentes.

Face a isso, o responsável deu a conhecer que uma nova escola está a ser construída para albergar o Magistério na urbanização Benguela Sul, cujas obras encontram-se já a 85 porcento de execução, inscritas no Programa de Investimentos Públicos.

Sem avançar custos, referiu que a conclusão desta nova infra-estrutura (cujas obras estão de momento paralisadas) depende da disponibilização de verbas, uma vez que está sob tutela do Ministério da Educação.

“Há garantias do ministério da Educação para sua conclusão ainda este ano, de modo a que os estudantes possam voltar definitivamente à sua escola”, disse o director.

Os estudantes do Magistério Primário estudam desde 2017 nas instalações do Instituto Médio de Educação Física (que apresenta actualmente várias fissuras), localizada na urbanização Benguela Sul, porque as suas antigas instalações foram cedidas aos alunos do ensino especial.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form