Desporto
Serviços

Estádios huilanos serão reabilitados

Estádios huilanos serão reabilitados
Foto por:
vídeo por:
DR

Os Estádios de futebol do Ferroviário da Huíla e o de Nossa Senhora do Monte, utilizados pelo Clube Desportivo da Huíla (CDH) durante a disputa do Girabola Zap, passam a ter outro aspecto, com a recuperação da relva das duas infraestruturas desportivas.

A Omatapalo, empresa local com créditos firmados na Engenheira & Construção civil no país, vai ser a responsável pelos trabalhos a serem executados, a curto prazo, segundo o assessor da sua administração, Edmar Manuel. 

O responsável falou durante a cerimónia de entrega ao CDH de material desportivo diverso, adquirido em Portugal, que se  realizou na quinta-feira, tendo afirmado que, neste momento, efectuou-se o levantamento de tudo quanto é necessário para a recuperação da relva do Estádio Ferroviário da Huíla.

Edmar Manuel referiu que vão ser reabilitas as bombas e bicos de bombeamento de sistema de regas que estão avariadas, e que após essa fase serão feitos trabalhos de pintura no Estádio do Ferroviário da Huíla e depois passam para o de Nossa Senhora do Monte, recinto indicado pelo Clube Desportivo da Huíla para treinos.

Disse ainda, citado pelo Jornal dos Desportos, que o apoio da Omatapalo ao Clube Desportivo da Huíla não se resume somente à cedência de material desportivo e financeiro. “Queremos cada vez aprofundar a parceria com o Clube Desportivo da Huíla. Por isso, estamos aqui para dar o máximo apoio a este clube. Somos uma empresa local, apostada no desporto. Como puderam ver, também apoiamos as camadas jovens”, disse.

No entanto, Edmar Manuel sustentou que da presente época futebolística até 2020, o Clube Desportivo da Huíla, representante da província no Girabola Zap, passa a ter como um dos patrocinadores a Omatapalo, que vai dar todo o apoio necessário para que possa alcançar lugares cimeiros na prova.

“O patrocínio da Omatapalo não fica por aqui (entrega de material desportivo diverso). Assinamos dois contratos e temos outra parte do patrocínio, que é o contínuo apoio financeiro”, esclareceu.

Sem revelar o montante financeiro para apoiar a formação militar da Região Sul, disse que tudo o que foi pedido, a Omatapalo está a satisfazer.

6galeria

Redacção

Os Estádios de futebol do Ferroviário da Huíla e o de Nossa Senhora do Monte, utilizados pelo Clube Desportivo da Huíla (CDH) durante a disputa do Girabola Zap, passam a ter outro aspecto, com a recuperação da relva das duas infraestruturas desportivas.

A Omatapalo, empresa local com créditos firmados na Engenheira & Construção civil no país, vai ser a responsável pelos trabalhos a serem executados, a curto prazo, segundo o assessor da sua administração, Edmar Manuel. 

O responsável falou durante a cerimónia de entrega ao CDH de material desportivo diverso, adquirido em Portugal, que se  realizou na quinta-feira, tendo afirmado que, neste momento, efectuou-se o levantamento de tudo quanto é necessário para a recuperação da relva do Estádio Ferroviário da Huíla.

Edmar Manuel referiu que vão ser reabilitas as bombas e bicos de bombeamento de sistema de regas que estão avariadas, e que após essa fase serão feitos trabalhos de pintura no Estádio do Ferroviário da Huíla e depois passam para o de Nossa Senhora do Monte, recinto indicado pelo Clube Desportivo da Huíla para treinos.

Disse ainda, citado pelo Jornal dos Desportos, que o apoio da Omatapalo ao Clube Desportivo da Huíla não se resume somente à cedência de material desportivo e financeiro. “Queremos cada vez aprofundar a parceria com o Clube Desportivo da Huíla. Por isso, estamos aqui para dar o máximo apoio a este clube. Somos uma empresa local, apostada no desporto. Como puderam ver, também apoiamos as camadas jovens”, disse.

No entanto, Edmar Manuel sustentou que da presente época futebolística até 2020, o Clube Desportivo da Huíla, representante da província no Girabola Zap, passa a ter como um dos patrocinadores a Omatapalo, que vai dar todo o apoio necessário para que possa alcançar lugares cimeiros na prova.

“O patrocínio da Omatapalo não fica por aqui (entrega de material desportivo diverso). Assinamos dois contratos e temos outra parte do patrocínio, que é o contínuo apoio financeiro”, esclareceu.

Sem revelar o montante financeiro para apoiar a formação militar da Região Sul, disse que tudo o que foi pedido, a Omatapalo está a satisfazer.

Redacção

Licenciado em Gestão e Administração pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto, Félix Abias é um jornalista angolano que explora temas ligados à política e economia local. Actualmente trabalha para o Grupo Média Rumo

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form